[Olhares sobre o OMPE 2018] Quem representará a Moldávia no Festival Eurovisão 2018?


Dezasseis canções estão na corrida para representar a Moldávia no Festival Eurovisão 2018. Quem será o vencedor do O Melodie Pentru Europa 2018? Conheça as previsões do painel do Olhares sobre as finais nacionais.


Diretamente dos estúdios da TRM em Chisinau, a Moldávia realiza, esta tarde, o O Melodie Pentru Europa 2018, cujo vencedor representa o país em Lisboa. Dezasseis canções estão na corrida, sendo que a decisão está a cargo do televoto (50%) e do júri (50%) liderado por Nelly Ciobanu, representante do país em Moscovo.

Saiba AQUI como participar no Olhares sobre as finais nacionais.

Não perca mais tempo e conheça os favoritos do painel do Olhares sobre o O Melodie Pentru Europa 2018:

Diogo Santos aposta em DoReDos com "My Luck Day"
Sem grandes inspirações, a Moldávia escolhe hoje a sua canção para Lisboa. Apesar de estar longe de trabalhos anteriores, aposto na canção da Dream Team: DoReDos com "My Luck Day". Poderá resultar muito bem no concurso, tendo em conta que é uma canção bastante fácil de memorizar... Vamos a ver como decorre o direto e a votação, mas a Moldávia estará longe do 3.º lugar em Lisboa.

Hugo Sepúlveda aposta em DoReDos com "My Luck Day"
Muito honestamente, o O Melodie Pentru Europa 2018 parecia a selecção nacional dos guilty pleasure. Penso que isso resume bastante bem o tipo de músicas que se pode encontrar lá. O vencedor parece estar praticamente escolhido: DoReDos e My Lucky Day. É extremamente catchy e a facilmente se decora a letra (tudo ajuda a ficar na memória). Além disso é uma música cheia de energia e ritmo, e o melhor é que combina uns toques étnicos. Nota-se a qualidade enquanto produção, não estivesse a Dream Team envolvida. Deduzo que não tenham grandes problemas em vencer, apesar de tudo, My Lucky Day é das melhores da selecção.


João Diogo aposta em Sandy C & Aaron Sibley com "Once Upon a Time"
Qualidade não é a palavra certa para descrever a final nacional da Moldávia. Das 16 canções apenas três ou quatro são minimamente audíveis e, entre elas, não incluo os mega favoritos DoReDos que apresentam o típico produto da Dream Team (pop barato e mega datado). A minha favorita é a balada mais intimista “Once Upon a Time” que apresenta alguma qualidade e que, se bem aproveitada, poderia surpreender na Eurovisão.



Nelson Costa aposta em DoReDos com "My Luck Day"
Uma final eclética e bastante diversificada esta que é apresentada na Moldávia. Gosto de parcerias transnacionais, e aqui há muitas e boas! Apenas enriquece a música que é feita no país.  O meu top 3 vai para Doredos com “My lucky day”, Anna Timofei  com “Endlessly” e Vera Țurcanu com “Black Heart”. “My lucky day” é uma versão melhorada de “Hora Din Moldova”. É divertida, os artistas têm carisma e podem dar um bom colorido na arena do Parque das Nações.  Por outro lado, Anna Timofei é uma excelente intérprete, com uma voz clara e doce. Apesar destas duas qualidades a sua interpretação ganha garra, ao estilo de Enya, transformando “Endlessly” em algo épico. Por fim, Vera Țurcanu com “Black Heart”: o início é muito promissor, tem um tom “dark” que me agrada mas no refrão perde força, ao contrário do que seria desejável. Posto isto, a minha escolha (embora dependa muito da atuação ao vivo) vai para “My lucky day”.

Nuno Carrilho aposta em Nicoleta Sava com "Esencia del Sur"
Que desilusão Moldávia! Depois do resultado estrondoso em Kiev, esperava uma boa final nacional e afinal... cruzes! No meio de tanta canção que parece ter sido arretalhada ou oriunda dos despejos das edições anteriores, apostaria em Nicoleta Sava com "Esencia del Sur", uma canção com fortes raízes étnicas, algo que faz lembrar a candidatura moldava em 2009 (se bem que o resultado seria/será muito distinto). Contudo, parece-me que DoReDos serão os vencedores... Espero que, qualquer que seja a escolhida, leve um grande arranjo até se apresentar em Lisboa. Em jeito geral, uma das piores finais nacionais do ano.


Nuno Reis Conceição aposta em Sandy C & Aaron Sibley com "Once Upon a Time"
Uma final com quantidade de canções, não sendo necessariamente sinónimo de qualidade... no meio de tantas propostas "mainstream", sem nada de novo a acrescentar ao historial eurovisivo, existem três que, na minha óptica, se destacam: "Broken Glass" (Tolik), "Once Upon A Time" (Sandy C & Aaron Sibley) e "Black Heart" (Vera Turcanu). A minha aposta, contudo, vai para o duo Sandy C & Aaron Sibley, seguido muito de perto pela proposta defendida pela Vera Turcanu.

Aceda, de seguida, aos resultados das votações dos 6 comentadores:

1.º  Sandy C & Aaron Sibley – Once Upon a Time- 49 pontos
2.º DoReDoS – My Lucky Day - 47 pontos
3.º Nicoleta Sava – Esencia del Sur  - 44 pontos
4.º Vera Turcanu  – Black Heart - 40 pontos
5.º Anna Timofei – Endlessly - 30 pontos
6.º Felicia Dunaf – Alien - 22 pontos
7.º Illia Sorocean & Dasha DaGro – Minds & Veins - 20 pontos
8.º Lavinia Rusu – Altundeva - 20 pontos
9.º Che MD – Inima-n stîngă - 19 pontos
10.º Tolik – Glass - 15 pontos
11.º Anna Odobescu – Agony - 14 pontos
12.º Doinița Gherman – Dance In Flames - 10 pontos
13.º Viorela – The Gates of Love - 8 pontos
14.º Bella Luna – Moments - 6 pontos
15.º Cobîlean Constantin – Numai Tu - 3 pontos
16.º Ruslan Taranu – Come To Life - 1 ponto



Quer participar  no Olhares sobre as finais nacionais? Saiba tudo AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários