ESC2019: Nova Zelândia a concurso no Festival Eurovisão?


Cecília Malmström, comissária da União Europeia, garantiu que a Nova Zelândia poderá participar no Festival Eurovisão num futuro próximo: "É uma séria consideração".

Nos últimos dias, representantes da União Europeia e do governo da Nova Zelândia estiveram reunidos a debater novas relações comerciais, sendo que o Festival Eurovisão também foi frisado nas negociações. Através do Twitter, o jornalista Sam Sachdeva questionou Cecilia Malmström, comissária de comércio da União Europeia, sobre a possibilidade do país participar no concurso internacional, recordando a estreia da Austrália em 2015.


Depois de ter frisado que a entrada da Austrália no Festival Eurovisão foi "o passo mais importante nas relações UE-Austrália", a comissária da UE disse que a possibilidade da Nova Zelândia entrar no concurso deve ser vista como uma "séria consideração". De realçar que, como a SBS, a emissora estatal da Nova Zelândia (TVNZ) é um membro associado da EBU/UER, podendo ser convidada pelo organismo para participar no evento.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCxtra / Imagem: Google

11 comentários:

  1. Anónimo14:14

    Agradeço a oferta, mas não obrigada!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:12

    Isto qualquer dia passa a ser o mundovisão , tá tudo louco , eu já acho que á países da europa que não deviam estar , até a china já se mostrou interessada .... não tem piada só pode ser brincadeira , espero

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18:50

    Não sou contra, mas se a Nova Zelândia participar só mostra um certo favoritismo por parte da organização.
    Kazaquistão também quis entrar, mas a EBU disse que não por não pertencer ao Concelho da Europa (o que é uma desculpa peculiar já que a Belarussia, Israel ou e Austrália também não fazem parte) e pelo Kazaquistão não estar na Área Europeia de Radiodifusão (o que também excluí a Austrália).
    E é verdade que a presença da Austrália explica-se pelo elevado rating que o concurso têm no país (muito mais alto até que em Portugal), mas acaba por ser um claro favoritismo por parte da EBU

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:15

      "Belarussia" "Kazaquistao" deves saber mesmo do que falas lol

      Eliminar
  4. Anónimo19:44

    Concordo. Acho que EUA Canadá Brasil China também deveriam entrar a concurso. Daria muito mais projeção a competição. Há que abrir horizontes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:50

      Discordo completamente, esses países têm demasiada influência política e daria cabo do amadorismo que torna a eurovisão divertida e permite países como San Marino competirem contra a Suécia, no final de contas ganhar a eurovisão é ganhar muito donheiro em turismo.
      Preferia que houvesse um Eurovision Song contest em cada continente, como vai haver na Asia.
      Um Eurovision Song contest America até era capaz de ser benéfico para as relações entre os diferentes países e interessante porque aí 80% das músicas seriam em espanhol e não em inglês

      Eliminar
  5. Eu quero o Burkina-Faso na Eurovisão!!!

    ResponderEliminar
  6. Anónimo01:01

    Le Vatican douze points!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo16:19

      AIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII O vaticano nao mulher!!!!

      Eliminar