Miguel Araújo é um dos mais reconhecidos cantautores nacionais. Em entrevista ao Diário de Notícias falou de Salvador Sobral. 

Em fevereiro e março de 2016 esgotou, em conjunto com António Zambujo, duas dezenas de concertos nos coliseus de Lisboa e Porto. Miguel Araújo tem 5 álbuns editados, o último dos quais "Giesta" lançado este ano. Em entrevista ao Diário de Notícias, o músico e autor autodidata afirmou que um dos momentos mais surpreendentes da sua carreira e vida foi ver a interpretação de Salvador Sobral no Festival da Canção da RTP.  "Vê-lo naquele ambiente meio kitsch meio gozão e de repente, ao subir ao palco, entregar-se totalmente inspirou-me. Ele é incrível e conseguiu a vitória da música sobre o gozo". Esta sensação teve-a na primeira semifinal do Festival da Canção em fevereiro passado. E acrescenta: "Ouvi-lo foi um reset para mim". 

Já numa entrevista anterior, Miguel Araújo teceu rasgados elogios a Salvador Sobral, tendo inclusive interrompido um concerto na noite de 13 de maio passado para felicitar a vitória do português no Festival Eurovisão.

Recuperamos a atuação de Salvador Sobral na semifinal do Festival da Canção da RTP e dois êxitos de Miguel Araújo:




Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: DIÁRIO DE NOTÍCIAS / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

4 comentário(s):

  1. Anónimo07:25

    Que pena o Miguel Araújo não participar (não ter aceitado o convite?) para participar no Festival da Canção! Além de um excelente compositor, com composições maravilhosas na carreira a solo, algumas das canções que ele compôs para os Azeitonas ("Ray-dee-oh", "Lisboa não é Hollywood", etc.) eram bem do estilo eurovisivo... seja lá o que isso for.

    ResponderEliminar
  2. Ricardo Alves08:38

    As palavras do Araujo baseiam se num preconceito e em informacoes erradas

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:23

    Bem... já no concerto de solidariedade para as vitimas dos incêndios, conseguiu a vitória do gozo sobre a música...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O comentário do Salvador nada tinha a ver com as vítimas... mas antes com uma certa hipocrisia de algumas (muitas) pessoas que antes o ignoravam e até criticavam violentamente e agora aplaudiam não o músico mas o vencedor da Eurovisão... até porque em geral é muito assim, basta relembrar o que foi dito da nossa seleção de futebol e em particular do Éder!
      Mas a realidade é esta, a partir do momento em que alguém se torna famoso deixa de ter o direito de expressar livremente o que pensa. Enquanto todos os demais se reservam a legitimidade de mudar a casaca...

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top