ESC2018: Luso-australiano Ricardo Gonçalves será o porta-voz da Austrália


O porta-voz da Austrália no Eurovision Song Contest 2018 será o luso-australiano Ricardo Gonçalves.



A Eurovisão 2018 não terá Lee Lin Chin a entregar os votos do júri australiano. Será a primeira vez que a responsabilidade será dada a outra pessoa. Neste caso, a SBS optou pelo luso-australiano Ricardo Gonçalves, que apresenta os programas Notícias do Mundo e Segredos dos Pequenos Negócios no canal. Ricardo mostrou estar muito contente com esta oportunidade tendo afirmado que "como luso-australiano mal posso esperar por fazer a minha mãe e o meu pai orgulhosos por fazer parte deste evento no país deles. Boa sorte Lisboa e boa sorte Jessica Mauboy!".

Até ao momento, 18 dos 43 países a concurso no Festival Eurovisão 2018 já revelaram o nome dos seus porta-vozes para a Grande Final do certame: Alemanha (Barbara Schöneberger), Austrália (Ricardo Gonçalves), Bélgica (Danira Boukhriss Terkessidis), Chipre (Hovig), Eslovénia (Maja Keuc), Espanha (Nieves Álvarez), Estónia (Ott Evestus), França (Élodie Gossuin), Geórgia (Tamara Gachechiladze), Grécia (Olina Xenopoulou), Islândia (Edda Sif Pálsdóttir), Israel (Lucy Ayoub), Itália (Giulia Valentina Palermo), Polónia (Marcelina Zawadzka), Reino Unido (Mel Giedroyc), São Marino (John Kennedy O'Connor), Suécia (Felix Sandman) e Suíça (Letícia Carvalho).

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EurofestinalNews/ESCPortugal/Imagem: ESCPortugal

3 comentários:

  1. Anónimo19:59

    No país deles lol, até parece que o sangue dele não é português...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:13

      Ele nasceu na Austrália, viveu a vida toda na Austrália. Ele está certo em dizer o "país deles", ele não é português.

      Eliminar
  2. Realmente este país tem muita graça e é cheio de truques. Mas este ano nem as artimanhas o safam. É a pior entrada australiana desde que resolveram alinhar num festival que não devia ser deles, pelo menos enquanto não mudar de nome.

    ResponderEliminar