Croácia: Equipa de Franka reage à polémica em torno de "Crazy"


A manager de Franka, representante croata em Lisboa, reagiu à polémica em torno de "Crazy": «Trabalhamos no desenvolvimento da canção com a HRT desde dezembro».


A comitiva croata no Festival Eurovisão 2018 reagiu, pela primeira vez, à polémica em torno de "Crazy", tema que esteve em destaque nas redes sociais depois do aparecimento de "Ceea ce iubim", interpretada pelo romeno Guez, que tem o mesmo acompanhamento que a canção croata e que foi lançada uns dias antes. Sinisa Bevanda, manager de Franka, emitiu um comunicado para a imprensa croata, descartando qualquer ilegalidade na candidatura.

"A canção 'Crazy' foi feita pela equipa Karpo Media, juntamente com Branimir Mihaljevic, tendo sido produzida por Denis Mevlja, também conhecido como Denzel Beats, enquanto Franka trabalhou na letra e na parte vocal da canção. Trabalhamos no desenvolvimento da canção com a HRT desde dezembro. O artista que usou a canção "Crazy" como faixa de apoio para o seu trabalho de rap, tem o tema assinado por Denzel Beats..." afirmou Sinisa, completando que "versões instrumentais e de karaoke estão disponíveis em todas as plataformas, por isso estamos ansiosos para ouvir versões ainda mais interessantes da nossa canção", sendo que o comunicado foi também difundido por Franka nas redes sociais.

Compare, de seguida, os dois temas em destaque:




Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCBubble/ Imagem: Eurovision.tv / Vídeo: Youtube

1 comentário:

  1. Anónimo22:04

    Eu nem gostava muito da canção do Diogo... Mas a Suécia teve montes de acusações de "parecenças" abusivas, até mesmo nas coreografias (2017, imita Malta 2012).

    "O jardim" não é mais "animado" (que o Diogo), mas enfim, eu até prefiro.

    A Franka coitada é que dá a cara, mesmo não sendo culpada. Mas prá semana ninguém se lembra!...

    ResponderEliminar