A Austrália poderá ganhar brevemente um lugar permanente no Eurovision Song Contest. O Grupo de Referência da EBU prepara-se para discutir o assunto.


Jon Ola Sand assumiu recentemente que a Austrália poderá ganhar um lugar permanente no Festival da Eurovisão. Desde a primeira participação do país, em 2015, que a SBS tem de ser convidada para participar no concurso europeu mas isso pode mudar brevemente. Em declarações ao ESCDaily, o supervisor executivo da Eurovisão afirmou que "a Austrália provou que consegue enviar bons artistas, e alcançar bons resultados e envolvimento. Por isso vamos discutir isto. A próxima reunião do Grupo de Referência será em janeiro. Se não estiver na agenda, então discutiremos mais tarde. Mas decidiremos se continuamos com o modelo atual ou atribuímos um lugar permanente à Austrália".

Em 2014, a Austrália foi responsável pelo interval act da 2.ª semifinal da Eurovisão, com Jessica Mauboy a cantar Sea of Flags em Copenhaga. No ano seguinte, estreou-se devidamente na competição e, desde então, tem ficado sempre no top10 da grande final. Os australianos seguem a Eurovisão há mais de 30 anos e foi, por esse motivo, convidada a participar pela União Europeia de Radiodifusão no concurso europeu.


Com três participações no curriculum, a Austrália é o único país que nunca ficou de fora do top10 do Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o 2.º lugar alcançado por Dami Im e Sound of Silence, em Estocolmo, sendo a candidatura mais votada pelo júri. Em Kiev, o país fez-se representar por Isaiah e Don't Come Easy terminando em 9.º lugar com 173 pontos, 5 deles oriundos do júri português. Recorde a atuação de seguida:

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Escdaily / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

3 comentário(s):

  1. Sim, a Austrália pode não estar na europa, mas a devoção que têm mantido pela Eurovisão nas últimas decadas merece ser recompensada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:11

      Que idiotice.

      Eliminar
  2. NÃO!
    Por mim não!!!!
    Para quê Asutralia quando não está la Luxemburgo, Eslováquia entre outros?...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top