ESC2018: Jessica Mauboy entra na história do Festival Eurovisão


A australiana Jessica Mauboy tornou-se a primeira cantora da história do Festival Eurovisão a conquistar 99 pontos numa Grande Final do certame.

A cantora australiana Jessica Mauboy conseguiu, na 63.ª edição do Festival Eurovisão, uma proeza que nunca havia sido conquistada por nenhuma das canções finalistas da história do evento: terminar a competição com 99 pontos. A marca foi alcançada com a soma das votações do júri (90 pontos, 12.º lugar) e do televoto (9 pontos, 26.º lugar), tendo a canção terminado na 20.ª posição do certame. 


De realçar que o vencedor de 46 das 63 edições do Festival Eurovisão superou a marca alcançada em Lisboa por Jessica Mauboy. Além disso, a Final do certame realizada no Parque das Nações contou a presença conjunta de Chipre e Finlândia, algo inédito nos últimos 16 anos. Recorde AQUI a outras curiosidades avançadas pelo ESCPORTUGAL.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EurovisionIreland/ Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

10 comentários:

  1. Anónimo00:08

    Talvez também pela primeira vez Portugal tenha conseguido o pior resultado de sempre numa Final e isso não é também uma curiosidade?
    Ou é melhor nem falar disso, já que convém borrar o que sucedeu com a participação portuguesa a jogar a casa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:01

      Quem quiser que esqueça, eu não vou esquercer.
      Tenho muito orgulho das minhas meninas!!!

      Eliminar
    2. Anónimo01:11

      Como se Portugal nunca tivesse ficado antes em último lugar ou inclusive acabar com zero pontos.Portanto ... what else is new? Ah sim grande parte de muitos aqui só começou a seguir a Eurovisão mal ela saiu do armário. Tudo o que está para trás é ... irrelevante.

      Eliminar
    3. Anónimo01:43

      Portugal já terminou com zero pontos.

      Eliminar
    4. Anónimo05:03

      "O jardim" não é o pior resultado posicional (siguem alí as Nonstop) nem o pior puntagem (alí estão Antonio Calvario e Célia Lawson)

      Eliminar
    5. Anónimo06:16

      Em 97 ficamos em último com 0 pontos.. Lamento mas ainda não há pontos negativos

      Eliminar
    6. Anónimo07:40

      A pior participação de sempre de Portugal foi um último lugar com zero pontos, Célia Lawson com "Antes do Adeus".

      Eliminar
    7. Anónimo10:31

      Eu também tenho muito orgulho nelas, mas acho que podiam ter potenciado imenso a particpação, e ficou tão aquém daquilo que todos nós esperávamos acenderem uns holofotes no meio do negrume quando tinham aquele palco gigante cheio de possibilidades...

      Eliminar
  2. Anónimo16:30

    Mas o que é que tem de extraordinário somar 99 pontos?! LOL

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20:45

    odos os anos acabam por encontrar-se curiosidades, situações nunca vistas antes no ESC. Por exemplo, penso que este ano foi a primeira vez que um grupo tinha o nome de um cantor que não atuou em palco: Sanja Illic & Balkanica era o nome do grupo que cantou pela Sérvia, mas Sanja Illic não cantou nem tocou nenhum instrumento. Apareceu no "postcard" (caves do Vinho do Porto), mas no próprio ESC o grupo passou a contar com três vozes femininas e ele já não podia estar em palco (o grupo tem uma formação que excede os seis elementos). No entanto, é o mentor do grupo e, por isso, o grupo tem o seu nome.

    ResponderEliminar