Ucrânia: EBU/UER reduz multa correspondente ao banimento de Julia Samoylova

A European Broadcaster Union revelou que reduziu a multa que a UA:PBC terá de pagar devido à impossibilidade de Julia Samoylova atuar no Eurovision Song Contest 2017.


A UER reduziu a multa que a emissora ucraniana UA:PBC terá de pagar pelo facto de Julia Samoylova ter sido impedida de atuar no Festival Eurovisão da Canção de 2017. O presidente da emissora revelou que os seus advogados não conseguiram contestar a dívida junto da UER e dos tribunais mas, mesmo assim, o organismo público decidiu reduzir o valor de 198 mil euros para 150 mil euros. 

Relembre que em 2017 a Rússia selecionou Julia Samoylova para representar o país em Kiev. No entanto, os serviços secretos ucranianos descobriram que a cantora atuou na Crimeia sem permissão dos ucranianos, tendo entrado pelo lado russo. Segundo a lei ucraniana, este facto constitui crime, o que levou ao banimento de Julia do território ucraniano. Assim, a cantora ficou impossibilitada de atuar na Eurovisão 2017, o que levou posteriormente à retirada da Rússia da competição.

Julia Samoylova será a representante russa na edição deste ano da Eurovisão, em Lisboa.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem: Google

1 comentário: