ESC2018: Portugal foi recordista dos últimos lugares no televoto


A candidatura de Portugal no Festival Eurovisão 2018 foi a menos votada por 25 dos 43 países a concurso na edição deste ano. Sérvia, Eslovénia, Espanha e Finlândia também ficaram em último lugar nalgumas das votações.

Representado por Cláudia Pascoal e "O Jardim", Portugal ocupou, pela quarta vez na história, o último lugar na Final do Festival Eurovisão 2018. Com 39 pontos, sendo que 18 foram oriundos do televoto, a canção portuguesa esteve em destaque... devido à quantidade de últimos lugares nas votações do público.

ARJ Macedónia, Arménia, Áustria, Azerbaijão, Croácia, Dinamarca, Eslovénia, Geórgia, Grécia, Hungria, Islândia, Israel, Itália, Letónia, Malta, Montenegro, Noruega, Polónia, República Checa, Roménia, Rússia, São Marino, Sérvia, Suécia e Ucrânia (25) colocaram Portugal na última posição do televoto. A Sérvia foi a última classificada de oito países (Bélgica, Espanha, Estónia, Finlândia, Irlanda, Lituânia, Portugal e Reino Unido), seguida da Eslovénia (5: Bulgária, Chipre, França, Holanda e Suíça) e Espanha (4: Albânia, Alemanha, Austrália e Bielorrússia). Por fim, a Finlândia foi a menos votada do público da Moldávia.

Aceda, de seguida, às classificações de Portugal no televoto (a negrito, os últimos lugares):

Albânia (24.º)
Alemanha (18.º)
ARJ Macedónia (26.º)
Arménia (26.º)
Austrália (24.º)
Áustria (25.º)
Azerbaijão (26.º)
Bielorrússia (25.º)
Bélgica (17.º)
Bulgária (24.º)
Chipre (24.º)
Croácia (26.º)
Dinamarca (25.º)
Eslovénia (25.º)
Espanha (13.º)
Estónia (22.º)
Finlândia (23.º)
França (3.º) - 8 pontos
Geórgia (26.º)
Grécia (26.º)
Holanda (21.º)
Hungria (25.º)
Irlanda (22.º)
Islândia (26.º)
Israel (25.º)
Itália (25.º)
Letónia (26.º)
Lituânia (21.º)
Malta (26.º)
Moldávia (24.º)
Montenegro (26.º)
Noruega (25.º)
Polónia (26.º)
Reino Unido (18.º)
República Checa (25.º)
Roménia (26.º)
Rússia (26.º)
São Marino (26.º)
Sérvia (25.º)
Suíça (2.º) - 10 pontos
Suécia (25.º)
Ucrânia (25.º)


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte, Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

32 comentários:

  1. Anónimo14:53

    Não seria igual com a Catarina...

    Público não sabe votar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:17

      Pois eu acho que seria igual, nenhuma canção no FC seria melhor :/

      Eliminar
    2. Anónimo15:21

      Souberam salvar a Catarina de uma humilhação, felizmente. A votaçao foi um protesto contra o que o Sobral disse, tanto sobre a industria musical como Israel. Mas que a nossa musica era das piores no FDC, la isso era. Nao estava acabada e nao apostaram na atuaçao. Teimosia pura.

      Eliminar
    3. Anónimo16:34

      Foi a bola de cristal que te disse isso?

      Eliminar
    4. Anónimo00:21

      A vitória de Israel não está relacionada com o comentário do Salvador. Foi, por um lado, o reflexo do gosto pimba dos eurofas e, por outro, uma movimentação em massa da extrema direita pro-israel e pro-trump, em reação ao boicote que a esquerda estava a tentar promover a participação de Israel na Eurovisão deste ano. O boicote agora mantem-se para 2019, em países como a Islândia.

      Eliminar
    5. Anónimo02:11

      00:21 Entao como é que explica que depois das declaraçoes dele, Israel tenha subido nas apostas?

      E não sei se sabes, mas foram esses eurofans que votaram no Sobral. O publico é o mesmo, isso significa que o Sobral é pimba? Ou é só quando vos convem?

      Boicote da esquerda? Mal se ouvia falar nisso. Que disparate tremendo de quem nao segue o ESC, apenas as noticias de portugal.

      Eliminar
  2. Anónimo15:01

    Continuo a achar que a canção não era para ganhar, mas era para meio da tabela. Parece-me claramente que faltou staging, comunicação, criação artística e assessoria da RTP, que as deixou à sua própria sorte, dando grande prioridade a tudo o resto. Que sirva de reflexão para os anos futuros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:35

      A culpa não foi só da RTP.

      Eliminar
  3. Anónimo15:11

    Naõ percebo porque censuraram o meu comentario. Na minha opiniao Portugal devia afastar-se do concurso durante uns anos, não pelo resultado em si, mas por todos nós. Parece-me que muitos eurofans dos outros países, juri incluído, não gostaram do que ele disse ( e continua a dizer), não aceitaram, e vão penalizar Portugal para sempre por causa disso. Ha q ter em conta que muitos jurados consomem e fazem música "fast-food" também, e nao conseguem ser imparciais. Aquilo ficou marcado e atingiu muita gente, para bem e para o mal. O facto de termos o vencedor com mais pontos tbm causa algum ressabiamento. Isto pode ter influenciado as votaçoes deste ano. Poupem os nossos artistas. Já atingimos muito com os irmaos Sobral, não precisamos de provar mais nada.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo15:15

    Nao, o resultado seria o mesmo com qualquer um. Talvez a Catarina escapasse os ultimos 4, talvez!! O Sobral bem tentou ser simpatico, dizendo que pelo menos nao era igual ao que levámos o ano passado e que ela nao desafinava...


    Sinceramente, Portugal devia afastar-se do concurso durante uns anos, não pelo resultado em si, mas por todos nós. Parece-me que muitos eurofans dos outros países, juri incluído, não gostaram do que ele disse ( e continua a dizer), não aceitaram, e vão penalizar Portugal para sempre por causa disso. Ha q ter em conta que muitos jurados consomem e fazem música "fast-food" também, e nao conseguem ser imparciais. Aquilo ficou marcado e atingiu muita gente, para bem e para o mal. O facto de termos o vencedor com mais pontos tbm causa algum ressabiamento e até inveja. Isto tudo reflectiu-se na votação deste ano, foi um protesto contra. Poupem esta humilhação aos nossos artistas e saiam de cabeça erguida agora. Já atingimos tudo com os irmaos Sobral, não precisamos de provar mais nada.

    Força Claudia.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo15:27

    Portugal podia começar o jogo eurovisivo e contratar a Symphonix International ou contratar um compositor sueco para compor uma música vencedora, as músicas deste ano do festival da canção não nos levam a lado nenhum

    ResponderEliminar
  6. Anónimo16:03

    Seria igual com a Catarina.
    A canção vencedora representa o antípoda de ambas.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo16:08

    E dificil de ter pontos depois de ter ganho....penso que o Salvador não ajudou no que ele disse

    ResponderEliminar
  8. Anónimo16:19

    Não sabe como seria com a Catarina. Poderia ser igual ou ainda pior... é muito fácil fazer suposições, mas o mau resultado na final da Cláudia não quer dizer que a Catarina fosse fazer melhor. E como nunca iremos saber, é apenas mais um assunto sem sentido que o pessoal gosta de falar por estes lados

    ResponderEliminar
  9. Anónimo16:32

    Só os portugueses conseguem ver beleza nesta monotonia. Enfim... nem as rádios passam a canção. Compositores e intérpretes fracos no festival rtp . Este foi o resultado. Televoto unanime. Venham compositores e intérpretes estrangeiros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mentira..eu ja ouvi "o jardim" na radio

      Eliminar
  10. Anónimo16:33

    Mas concordo que o público não sabe votar. Caso contrário, Portugal não terminaria no último lugar da final ;)

    ResponderEliminar
  11. Anónimo17:15

    é um abre olhos para a RTP...a canção não se destacou em nada.
    Sensibilidade? intimismo? Havia la disso e em melhores condições
    Nunca tinha visto a canção da casa a não tirar partido do palco...enfim opções.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:05

      Concordo com: "unca tinha visto a canção da casa a não tirar partido do palco...enfim opções."

      Eliminar
  12. Anónimo18:24

    Ha qualquer coisa que nao bate certo, desculpem lá, mas houve algo que influenciou a votaçao. Portugal está agora nos 50 mais virais do MUNDO, e ficou em ultimo? Nao sejam tapadinhos.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo18:38

    Que mudanças é que tivemos na canção mesmo? Tantas promessas e foi igual.

    ResponderEliminar
  14. Anónimo19:02

    eu acho que houve erro...
    então Portugal nem 1 ponto do televoto espanhol??? Não é normal

    ResponderEliminar
  15. Anónimo19:48

    Espero que para o ano venham artistas mais criativos, mais ambição, pouco medo de arriscar e que EXIGAM mais da RTP como os dinamarqueses fizeram. Não tenham medo de coreografias e de cantar pop so porque podem ser chamados de azeiteiros. Vamos lá deixar a zona de conforto que já é hora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:41

      Só para lembrar que os dinamarqueses tambem ficaram nos últimos lugares do júri LOL

      A culpa não é da RTP, que lhes deu a mesma liberdade dada no ano passado aos irmãos Sobral. A culpa é mesmo do público português, que vota sempre nas canções erradas. Se dependesse do televoto português, no ano passado teríamos ficado também em último lugar com os Viva la Diva.

      Este ano tivemos boas canções no FC (que teve muito mais qualidade do que a Eurovisão). A única lição que a Rtp deveria tirar disto era sobrepor sempre a decisão do júri ou - melhor ainda - acabar com o televoto.

      Eliminar
    2. Anónimo02:01

      00:41 Anónimo. Só para lembrar que ficaram NO TOP 5 do televoto LOL

      Não percebeste o que disse. Durante este ano ouviste alguma das queixas dos dinamarqueses? Sim, houve drama em relaçao aos efeitos. Eles reclamaram com a organizaçao e aquilo mudou. Pagaram por uma coisa e queriam as coisas como estavam. Era a isso que me referia, e nao ao voto do juri. Preocupa-te com o nosso resultado, que nem o televoto conseguimos convencer. Preocupa-te com as queixas aos nossos interval acts. Se nao fosse o publico a queixar-se constantemente do FC, nunca teriam mudado o concurso para o formato que tens hoje. Convite de compositores consagrados e boa musica. Evoluímos muito, mas só isso nao chega, e a culpa também é da RTP.
      Tivemos boas cançoes? Tivemos. Tambem tivemos pouca diversidade, pouca ambiçao, fraco staging, e continuamos a fechar-nos no nosso cantinho, ignorando o facto de q isto não é apenas um concurso de CANÇÕES. O cenário, os efeitos, tudo importa e influencia a votação. Celebrate diversity. O juri é diferente ano após ano. É totalmente ridiculo dizer que so eles votam nas canções certas. o juri deu os 2º pontos maximos aos Viva la diva. Se nao tivesse aparecido o sobral, teriam ido na mesma. Culpar o zé povinho pq é sempre mais facil. Ninguem tem de mudar nada, podemos continuar na zona de conforto e a achar que somos a ultima bolacha do pacote. Great, vamos ver o quao longe isso nos vai levar.


      Desde que ganhámos ficaram demasiado confiantes. Nao te preocupes, nao estas sozinho nisso. A RTP deu a mesma liberdade dada no ano passado aos irmãos sobral? Sabes que este ano nao se usaram LEDS, que o palco era diferente? Como é que é possível comparar?

      "Tivemos mais qualidade do que a Eurovisao" - É essa falta de noçao que nunca nos vai fazer crescer. Reflexo perfeito da mentalidade de muita gente que influencia o FC. Levámos quantos anos a ganhar a eurovisão? Limitamos os nossos artistas a um microfone e um palco só com luzes PORQUE?

      A unica lição que a RTP deveria tirar disto, era perceber que a formula sobral só resulta uma vez. Porque foi original, como outros vencedores.
      A mesma RTP que nao percebeu que tínhamos uma cançao com uma melodia igual a outra e que poderia ter sido evitado a tempo. Os artistas nao merecem ser deixados à sua merce.


      O problema nao está no televoto. O problema está em só culparem o lado mais facil e quererem limitar os nossos artistas e a sua criatividade. Sobrepoem a sua visao por cima da dos outros. Assim nao vamos longe.

      Eliminar
    3. Anónimo02:07

      00:41 ....Sobrepor júri ao televoto? O mesmo júri que também deu 12 pontos a um (suposto) plágio e 12 à Lena d'agua? O mesmo juri que insiste em cortar as asas a qualquer concorrente que cante ingles? Dei uma gargalhada bem alta agora.

      Eliminar
    4. Anónimo15:46

      Anonimo das 00:41, tem alguma prova, algum estudo, que o televoto portugues deste ano foi o mesmo que votou nos VIVA la diva? Ficarei a espera.

      Eliminar
  16. eu espero sinceramente que a RTP ponha os olhos no que se passou!
    Olhando para o FdC vê-se logo que nada do que ali estava se podia destacar na eurovisão
    Vimos de tudo este ano....mas no entando na escolha da canção que iria representar Portugal andava tudo à volta do mesmo. E já toda a gente associa Portugal a baladas e propostas intimistas...o que é demais enjoa

    ResponderEliminar
  17. Anónimo21:26

    Mas os jurados meterem a Rússia à frente da Geórgia ninguém reclama. Portugal podia mandar a Catarina Miranda na mesma, mas seria possível ela ter o mesmo resultado no televoto, e os jurados não darem mais que um top 20. Para não esquecer que os jurados tentaram meter a Bélgica no ano passado fora da final e a Finlândia ficou mesmo fora da final graças a eles.

    ResponderEliminar
  18. Anónimo22:15

    Uma publicação do Ronaldo nas redes sociais a dizer: Vote for Portugal in Eurovision bastava para sairmos do bottom 5 lol

    ResponderEliminar
  19. Anónimo04:54

    A serio que vocês, os mesmos que fizeram ate o imposivel para que a Claudia ganhara logo da desistencia de Diogo Piçarra, agora pretendem tirar a culpa a RTP e as coisas que Salvador disse sobre "Toy" e dizem "devimos levar a Catarina Miranda o Peu"? HAHAHAHAHA
    Entendam que "O jardim" não era para ganhar, mas tampoco para ficar ultima (e não saberia dizer se PSENPDN ou SPE tivessem feito melhor), simplesmente acho que foi o feito que cantou no oitavo lugar que fiz ficar a cançao desapercivida e que faltou uma boa posta en escena que transmitese a mensagem da canção, como um jardim com hologramas ou flores que sairam do seus pes (como o arbol de Jamala mas acho que elas ou Universal não quiseram), por exemplo (é certo que Salvador só precisou dum microfone, um fondo bom e bons planos, mas Salvador tem muito carisma e a canção transmite duma vez e emocionada sempre que se ouve, "O jardim" é dessas que precisam varias escutas e na Eurovisão isso não ajuda e as do FdC 2018 eram assim, nenhuma gritava "winner alert")
    Sobre recever compositores estrangeiros ou aceitar propostas publicas, acho que pode ser refrescante mas não é garantia de resultados melhores (lembrem-se que se abrem a estrangeiros, os que não vão presentar proposta vão ser Andrew Lloyd Weber, Ina Woldsen ou David Foster; vão ser o descarte de Ralph Siegel, os bodrios do Rafael Artesero e Jose Juan Santana -qual pre de Moldavia- e os descartes de Andrej Babic com letra de Carlos Coelho -e não, não digo que "Senhora do Mar" ou "Canta por mim" sejam más, simplesmente que são as mesmas cançoes que presenta em tudos lados para ver quem cai)

    Pd: Eu, se fosse vocês, não defenderia mais o "Claudia não foi votada pelo que Salvador disse", se fosse isso certo só demostraria que há meninos de 5 anos com mais madurez que muitos eurofãs 😉


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:38

      Isso é português? Eu, se fosse a si, aprendia a escrever antes de mandar postas de pescada. A sua ortografia é o reflexo da sua falta de conhecimento. Volte quando aprender a escrever, não dá para levar o que diz a sério.

      Eliminar