ESC2018: Redes sociais ao rubro com o anúncio das apresentadoras do Festival Eurovisão 2018

Catarina Furtado, Daniela Ruah, Filomena Cautela e Sílvia Alberto: as quatro apresentadoras do Festival Eurovisão 2018 foram apresentadas esta tarde e as redes sociais estiveram ao rubro com o anúncio.

Pela primeira vez na história do Festival Eurovisão, a apresentação estará entregue a quatro mulheres: Filomena Cautela, Sílvia Alberto, Daniela Ruah e Catarina Furtado foram as escolhidas pela RTP para a condução do evento que decorrerá em maio na capital portuguesa. O anúncio, efetuado esta tarde pela RTP, como pode recordar AQUI, foi um dos assuntos mais comentados do dia nas redes sociais, sendo Trend nacional no Twitter.


Apesar da primeira edição do Festival Eurovisão ter sido conduzida por um homem, ao longo dos anos as mulheres dominaram a apresentação do evento. No entanto, a falta de um rosto masculino no lote de apresentadores ou a não escolha de nomes como Fernando Mendes, Eládio Clímaco ou Maria Vieira deram mote para algumas, e hilariantes, propostas:




Depois do anúncio, as quatro apresentadoras utilizaram também as redes sociais para partilhar a boa nova: Daniela Ruah destacou a dificuldade de "guardar o segredo por vários meses", Catarina Furtado realçou a honra de apresentar um evento de tal dimensão, Filomena Cautela agradeceu a todos pelo apoio e que motivaram a sua decisão e Sílvia Alberto recordou as anteriores experiências eurovisivas.

Quem também utilizou as redes sociais para reagir ao anúncio foi Pedro Granger. Apontado como um dos possíveis apresentadores do certame, o ator e apresentador destacou a escolha da RTP e não poupou nos elogios ao quarteto: "A Catarina é a melhor apresentadora do país, a Filomena é a melhor da minha geração, a Daniela a mais internacional e a Sílvia será sempre a minha Sílvia e tem sido o rosto do concurso nos últimos anos".



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Twitter/Facebook / Imagem: Eurovision.tv

8 comentários:

  1. Anónimo23:50

    Revejam este vosso artigo.. ainda hoje a reportagem da RTP no telejornal disse que os homens estiveram afastados da apresentação do evento por largos anos! Algo neste artigo não bate certo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves00:00

      Como é que os homens estiveram afastados da apresentação do ESC, se em 2017 foram 3 homens a apresentar?!?

      Eliminar
    2. Caro Anónimo
      A 1.ª edição do Festival Eurovisão, realizada em Lugano, foi apresentada por Lohengrin Filipello, tal como poderá verificar no site oficial da competição: https://eurovision.tv/event/lugano-1956. Deste modo, a informação dada pela RTP na reportagem não está correta.

      Obrigado pelo comentário e pela preferência,
      Nuno

      Eliminar
    3. Anónimo00:20

      Falaram em homem e mulher a apresentar que durante 10 anos foram escolha dos países organizadores.

      Eliminar
  2. Anónimo23:52

    Ai a sério que puseram isso do insónias de não sei que? Não tem piada nenhuma isso!

    ResponderEliminar
  3. não discordo da escoha mas...Então e a famosa igualdade de género?????
    Se fossem 4 homens já havia manifestações e as redes sociais não se calavam. Como são só mulheres, não há problema...
    Um apelo à CIG para mandar já incluir uns homens

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:16

      Sao os homens que organizam o ESC. Não chega?

      Eliminar
    2. Anónimo15:43

      Tem toda a Razão do mundo a sua indignação, António Santos. Estamos a atravessar pela era do feminismo e, mais dia menos dia, teremos de ter o nosso Dia Internacional para termos os mesmos Direitos que as mulheres. Primeiro elas queriam igualdade, agora a supremacia... @-)

      Eliminar