ESC2018: Vestido de Sennek integra coleção do Museu de Moda de Antuérpia


O vestido utilizado por Sennek no Festival Eurovisão 2018 foi oferecido, pela estilista luso descendente Veronique Branquinho, ao MoMu, Museu de Moda de Antuérpia.

A cantora belga Sennek, semifinalista do Festival Eurovisão 2018, usou as redes sociais para anunciar que o vestido que utilizou na competição internacional é a nova atração do MoMu, o museu da moda da cidade de Antuérpia. "Tenho muito orgulho em anunciar que o meu vestido integra agora a coleção do museu" escreveu Sennek, "É o primeiro vestido do Festival Eurovisão na coleção".


O vestido preto em renda trabalhada com riscas pretas horizontais de diferentes larguras foi criado pela estilista belga de ascendência portuguesa Veronique Branquinho, que estudou na conceituada academia de artes Koninklijke Academie voor Schone Kunsten van Antwerpen, em Antuérpia.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Sapo / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

4 comentários:

  1. Anónimo19:48

    Foi mt criticada...pq mt gente pensa que se deve subir ao palco da eurovisão como se fosse para um casamento ou uma gala.
    Existe "roupa de palco". Eu achei que a Bélgica levou uma criação diferente e original.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:30

    O vestido continia a ser horrivel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:17

      Concordo. aquele vestido parece uma embalagem de chupa-chupa.

      Eliminar
  3. Ricardo Leal17:09

    O vestido é lindissimo. Muito boa escolha

    ResponderEliminar