Desde 2004, ano de instauração das semifinais, alguns países conseguiram, na Grande Final, melhorar a classificação na semifinal, sendo que três deles acabaram por vencer a edição. Recorde todos os casos em mais um especial do ESCPORTUGAL.

Em 14 edições do Festival Eurovisão desde a instauração das semifinais, vários países conquistaram uma melhor classificação na Grande Final do que na semifinal em que competiram. O ESCPortugal pôs mãos à obra e recorda para si os doze casos em que tal aconteceu, destacando-se as vitórias da Ucrânia em 2004 e 2016, do Azerbaijão em 2011 e da Rússia em 2008. Além disso, recordamos também a semifinal de 1996, em que Portugal foi um dos países que mais melhorou entre a pré-eliminatória e o certame em Oslo.

A Ucrânia é a recordista das melhorias na Grande Final: 2004, 2011 e 2016
No primeiro ano em que o Festival Eurovisão contou com uma semifinal, 2004, a Ucrânia, vencedora da edição, teve a proeza de vencer o certame, sem conquistar a vitória na semifinal. Com 22 países a disputarem as dez vagas na Grande Final, a Ucrânia conquistou 256 pontos dos 33 países votantes (França, Polónia e Rússia não votaram na semifinal), sendo ultrapassada pela Sérvia e Montenegro que conquistou 263 pontos. Na Grande Final, Željko Joksimović repetiu a pontuação, enquanto Ruslana levou a melhor com um total de 280 pontos.


Em Dusseldörf, o país voltou a melhor a classificação da semifinal na Grande Final do Festival Eurovisão. Depois de uma polémica seleção, Mika Newton representou a Ucrânia no certame com 'Angel', conquistando o apuramento para a Grande Final na 6.ª posição com 81 pontos (atrás das candidaturas da Suécia, Dinamarca, Eslovénia, Roménia e Bósnia-Herzegovina). Contudo, na Grande Final, o país descolou para o 4.º lugar com 159 pontos, sendo apenas ultrapassada por Azerbaijão, Itália e Suécia.


Doze anos depois da primeira vitória, a Ucrânia voltou a vencer o Festival Eurovisão sem conseguir a vitória na semifinal. No primeiro ano do novo sistema de votação, Jamala e '1944' conquistaram a 2.ª posição na semifinal 2 do concurso, atrás da Austrália (330), com um total de 287 pontos, tendo sido a candidatura mais votada pelo público e a terceira classificada no júri. Porém, na Grande Final, a candidatura ucraniana sagrou-se vencedora da edição com 534 pontos sem o favoritismo de nenhuma das vertentes da votação: a Austrália (511), segunda classificada, foi a favorita do júri e a Rússia (491), terceira, venceu o televoto europeu.


Dima Bilan, representante da Rússia em 2006 e 2008, melhorou em ambas as participações
Chegado a Atenas como um dos grandes favoritos à vitória, Dima Bilan, representante da Rússia, com "Never Let You Go", terminou a semifinal na terceira posição com 217 pontos, atrás da Finlândia (292) e da Bósnia-Herzegovina (267). Contudo, na Grande Final, onde votaram os mesmos 38 países (37 países participantes + Sérvia e Montenegro), o cantor russo conquistou 248 pontos, superando a candidatura de Hari Mata Hari, que terminou em terceiro lugar com 229 pontos, sendo apenas ultrapassado pelos Lordi, representantes da Finlândia, que conquistaram os mesmos 292 pontos da semifinal.


Dois anos depois, ano de estreia do método das duas semifinais, Dima Bilan voltou a representar a Rússia no Festival Eurovisão. Com "Believe", o país terminou em terceiro lugar na semifinal com 135 pontos, sendo ultrapassado pela Grécia (156) e pela Arménia (139). Na Grande Final, onde contou com a votação de todos os países a concurso, o país arrebatou a competição com 272 pontos, deixando para trás as candidaturas da Ucrânia (230), Grécia (218) e Arménia (199).



O Azerbaijão também venceu o Festival Eurovisão sem a conquista da semifinal
Ell & Nikki com "Running Scared" foram os representantes do Azerbaijão no Festival Eurovisão de 2011, ano em que um vasto naipe de países eram apontados com favoritos à vitória. Na semifinal, a dupla azeri terminou na segunda posição com 122 pontos, sendo apenas ultrapassada pela Grécia (133). Na Grande Final, o Azerbaijão venceu o concurso com 221 pontos, uma das marcas mais pequenas da história, tendo sido o país mais votado no televoto; Itália, favorita do júri, terminou em 2.º lugar (189), enquanto a Suécia (185), vencedor da semifinal 2, terminou em terceiro. Por outro lado, a Grécia apenas conquistou o 7.º lugar com 120 pontos, sendo a pior classificação de sempre de um vencedor da semifinal na Grande Final da edição.



A Bulgária melhorou os resultados em 2 das 3 participações na Grande Final
Com apenas uma presença na Grande Final entre 2005 e 2013, o resultado de Elitsa & Stoyan em Helsínquia foi, até 2016, a melhor classificação da história da Bulgária no Festival Eurovisão. Responsáveis por abrir a semifinal, o duo bulgáro conquistou o inédito apuramento com "Water" na 6.ª posição com 146 pontos, atrás da Sérvia (298), Hungria (224), Turquia (197), Bielorrússia (176) e Letónia (168). Na Grande Final, onde foi um dos últimos países a atuar, o país arrecadou 157 pontos, terminando no 5.º lugar atrás da Sérvia (268), Ucrânia (235), Rússia (207) e Turquia (163).



Depois de seis desaires consecutivos e da ausência em duas edições, a Bulgária voltou à Grande Final do Festival Eurovisão quando representada por Poli Genova e "If Love Was a Crime". Na semifinal, o país terminou no 5.º lugar com 220 pontos, atrás da Austrália (330), Ucrânia (287), Bélgica (274) e Lituânia (222), sendo o 5.º país mais votado pelo público e o 6.º na votação do júri. Na Grande Final, apesar do quinto lugar no televoto e o sétimo no júri, a Bulgária alcançou o 4.º lugar da geral, com um total de 307 pontos, perdendo apenas para a Ucrânia (534), Austrália (511) e Rússia (491).



Roménia e Dinamarca melhoraram os resultados na semifinal 2 do Festival Eurovisão 2010
A Roménia, representada por Paula Seling & Ovi com "Playing with fire", e a Dinamarca, por Chanée and N'evergreen e "In a Moment Like This", disputaram, em 2010, uma das semifinais mais renhidas de sempre: o 1.º e o 5.º classificados terminaram separados por 17 pontos e o 8.º e o 11.º por apenas 9. A dupla romena alcançou o apuramento em 4.º lugar (104), sendo que a dupla dinamarquesa apurou-se em 5.º (101), sendo apenas ultrapassadas pela Turquia (118), Azerbaijão (113) e Geórgia (106). Na Grande Final, os dois países beneficiaram dos desaires dos países do Cáucaso (o Azerbaijão terminou em 5.º e a Geórgia em 9.º), tendo subido uma posição, mesmo com a vitória da Alemanha (246): a Dinamarca ficou em 4.º com 149 pontos e a Roménia em 3.º com 162, a apenas 8 pontos da Turquia (170).





Israel e Letónia conquistaram, em 2005, dois dos resultados mais surpreendentes do concurso
Representado por Shiri Maimon e "Hasheket Shenish'ar", Israel disputou a semifinal do Festival Eurovisão 2005 terminando na 7.ª posição com 158 pontos, atrás da Roménia (235), Moldávia (207), Dinamarca (185), Croácia (169), Hungria (167) e Noruega (164). Contudo, na Grande Final, o país ascendeu ao 4.º lugar, com um total de 154 pontos, sendo apenas ultrapassado pelos finalistas automáticos Grécia (230) e Malta (192) e pelo vencedor da semifinal, Roménia (158).



Walters & Kazha e "The War Is Not Over", representantes da Letónia em 2005, ficaram a apenas 1 ponto de Israel na Grande Final do certame, terminando em 5.º lugar com 153 pontos. Contudo, na semifinal, o país conquistou o apuramento na 10.ª (e última) posição com 85 pontos, apenas mais 4 pontos do que o 11.º classificado, Polónia.




Portugal também já conseguiu melhorar o resultado de uma "semifinal"
Apesar de não ser uma semifinal nos moldes que vemos hoje, o Festival Eurovisão de 1996 realizou uma ronda preliminar com todos os países participantes para colmatar o excesso de candidaturas recebidas para a edição desse ano. Os 29 países inscritos foram submetidos a um concurso interno da EBU/UER, sendo que apenas os 22 mais votados conquistariam o apuramento para a competição, onde a Noruega, país anfitrião, era o único país confirmado. A ronda preliminar foi ganha pela Suécia, que terminaria o concurso em terceiro lugar, enquanto a Irlanda, país vencedor, terminou no segundo lugar. Portugal, representado por Lúcia Moniz e "O Meu Coração Não tem Cor", terminou em 18.º lugar com 32 pontos (apenas 6 acima da linha de água), enquanto que no concurso acabou na 6.ª posição com um total de 92 pontos.



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte/Imagem: ESCPortugal /Vídeo: Eurovision.tv

4 comentário(s):

  1. Anónimo23:13

    O Azerbaijão venceu em 2011 e não em 2010.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:16

    Nao sabia que em 1996 tambem tinha havido uma semifinal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:33

      Sim, houve semifinal, sendo que uma das canções que ficaram abaixo da tal 'linha de água' foi a Dinamarca: www.youtube.com/watch?v=ik8XtuZOUN8 Como forma de carimbar de incompetentes o júri, quis o "destino" que a versão em inglês deste tema fosse um êxito à escala mundial, tornando-se inclusive intemporal (qual o comum mortal que sabe qual foi a canção que ganhou o ESC em 96?): https://www.youtube.com/watch?v=oNSpgFRWu0o

      Eliminar
    2. Anónimo15:15

      Nem conheco essa musica lol

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top