Herman José: "No Festival da Canção de 1983 estava com tantos nervos que não via nada"


Convidado especial da semifinal 2 do Festival da Canção 2018, Herman José recordou a sua participação (e quase vitória) na edição de 1983: "Estava com imensos nervos porque não podia ganhar. Se eu ganhasse, era uma bronca de todo o tamanho".


Com 209 pontos e o favoritismo de 4 distritos nacionais (Aveiro, Faro, Santarém e Viseu), Herman José e "O Teu Baton" estiveram muito perto de vencer o Festival da Canção de 1983, vitória que daria acesso ao Festival Eurovisão que foi realizado em Munique. Contudo, para o humorista, o segundo lugar alcançado, apenas atrás de Armando Gama (232 pontos), foi um alívio: "A última vez que pisei o palco do Festival da Canção estava com tantos nervos que não via nada. E, depois, durante a votação, estava com imensos nervos porque não podia ganhar. Só podiam ganhar portugueses e eu tinha nacionalidade alemã. Se eu ganhasse, era uma bronca de todo o tamanho, porque eu não podia entrar sequer!".

As declarações foram prestadas aos jornalistas após a participação no Festival da Canção 2018 com uma homenagem a Carlos Paião, tendo recordado os nervos da votação: "Estive toda a votação radiante, porque estava a ter muitos pontos mas em pânico porque, se ganhasse, tinha a minha vida basicamente estragada. Deus não dorme: ganhou foi o Armando Gama e, para castigo, obrigou-o a casar com a Valentina Torres" afirmou, brincando com o noivado entre o vencedor e a apresentadora da edição de 1983. 

A criação da personangem Bxa Festivaleira, aquando da vitória de Salvador Sobral em Kiev, foi, segundo Herman, um jackpot: "O ano passado foi uma surpresa para todos nós mas foi também um jackpot que me saiu. Quando o Salvador ganhou, estava eu a acabar de descobrir o Instagram e fiz a minha Bxa Festivaleira. E acabei, através de uma brincadeira, fabricar um instrumento  que tem sido fortíssimo agora na minha vida profissional"

De realçar que, recentemente, Herman José confirmou a sua participação no Festival Eurovisão 2018, como pode recordar AQUI.

Recorde, de seguida, a participação de Herman José na homenagem a Carlos Paião:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: VIP / Imagem: RTP / Vídeo: Youtube

6 comentários:

  1. Anónimo01:21

    Valia a pena postar aqui o artigo de Samuel Uria q fala do Hermam e do caso Armando Gama..e também do Diogo Piçarra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:44

      Gosto de ler o Samuel Úria. Fiz uma pesquisa e encontrei o texto que refere. Para quem quizsr ler, aqui está: https://24.sapo.pt/opiniao/artigos/suspeitar-dos-suspeitadores

      Eliminar
  2. Anónimo15:03

    https://24.sapo.pt/opiniao/artigos/suspeitar-dos-suspeitadores

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo com o Samuel Úria. O Armando Gama não teve grande carreira (inclusive os Sarabanda tem canções interessantes mas não tiveram sucesso) porque não é fácil (basta ver os exemplos de Manuela Bravo, Maria Guinot, Nucha, Anabela - se não considerarmos as peças do Filipe La Féria, Dora, etc.). O Herman José já era bastante popular devido às participações no Passeio dos Alegres, daí ter alcançado o 2º lugar no Festival apesar de não ser a sua atividade principal.

      Eliminar
  3. Anónimo16:52

    Obrigada às pessoas que falaram do artigo e o disponibilizaram, gostei muito de ler. Gosto muito de ler opiniões tão bem escritas, concorde ou não com elas. Também fui completamente "Hermanizada", ao Herman desculpo tudo :-), mas também sempre achei que ele não gosta lá muito de perder ou de ficar em segundo ;-).

    ResponderEliminar
  4. Anónimo17:44

    Interessante não sabia

    ResponderEliminar