40 estações de televisão de outros tantos países já anunciaram que irão participar no Festival Eurovisão da Canção 2018, sediado em Portugal. De quais ainda não sabemos notícias? Será que vamos ter, em Lisboa, o recorde de participações? 
 
Esta manhã chegou-nos a informação de que Israel irá participar no Festival Eurovisão 2018, perfazendo, assim, um total de 40 países já confirmados. Quais é que já confirmaram a participação em Lisboa  e quais são os países que ainda não deram sinais de vida? É o que vamos desvendar de seguida.

Moldávia

Os Sunstroke Project conseguiram, em Kiev, obter a melhor classificação de sempre para a Moldávia no Festival da Eurovisão. O grupo alcançou o 3.º lugar na grande final, com o tema 'Hey Mamma!'. Depois desse feito, o Presidente da Moldávia Igor Dodon condecorou o grupo. Não obstante, a televisão moldava ainda não anunciou publicamente se irá ou não participar na edição sediada em Lisboa. Já no ano passado, a TRM foi um dos últimos países a confirmar a participação na edição de Kiev, alegando sérios problemas financeiros.



Hungria

A participação da Hungria na Eurovisão 2018 ainda é incerta. A MTVA, emissora pública do país, recusou-se a confirmar se o país terá um representante em Lisboa. Depois da pausa em 2010, o país participou em todas as edições do concurso europeu e conseguiu sempre a qualificação para a grande final. Desde 2012 que o 'A Dal' é o formato usado para selecionar o representante e canção húngara. Em 2017 Hungria fez-se representar por Joci Pápai. O cantor interpretou 'Origo' , conseguindo para o seu país o primeiro top 10 desde 2014. 


São Marino

São Marino é um dos patinhos feios da Eurovisão. Logo após a final da Eurovisão 2017, o chefe de delegação da SMRTV anunciou que pondera deixar de participar, depois de não ter conseguido chegar à final pela terceira vez consecutiva. Recorde-se que, em todas as oito participações, São Marino apenas conseguiu o chegar à grande final por uma vez (em 2014). A juntar aos maus resultados, junta-se outros fatores do contra: o baixo orçamento da televisão e as divergências com a UER no que diz respeito à escolha dos jurados.


Neste momento estão 40 países confirmados, como pode recordar AQUI. Com a confirmação destes três países, a edição de Lisboa teria igual record de participações - 43 países em Belgrado 2008 e Düsseldorf 2011. Poderá ainda surgir um 44.º país concorrente: o Cazaquistão. A vontade da televisão pública local já vem de longe e este ano foram vinculadas informações de que o país poderá estrear-se na edição de Lisboa.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE /  Vídeo: YOUTUBE

8 comentário(s):

  1. Anónimo14:15

    Maceďonia ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro leitor, a ARJ Macedónia já está confirmado :)

      Eliminar
    2. Anónimo14:50

      http://www.escportugal.pt/2017/09/esc2018-arj-macedonia-confirma.html

      Eliminar
  2. Anónimo14:29

    que venham eles!!!!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:18

    AI tanto país!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo15:53

    Espero que sejam 44 países com a inclusão do Cazaquistão mas preferia que fosse o Kosovo. Caso isto, aconteça, Portugal fica na história por ser o país anfitream que recebeu mais países. Eu vou lá estar nos 3 concertos.+

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se encontrares lugares sim... não vai ser fácil!!

      Eliminar
    2. Kosovo não é reconhecido como estado independente por muitos países que participam na eurovisão (i.e. Espanha, Rússia, Grécia, Israel, etc).
      Acho que também não é reconhecida pelas Nações Unidas, o que o impossibilita de participar no festival, para não dizer que a participação do Kosovo poderia significar alguns países fazerem boicote ao concorso em 2018.

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top