[NATAL 2017] Iei-Or dos Da Vinci aventura-se na literatura fantástica

O Natal está à porta e a típica azáfama das prendas está no seu auge. Para quem ainda não sabe o que oferecer, ou até mesmo para quem procura um bom livro para ler, sugerimos O Conto da Orbe, da lendária vocalista dos Da Vinci, Iei-Or, sob o pseudónimo de M. Jesus Victor.


 “Os Da Vinci navegam agora entre livros, partituras e jardinagem” foi assim que, no passado dia 19 de julho, o jornal Público satisfez a curiosidade de milhares de seguidores de um dos grupos pop mais singulares da história da música portuguesa, os Da Vinci. A reportagem, que tinha como pano de fundo o lançamento do livro escrito por M. Jesus Victor (Iei-Or), foi um sucesso imediato, atingindo, em pouco tempo, mais 600 “gostos” na página do facebook do Público, número raro conseguido por esse jornal diário nas suas redes sociais.

O Conto da Orbe, lançado em maio passado, é uma edição da Chiado Editora e encontra-se à venda na Chiado, Bertrand, Fnac e Wook, tendo sido apresentado como "uma narrativa inesperada e empolgante que mergulha sinuosamente no realismo fantástico, um género pouco comum, quase inédito no universo dos autores modernos portugueses". (Wook)

A apresentação pública foi feita na Feira do Livro de Lisboa, no passado dia 17 de junho e, desde então, M. Jesus Victor tem também feito alguma promoção radiofónica, passando pelo “Passado ao Presente”, um programa de conversas à volta da música portuguesa conduzido por João Carlos Callixto, no passado dia 29 de julho. Não obstante o mote para a conversa ter sido o lançamento do livro, o Festival da Canção e o concurso da Eurovisão da Canção não escaparam ao diálogo. Apesar da histórica vocalista do Da Vinci (foi assim que Callixto apresentou Iei-Or) defender que a RTP já esteve de parabéns muitas vezes por ter levado temas muito bons ao longo dos anos, pensa, no entanto, que tem sido um erro recorrente o evento ser composto por músicas feitas com o propósito de serem uma canção para o festival. Iei-Or rematou a sua intervenção afirmando que "quem faz o festival são as pessoas. Se as pessoas que lá forem fizerem algo com qualidade, o festival volta a ganhar alma". Esta conversa pode ser ouvida na íntegra AQUI.

No dia 18 de julho, M. Jesus Victor esteve na 'Prova Oral' de Fernando Alvim. Em tom descontraído e informal, Iei-Or reitera que não desistiu da carreira musical mas algumas condicionantes de saúde impediram-na de exercer tal função, pelo menos à luz da ribalta e dos palcos. Em relação ao livro, entre vários aspectos, aborda uma das eternas questões civilizacionais, o suicídio. Pode ouvir AQUI

 Recorde-se que a última aparição televisão dos Da Vinci aconteceu no programa televisivo "Diz que é uma espécie de Réveillon", apresentado pelos Gato Fedorento e transmitido em directo pela RTP na passagem de ano 2007/2008. A última entrevista tinha sido dada ao nosso colaborador Carlos Carvalho, em 2014, para o Eurovision on Top, como pode ler AQUI .


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: PÚBLICO, RTP, EOT / Imagem: GOOGLE

1 comentário: