[ESCPORTUGAL] Época alta do Festival Eurovisão 2018 em balanço

Uma semana após a final do Festival Eurovisão da Canção 2018, chegou a hora de fazer um balanço, em nome próprio, da atividade do ESCPORTUGAL no acompanhamento daquele que foi o acontecimento do ano.


O ESCPORTUGAL viveu intensamente as últimas semanas, a chamada "época alta" do Festival Eurovisão da Canção! Notícias, reportagens, entrevistas e curiosidades publicadas em textos, imagens e vídeos preparados especialmente para os nossos leitores.

Chegou a hora de prestar contas. E os números não enganam: a partir de 29 de abril, dia dos primeiros ensaios do Festival Eurovisão em direto de Lisboa, foram publicados pelo ESCPORTUGAL 279 artigos pelos editores acreditados pela organização para fazerem a cobertura deste evento. Foi a operação mais completa nos 14 anos de existência do site! Contudo, mais do que a quantidade, a nossa prioridade foi a publicação de conteúdos com isenção, credibilidade e com a qualidade que os fãs e seguidores da Eurovisão em Portugal merecem. Para além de notícias relevantes com os ecos do press center, da Altice Arena e das delegações, publicámos entrevistas e video blogs com os comentários em direto dos jury shows das semifinais e final da Eurovisão. Para o instagram, publicámos centenas de stories com imagens e vídeos dos ensaios, e outras curiosidades.

Publicámos também os ecos dos eventos que decorriam em Lisboa. Estivemos na "Blue Carpet", no primeiro concerto de Eleni Foureira no Trumps em Lisboa, na abertura do Eurovision Village, na Festa de Israel no Teatro Capitólio, nos concertos de Tributo a Carlos Paião, Doce e Simone de Oliveira, na abertura do Euroclub, na atuação de Catarina Pereira , na festa no Hard Rock Café e no cruzeiro eurovisivo no Tejo

Ainda antes dos ensaios começarem, analisámos as 43 canções concorrentes, na rubrica “Olhares”, convidando para o efeito intérpretes, críticos, jornalistas e fãs da Eurovisão, num painel com 34 elementos. Estivemos também presentes no primeiro concerto promocional da Eurovisão em Londres e no último em Madrid.

Promovemos atividades de entretenimento, como o Top dos leitores do ESCPORTUGAL e o Top do ESCPORTUGAL Regiões. Estamos ainda a realizar dois passatempos para oferecer CD's e outras lembranças do ESC2018 aos nossos leitores.

Fomos contactados por muitos jornalistas e órgãos de comunicação; a todos fomos intermediários ou demos informação relevante para os seus artigos. Editores e colaboradores do ESCPORTUGAL foram também entrevistados em representação do site noutros orgãos de comunicação e na RTP, como recordámos AQUI.

Posto isto, o impacto do ESCPORTUGAL junto do público em geral e dos fãs do Festival Eurovisão em particular foi para nós surpreendente: o número de visitas/leituras ascendeu às 1.642.741! Números que não são tão expressivas como o mês de maio de 2017, em que ganhámos o Festival em Kiev, mas que superam as nossas mais otimistas expetativas e vêm demonstrar, uma vez mais, o sucesso deste projeto e, sobretudo, o sucesso da Eurovisão em Portugal.

As redes sociais estiveram ao rubro. O Twitter do ESCPORTUGAL tem 2075 seguidores, a página de Facebook 25.800 gostos e a nova página no Instagram 1005.

Mas o ESC2018 não está totalmente encerrado! Nos próximos dias vamos arrancar com mais uma edição do ESCPORTUGAL AWARDS, com o nosso júri e os leitores a decidirem os prémios para melhores intérpretes, compositor, autor, e não só.

Fechado o pano do Festival Eurovisão 2018, abre-se agora o caminho para o Festival RTP da Canção 2019 e o Festival Eurovisão da Canção 2019 a realizar, ao que tudo indica, em Israel.

Estamos, como sempre, abertos a novas colaborações e à opinião dos nossos leitores, que pode ser enviada através de e-mail, facebook ou na caixa de comentários em baixo.



OBRIGADO A TODOS PELO VOTO DE CONFIANÇA DADO DIARIAMENTE!


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL, BLOGGER / Imagem: ESCPORTUGAL /Vídeo: ESCPORTUGAL

6 comentários:

  1. Rui Ramos23:04

    Temos muita sorte de ter em Portugal um site como o escportugal. Parabens e Obrigado!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:38

    Muito bom. Obrigada

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:15

    Muitos parabéns pela dedicação.
    E obrigado.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo02:21

    Muito bom, ESCportugal! Acompanho-vos desde os primeiros passos e isenção, veracidade e rigor é muito, muito importante. Isso traz a credibilidade cada vez mais atual no vosso projeto.

    Aproveito e faço outros balanços, se me permitirem...

    Salvador - perdi muita da consideração que tinha por ele. Voltar a chamar músicas de m**** à Eurovisão é triste. Sabemos que são poucas as boas e que casos raros acontecem nalguns anos, como o dele, mas começo a dar razão a quem o chama de arrogante desde início. Não havia necessidade de tanta falta de respeito pelos músicos do presente, do passado ou do futuro da Eurovisão. A ausência de hoje nos Globos de Ouro... Enfim! Desejo-lhe a ele e a mim toda a saúde do mundo... mas pela boca morre o peixe, Sobral.

    Eurovisão - voltou a ganhar o mainstream, não fosse este festival um programa de grandes audiências. Logo, o que se estava à espera?! Que mudasse por causa do Salvador?! Não, e ele também não fez por isso. A Eurovisão continua igual a si mesma, com exceções de alguns anos, que hão-de acontecer e onde a qualidade ganhará, como também já ganhou ocasionalmente antes do Salvador.

    ESC 2018 - não sendo apologista de LED no palco e tendo apoiado a opção da RTP, bem como, gostado do palco e do jogo de luzes conseguido em cada uma das músicas, a verdade é que seguir a ideia do Salvador não veio diminuir o fogo de artifício em cena, pelo contrário. Terá sido ironia do destino ou apenas uma má ideia?!

    RTP - tem de perceber que além de boa música tem de encenar muito bem a apresentação da mesma em palco, não para ganhar, mas pelo menos para ficar bem classificada e deixar uma boa imagem do país naqueles 3 minutos, como deixaram com a produção/realização do ESC2018 em Lisboa. Pensar ainda que para um programa mainstream como a Eurovisão, ou de grandes audiências como querem que o Festival da Canção seja, não é necessária tanta intelectualidade musical. Fosse pelo que fosse, o último lugar no ESC2018 não me caiu de supresa, e perante o que havia "O jardim" sempre foi a minha opção internamente.

    Continuação de boa ressaca eurovisiva. 😋

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17:00

    " concerto de Eleni Foureira no Trumps em Lisboa" foi um showcase com 3 temas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro leitor, o concerto teve uma duração aproximada de 1 hora.

      Eliminar