[Olhares sobre o Die Entscheidungsshow] Quem irá representar a Suíça na Eurovisão 2018?


Seis canções estão na corrida para representar a Suíça no Festival Eurovisão 2018 em Lisboa. Quem será o grande vencedor do Die Entscheidungsshow 2018? Conheça a opinião do painel do Olhares.


A Suíça escolhe, esta noite, os seus representantes para o Festival Eurovisão 2018, com a realização do Die Entscheidungsshow 2018. Seis candidatos estão na corrida, sendo que a gala terá lugar nos estúdios da SRF em Zurique e será apresentada por Sven Epiney. A votação estará a cargo do televoto (50%) e do júri internacional, que contará com representantes da Albânia, Alemanha, Arménia, França, Islândia, Israel e Itália.

Quer participar  no Olhares sobre as finais nacionais? Saiba tudo AQUI.

Não perca mais tempo e conheça os favoritos do painel do Olhares sobre o Die Entscheidungsshow 2018:

André Eric-Fernandes aposta em Zibzz e "Stones"
A final nacional helvética raramente me surpreende. Este ano fico feliz de ter descoberto Zibbz, uma excelente intérprete com um vozeirão incrível, e a sua proposta "Stones", uma canção pop rock bastante agradável que facilmente me põe a abanar a cabeça e bater o pé! Dos seis concorrentes é aquela que me parece a mais indicada para fazer boa figura em Lisboa. Num outro registo, mais clássico eurovisivo (queremos coisas novas), a "Redlights" da Vanessa Iraci... e a "Compass" do Alejandro Reyes são boas canções e podem ter o seu lugar no palco da Eurovisão. Aguardemos a escolha da Suíça!

Francisco Rodrigues aposta em Zibbz e "Stones"
A Suiça apresenta seis propostas muito interessantes e diferentes. Fiquei muito indeciso entre duas, "Stones" dos Zibbz e "Compass" do Alejandro Reyes, sendo que optei por dar os meus 12 pontos a "Stones". É nesta canção que aposto para vencer a final nacional da Suiça, uma canção moderna com uma boa vibe, que pode marcar então pela diferença na Eurovisão e trazer a Suiça novamente à final. "Compass" também está muito bem, por isso penso que a decisão estará entre estas duas canções


Hélder Simões aposta em Vanessa Iraci com "Redlights"
Uma final nacional muita fraca e, na minha opinião, a mais fraca até agora. As canções parecem todas muito "banais" e sinto que já as ouvi todas na rádio. Porém, apoio a candidatura de Vanessa, Redlights. Uma canção mais fresca... mas não considero uma grande favorita à passagem à final do Eurovision Song Contest. 


Hugo Sepúlveda aposta em Alejandro Reyes e "Compass"
Quando comecei a ver várias coisas sobre a selecção da Suíça esperava algo mais. Não "adoro" propriamente nenhuma das músicas e das 6, Compass e Secrets and Lies foram as que mais se destacaram. Compass consegue ter uma sonoridade moderna, contemporânea e até com uma vibe latina sem ser uma cópia descarada da Despacito. É uma música leve, muito radio friendly e fácil de digerir, é algo que pode bem resultar ao vivo.

Nelson Costa aposta em Alejandro Reyes e "Compass"
6 artistas competem para representar a Suíça na Eurovisão em Lisboa. Das propostas a concurso, chamou-me a atenção “Stones”. A canção tem uma batida pop/rock que me agrada, sobretudo no início, mas depois acaba por se tornar muito repetitiva. Poderá ganhar a final nacional, mas não creio que terá grande futuro no Parque das Nações.  A minha vencedora é, contudo, “Compass”: a voz do Alejandro tem uma doçura característica e tem uma produção muito à moda de artistas pop como Shawn Mendes ou Justin Bieber. Não é totalmente original, mas a batida latina e os arranjos merecem a nota máxima.


Nuno Reis Conceição aposta em Zibzz e "Stones"
Depois do desaire do ano passado (continuo a considerar injusta a não passagem da Suíça à Final), o país helvético colocou "mãos à obra" e apresenta-nos uma selecção de canções agradável e com alguma diversidade musical. A liderar o meu Top surge a enérgica e apelativa "Stones" dos Zibbz, logo seguida pela enigmática melodia de "Secrets And Lies" (na bela voz da Chiara Dubey) e, a fechar o pódio, a proposta up-tempo "Redlights" defendida pela Vanessa Iraci. A "beliscar" o 3º lugar, surge a balada "A Thousand Times" de Angie Ott. A bússola do Alejandro Reyes leva-o ao meu 5º lugar e a "partituras de distância" surge o imberbe Naeman e a sua proposta teen "Kiss Me".

Pedro Fernandes aposta em Zibzz e "Stones"
A minha escolha recaí na canção Stones de Zibzz para representar a Suíça em Lisboa. É, de longe, a canção que mais se poderá destacar no palco da Eurovisão. Um tema muito bem produzido, com uma letra cuidada, inteligente e, não menos importante, bem interpretado. Apesar de ainda haver muitas escolhas para se fazer até março, arrisco-me a dizer que tem tudo para fazer boa figura e levar a Suíça à Final pela primeira vez desde 2014.


Tiago Fernandes aposta em Zibzz e "Stones"
A Suíça segue no ritmo do bom ano musical no ESC que as finais nacionais já decorridas e canções já selecionadas ou aquelas que ainda decorrerão cujas músicas participantes já se conhecem fazem antever. Das participantes, destaco Stones e Secrets and Lies. A primeira tem uma sonoridade muito atual e a sua modernidade torna-a uma boa aposta para a nação helvética trazer a Lisboa. Por outro lado, a segunda usa uma fórmula mais clássica e simples (mas não menos eficaz) que poderá surpreender ao vivo mediante a magia que transparecer. Esta última tem a desvantagem de vir no seguimento do "estilo Salvador Sobral", o que para muitos eurofãs poderá ser logo uma barreira para gostarem dela. Faço ainda uma menção honrosa para Compass, outra música bem atual e radio friendly, cuja minha principal preocupação é a forma como a deficiência do cantor poderá ser utilizada em prol de alguma "angariação" de votos que espero que não se verifique. Posto isto, ressalvo que para mim, dentro das seis concorrentes, apenas Redlights seria uma má escolha, pois trata-se da música mais banal a concurso, sem que se possa dizer que é propriamente má.

Aceda, de seguida, aos resultados das votações dos 8 comentadores:

1.º Zibbz - "Stones" - 86 pontos
2.º Alejandro Reyes - "Compass" - 71 pontos
3.º Vanessa Iraci - "Redlights" - 64 pontos
4.º Chiara Dubey - "Secrets and Lies" - 63 pontos
5.º Angie Ott - "A Thousand Times" - 52 pontos
6.º Naeman - "Kiss Me" - 48 pontos

Quer participar  no Olhares sobre as finais nacionais? Saiba tudo AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem e Vídeo: Google

1 comentário:

  1. Anónimo20:05

    Alejandro Reyes não apresenta uma música latina, como 'Despacito' e como tem no seu repertório, mas uma "normalita", sem vida. Contudo, esta música, por ser ele a cantá-la, pode dar pontos 'per si'. De todas as 6, prefiro Zibbs.

    ResponderEliminar