Sílvia Alberto: “Sinto que estar no palco da Eurovisão é uma recompensa”

Sílvia Alberto admite que "é um desafio exigente" e que, por ter apresentado tantos Festivais como o Eládio Clímaco sente que é "uma recompensa estar no palco da Eurovisão".

Convidada especial do programa 'Cá Por Casa', apresentado por Herman José, Sílvia Alberto, uma das quatro apresentadoras do Festival Eurovisão 2018, falou sobre o grande desafio que irá enfrentar em maio de 2018. Admitindo ser apreciadora de "um bom ambiente" e de se "esforçar" para que tal ocorra, Sílvia Alberto garante estar muito entusiasmada com o quarteto que apresentará a competição: "É muito boa gente... É um desafio exigente, mas fico muito grata".

Depois de Herman José, que revelou nessa conversa que irá estar também no Festival Eurovisão (AQUI), ter recordado que o evento exige "muito matemática", Sílvia recordou que detém, com Eládio Clímaco, o recorde de apresentações do Festival da Canção: "A brincar fiz tantos Festivais como o Eládio. Sinto que foi uma recompensa depois de 10 anos a apresentar o Festival da Canção estar, agora, no palco da Eurovisão" frisou, desmarcando-se das críticas sobre a escolha de quatro apresentadoras para a condução, "iremos saber fazer a gestão ideal das coisas".

Recorde AQUI as declarações de Sílvia Alberto.

Estreante na condução do Festival da Canção em 2008, Sílvia Alberto conduziu, sozinha, as edições do concurso entre 2008 e 2011. Em 2012, a apresentadora dividiu a apresentação do concurso com Pedro Granger, enquanto que em 2014 e na semifinal 2 de 2015, dividiu o palco com José Carlos Malato. Em 2017, Sílvia voltou a ser a escolhida para apresentar a Final do Festival da Canção, desta vez com Catarina Furtado.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: RTP

6 comentários:

  1. Anónimo16:16

    Sem duvida que merece

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:31

    ela nunca deixou o festival morrer. amo a

    ResponderEliminar
  3. A Eurovisão à Portuguesa... mais uma feira das vaidades... outra coisa não seria de esperar neste Portugalinho à beira mar plantado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sempre com a língua afiada contra o que é nosso.....falta de orgulho nacional......como seria de esperar como BOM PORTUGUÊS!!!

      Eliminar
    2. Sempre com a língua afiada contra o que é nosso.....falta de orgulho nacional......como seria de esperar como BOM PORTUGUÊS!!!

      Eliminar
  4. Sempre com a língua afiada contra o que é nosso.....falta de orgulho nacional......como seria de esperar como BOM PORTUGUÊS!!!

    ResponderEliminar