[AO VIVO] José Cid voz e piano, no Cineteatro Municipal D. João V


Voz e Piano leva José Cid pelos palcos do país, só Cid e o piano. O ESC Portugal esteve no concerto do cantor, compositor e produtor e recordista de participações no Festival da Canção, no Cineteatro Municipal D. João V, na Amadora. Saiba como foi.




José Cid e um piano, dois ingredientes bastaram para uma noite bem passada de histórias e de músicas no Cineteatro Municipal D. João V, na Amadora. Ao longo de quase três horas, José Cid leva a audiência numa viagem por mais de 40 anos de sucessos, num registo intimista e afável, como tão natural dos grandes artistas. 

Tenho 74 anos, faço 75 a 04 de fevereiro e estou disponível para tocar as músicas que vocês pedirem” disse, antes de interpretar o tema “O Teu Olhar”, que fez parte da banda sonora de uma famosa telenovela portuguesa do mesmo nome. Um excelente contador de histórias e com uma cultura bem acima da média, José Cid levou o público numa viagem de letras inspiradas no amor, na história de Portugal e na vida, como são retratados em temas como “A Lenda d’El Rei Dom Sebastião”, “Salvador do Monte”, “Ontem, Hoje e Amanhã” e, algumas das muitas que levou ao Festival da Canção, “Cai Neve Em Nova Iorque”, “Morrer de Amor Por Ti” e a “A Rosa Que Te Dei”. 

Um dos momentos altos da noite foi a interpretação de “Um Grande, Grande Amor”. José Cid embarcou a audiência do Cineteatro Municipal D. João V numa viagem pelos bastidores do Festival Eurovisão da Canção de 1980, que se realizou na cidade de Haia, na Holanda. “A nossa música foi muito bem recebida lá fora. O Johny Logan disse-me que íamos ganhar e eu disse que não, que ia ser ele”, o que acabou por se verificar, com o mesmo a sagrar-se vencedor com o tema “What’s Another Year”. Um episódio em particular, retrata, numa conversa informal de bastidores incitada pela diretora da televisão espanhola que esse ano acompanhava a comitiva de Espanha na Eurovisão, estará na memória com algum rancor, quando esta haveria prometido uma alta pontuação para Portugal, o que acabou por não se verificar, “Vejam só o desplante da Diretora da televisão espanhola, que acompanhava a comitiva esse ano, ao dar-me os parabéns pela canção, que era a melhor que Portugal havia trazido à Eurovisão, mas que esta noite nos iam dar 0 pontos! É caso para dizer que de Espanha nem bom vento, nem boa pontuação.”, brincou. Em resposta disse-lhe “Muito obrigado,  eu não sou rancoroso e vou pedir à nossa delegação que vos dê, pelo menos, 6 pontos.”, respondeu, confessando à audiência que, na verdade, “não gostava nada da canção espanhola”, tendo rumado, nesse ano, 2 pontos para Espanha de Portugal.


Ainda como tema Espanha, confidenciou ainda com o público o facto de “um artista espanhol singrar mais facilmente em Portugal do que vice-versa”, recordando um episódio que lhe aconteceu há poucos anos atrás, na ocasião em que fez a primeira parte do concerto de Júlio Iglésias “no Altice Arena e foi daquelas Benfica 5 - Real Madrid 0”, o que deixou o artista espanhol, segundo Cid, “de trombas”. 

Numa sala moderna e de acústica assinalável, seguiram-se outros momentos altos quando o público se juntou em temas como “Mais Um Dia”, “20 Anos”, “Anita” e “Ontem, Hoje e Amanhã”, do princípio ao fim. 

Incansável e sempre de uma generosidade enorme para com o público, respondendo sempre às suas solicitações, encantou todos os presentes com o seu sentido de humor muito apurado e inteligente, sempre com um grande respeito àqueles que lhe permitiram nascer e viver para a música, tal como canta em “Nasci Para A Música”, outra das músicas que compuseram o alinhamento deste espetáculo. 

Por fim, e após vários ires e vires do palco e após acudir ao vários pedidos de “só mais uma!” que vinham do auditório, despede-se em apoteose com um tema de agradecimento pelo amor que o público lhe tem. Aqui do ESC Portugal e, certamente dos milhares de fãs que acompanham a carreira deste génio da música portuguesa, esperamos poder continuar a contar com José Cid por muitos e longos anos para nos presentear com a sua obra e a sua música.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte / Vídeos: ESC Portugal / Imagens: ESC Portugal e João Serra de Almeida

Sem comentários