[ZONA DE DISCOS #27] Koza Mostra - “Corrida”

Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. Esta semana o destaque vai para o segundo álbum dos KOZA MOSTRA.  O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.
Data de lançamento: 02 de outubro de 2017
Nota: 9,5/10


Numa abordagem teórica, o termo “empreendedor” está gasto e é recorrentemente utilizado apenas por uma questão de “moda” (ou preguiça criativa). Contudo, se no terreno musical eurovisivo há algum nome que incorpore na sua prática alguns dos princípios do verdadeiro empreendedor, esse alguém é o coletivo KOZA MOSTRA. Iniciativa, energia, eficiência e proatividade são apenas alguns dos adjetivos que a banda - que detém o melhor resultado grego na Eurovisão da decorrente década - apresenta e que têm sido responsáveis por levar o grupo a atuar constantemente pelos mais variados locais, desde a Rússia a Portugal (Açores, 2015). Ainda em 2017, KOZA MOSTRA apresentou uma agenda bastante preenchida com atuações na Albânia, Bulgária, Chipre, Israel, Itália, Grécia, Moldávia, Suiça e Turquia.

O contínuo trabalho de estrada possa talvez, em parte, justificar a demora na chegada do segundo álbum, “Corrida”, que saiu no passado dia 2 de outubro, quatro anos e meio depois de “Keep up the Rhythm” (2013). Entrando em consonância com o título, a banda grega exibe uma prestação musical desenfreada e destemida, 100% orgânica e ritmada, puro reflexo do seu estatuto de banda de estrada. Tal como o seu antecessor, o alinhamento é curto (8 temas apenas), onde se optou pela qualidade em detrimento da quantidade. “Corrida”, no entanto, teve um processo de gravação lento e inclui todos os temas que a banda apresentou desde 2013 até 2017, contendo “Ti Kano Edo” que foi lançado apenas dois meses após a aventura europeia de “Alcohol if free”. As versões de “Leventis Erovolage” (do grego Míkis Theodorákis) e “Amerika” (dos bósnios Dubioza Kolektiv – uma espécie de KOZA MOSTRA em bósnio) foram também incluídas e dão um importante contributo para o resultado final de “Corrida”.

Instrumentalmente desafiador, sonicamente pujante e estilisticamente rico, indo do reggae, ao pop; da folk à world; do ska ao rock, o segundo álbum dos KOZA MOSTRA poderá facilmente ser incluído nas listas dos lançamentos mais significativos de 2017. “Corrida” tem dado o ar da sua graça na tabela grega de venda de álbuns, tendo, para já, o seguinte percurso: #57, #66, e #60. Merece muito mais! 


 Acrescente-se ainda que, no dia do lançamento, os KOZA MOSTRA dedicaram o álbum ao povo catalão que, nas palavras do grupo, está lutar pela democracia e pelo direito ao voto.

Tracklist
1. Don’t panic we’re on Titanic
2. ΑΜέΡΙΚΑ / AMeRIKA (Dubioza Kolektiv cover)
3. Γιορτή / Giorti (Long Version)
4. Λεβέντης Εροβόλαγε / Leventis Erovolage (Míkis Theodorákis cover)
5. As w ego
6. Τι Κάνω Εδώ / Ti Kano Edo
7. Bordello originale (2017 version)
8. Αχ Πως Να Σου Το Πω / Ah! Pos na sou to po
9. Γιορτή / Giorti (Rad. ed.)

 1º single: TI ΚΑΝΩ ΕΔΩ / TI KANO EDO 



 2º single: ΓΙΟΡΤΗ / Giorti 



3º single: ΛΕΒΕΝΤΗΣ (Διασκευή Μίκη Θεοδωράκη) / LEVENTIS (Míkis Theodorákis cover) 



 4º single: ΑΜέΡΙΚΑ / AMeRIKA (Dubioza Kolektiv cover) 




 5º single: Don't Panic We' Re On Titanic 




 Temas destacados por Carlos Carvalho: "Giorti", "Leventis" e “As we go” 




 A ver: “Koza Mostra live on stage cam compilation 2017” (inclui a passagem pelos Açores em 2015: 3m18-3m22)

    

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIAO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários

Temas em Destaque