Itália: RAI quer um Sanremo "mais italiano"

A RAI revelou que pretende trazer uma dimensão mais italiana ao Sanremo. A conferência de imprensa de apresentação do concurso aconteceu esta manhã.


Realizou-se hoje, no Casino de Sanremo, a conferência de imprensa de apresentação da edição de 2018 do mítico Festival de Sanremo. Como nos anos anteriores, foi confirmado que o vencedor do concurso terá a oportunidade de representar a Itália no Eurovision Song Contest 2018. Caso o vencedor decida não participar, a RAI reserva o direito de escolher o seu representante de entre os demais artistas. É provável que este seja um artista que obteve um bom resultado no concurso, como aconteceu em 2016, quando Francesca Michelin terminou em segundo lugar com Nessun Grado Di Separazione e representou a Itália em Estocolmo.

Na conferência de imprensa estiveram presentes os anfitriões, Claudio Baglioni e Michelle Hunizker, e o diretor e vice-diretor da RAI, Angelo Teodoli e Claudio Fasulo. Laura Pausini, Sting e Liam Gallagher serão os artistas convidados do Festival que durará 5 noites, de 6 a 10 de fevereiro. O vencedor do Sanremo 2018 será determinado por uma combinação de voto profissional do júri, televoto e voto de imprensa.

Baglioni confirmou que 650 músicas foram recebidas na categoria Nuove Proposte e 150 foram recebidas na categoria Campioni. Baglioni afirmou ainda que a intenção deste ano é trazer a Sanremo uma “dimensão mais italiana“. Os artistas convidados devem também ter este facto em atenção nas suas performances.


Participante na edição inaugural do Festival Eurovisão, Itália conta com um total de 44 participações no certame europeu, tendo vencido em duas ocasiões: 1964 e 1990. No entanto, a história do país ficou marcada por um interregno de 14 anos iniciado em 1997, tendo o seu regresso ficado marcado pelo 2.º lugar alcançado em Dusseldorf. Na última edição, Francesco Gabbani representou o país com "Occidentali's Karma", sendo apontado como o grande favorito à vitória na pré-temporada: contudo, em Kiev, a candidatura não foi além do 6.º lugar com 334 pontos, tendo recebido apenas 4 pontos do televoto português.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPedia / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários