[ESPECIAL 2017] Os 10 concertos do ano em destaque

Tal como anunciámos AQUI, apresentamos nestes primeiros dias do ano uma série de artigos especiais como balanço do ano de 2017. Nelson Costa destaca os 10 Concertos do Ano, de vários estilos musicais e em diferentes localidades do país. 

A equipa do ESCPORTUGAL esteve presente em 50 concertos e espetáculos de artistas nacionais, trazendo para os nossos leitores, através da rubrica AO VIVO, as emoções dos concertos em palavras, imagens e vídeos. Não nos limitámos, como site nacional que somos, a Lisboa e arredores; estivemos em localidades tão diversas como Águeda, Alcobaça, Angra do Heroísmo, Batalha, Braga, Cantanhede, Cartaxo, Cascais, Coimbra, Crato, Espinho, Estarreja, Fafe, Figueira da Foz, Guimarães, Ílhavo, Lisboa, Matosinhos, Monforte, Ovar, Pombal, Ponte de Lima, Porto, Santa Maria da Feira, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Nova de Gaia e Viseu. Neste artigo, vamos distinguir os 10 concertos do Ano, uma escolha difícil dada a quantidade e qualidade das propostas ao vivo.


Luísa Sobral em Coimbra 

Luísa Sobral deu um concerto em Coimbra, o primeiro após a aventura do Festival Eurovisão da Canção. A cantora trouxe na bagagem as canções do seu último álbum, bem como algumas recordações de trabalhos passados e algumas surpresas. O ESCPORTUGAL esteve no Convento de São Francisco, tal como pode recordar AQUI. Todos sabíamos que o âmago deste concerto de Luísa Sobral teria por base “Amar pelos dois”, a canção que escreveu e compôs para o seu irmão Salvador Sobral e que conquistou os corações dos europeus e australianos poucos dias antes. Mas logo quando ouvimos os primeiros segundos de “Learn how to love”, tema do seu último álbum e que abriu este concerto, o público esqueceu por momentos o tema vencedor da Eurovisão e concentrou-se nas canções que fazem da carreira de Luísa Sobral uma história de sucesso a caminho de uma década.



Virgem Suta no Porto 

Os Virgem Suta regressaram ao Porto, terra-Natal de Nuno Figueiredo, compositor e um dos membros da banda. E fizeram-no com a sala lotada de gente de todas as idades, mostrando que o talento é algo que lhes é inerente e que a música lhes corre nas veias. Em palco apresentaram o seu novo formato, juntando as canções que integram os seus primeiros três discos. Em destaque estiveram também alguns dos temas de “Limbo”, o mais recente disco da banda, bem como a canção com a qual haviam participado semanas antes no Festival da Canção “Geste Bestial”. Recorde o nosso artigo AQUI.



Dulce Pontes em Viana do Castelo 

Perante um auditório ao ar livre lotado, Dulce Pontes voltou a provar a força e a qualidade do seu trabalho, aclamado nos quatro cantos do mundo e também em Portugal. O ESCPORTUGAL esteve em Viana do Castelo e viveu momentos extraordinários como pode recordar AQUI. Em palco, Dulce Pontes foi diva. Fazendo-se valer de uma naturalidade genuína e de um reportório de luxo, demonstrou, uma vez mais, ser uma artista completa, aberta tanto à música tradicional portuguesa como às influências internacionais. A cada projeto, Dulce revela mais criatividade e maturidade. Realmente, a Praça da Liberdade em Viana do Castelo foi pequena para tanto talento!



Salvador Sobral em Ílhavo 

No dia 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Salvador Sobral surpreendeu a lotada Casa da Cultura de Ílhavo, menos um mês depois de ganhar a Eurovisão. Durante uma hora e meia, Salvador Sobral apresentou alguns dos temas do seu álbum “Excuse me” que, recorde-se, atingiu o n.º 1 do top oficial de vendas de Portugal. Cantou, por isso, o género que mais gosta: jazz. Salvador não só interpretou os temas como só ele sabe, como fez de tudo com a voz e tudo o que quis: improvisou, pôs o público a cantar consigo, contou algumas piadas, ironizou com as consequências da fama súbita e, sobretudo, deliciou o público com a canção “Amar pelos dois”, que conquistou os corações dos europeus. Recorde o nosso artigo AQUI.



Paulo de Carvalho em Viseu 

Senhor de uma voz poderosa de timbre bem definido, Paulo de Carvalho é um dos artistas que o público, de todas as idades, mais admira e acarinha. O ESCPORTUGAL esteve em Viseu, como pode recordar AQUI, num concerto onde vimos desfilar algumas das canções que fazem parte da história da música portuguesa. Aclamado pela multidão mal subiu a palco, Paulo de Carvalho conseguiu aumentar ainda mais o êxtase do público com uma atuação irrepreensível. Acompanhado por uma banda de oito músicos e três vozes de apoio, o artista mostrou-se “muito feliz” e explicou que as músicas escolhidas faziam “sentido serem cantadas porque vocês as conhecem e as viveram”.



Rita Redshoes em Estarreja 

Cantora, compositora, multi-instrumentista e letrista, Rita Redshoes apresentou ao vivo o seu 4.º álbum de originais “Her”. O ESCPORTUGAL esteve em Estarreja, como pode recordar AQUI. Rita apresentou-se com um quarteto de cordas, com dois violinos, viola e violoncelo, e dois outros músicos no baixo e na bateria. Com esta formação, ouvimos as canções de “Her”, bem como temas dos álbuns anteriores com novos arranjos. Podemos concluir que, se dúvidas houvesse, a veia do feminismo salta à vista, ao mesmo tempo que a música amadureceu. “Foi um dos concertos mais divertidos da digressão”, disse aquando da assinatura de autógrafos no foyer do teatro logo após o fecho do concerto.



Diogo Piçarra no Coliseu do Porto 

Foi com “Dois”, um dos temas do álbum “do=s”, que Diogo Piçarra abriu o concerto no Coliseu do Porto, o primeiro que o artista protagonizou a solo na maior e mais icónica sala da cidade invicta e o primeiro das duas noites nos coliseus do Porto e Lisboa. O ESCPORTUGAL registou o momento AQUI. Diogo Piçarra é um dos mais talentosos intérpretes da sua geração e no Coliseu não deixou créditos por mãos alheias e por várias vezes colocou o público a cantar, a gritar e até a fazer coreografias “iluminadas” dando um colorido especial ao espaço. Foi, de facto, o apogeu dos concertos de apresentação do seu álbum lançado em março de 2017 e que alcançou o n.º 1 do top dos álbuns mais vendidos em Portugal e a marca de disco de ouro.



Ana Lains na Casa da Música 

Os espetáculos da apresentação oficial do novo álbum de Ana Laíns tiveram lugar em Lisboa, Porto e Figueira da Foz. O ESCPORTUGAL viajou pelo “Portugalis” com Ana Laíns na Casa da Música como pode recordar AQUI. Alheio a rótulos, regras e conotações, “Portucalis” é um disco transversal, que viaja por todo o vasto universo de cores da música, etnografia e língua portuguesas. E foi assim que ouvimos o galaico-português e o mirandês, passando pelo português atual, do fado à música de cariz tradicional das Beiras e Trás-os-Montes, passando, paralelamente, pelas influências dos diferentes géneros que foram a sua escola no seu início de carreira (jazz, bossa nova, músicas do mundo ocidental e oriental). Mafalda Arnauth foi convidada especial.



João Afonso em Ponte de Lima 

O cantautor João Afonso celebrou, no palco do Teatro Diogo Bernardes, "20 anos de Missangas", numa recordação em jeito de festa do seu primeiro disco que marcou a música portuguesa e, com o qual, afirmou a sua criatividade a par do legado musical do seu tio José Afonso. O ESCPORTUGAL esteve em Ponte de Lima, como pode recordar AQUI, onde também conversou com o músico a propósito do convite para participar no Festival da Canção 2018. “Confesso que estou emocionado por estar na terra da minha avó”, afirmou João Afonso quando entrou em palco, palavras que mereceram como resposta uma enorme salva de palmas. Na plateia lotada do belíssimo teatro de Ponte de Lima, estavam presentes alguns familiares do cantautor, o que tornou este concerto ainda mais especial.



Raquel Guerra no Crato 

Designado por muitos como "a canção nacional", o Fado esteve, durante muitos anos, fora das escolhas dos festivais de Verão. A tendência foi mudada pelo Festival do Crato há uns anos e, como não podia deixar de ser, o Fado voltou a ouvir-se naquela vila alentejana, numa fresca noite de Agosto. Raquel Guerra teve a responsabilidade de abrir as hostilidades do segundo dia oficial do Festival (mas que corresponde ao quarto dia de concertos) e não deixou a responsabilidade em mãos alheias. No artigo do ESCPORTUGAL, que pode recordar AQUI, registamos um pequeno fragmento em vídeo, sendo notório o timbre forte da cantora.



Acompanhe todos os artigos do ESPECIAL 2017 AQUI 


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: ESCPORTUGAL

Sem comentários