O presidente da RTVE, José Antonio Sánchez, assegurou que é "uma prioridade" que Espanha obtenha um bom resultado no Festival Eurovisão no próximo ano.

Depois de nove ocasiões nas últimas seis posições desde 2005, o presidente da emissora espanhola RTVE, José Antonio Sánchez, respondeu a uma série de perguntas sobre o Festival Eurovisão escritas pelo deputado Ricardo Sixto, eleito pelo Unidos Podemos. 

Segundo os dados que a imprensa teve acesso, José Antonio Sánchez afirmou que "os resultados da Eurovisão são imprevisíveis", garantido que o problema dos maus resultados não afeta apenas Espanha: "Não há receitas mágicas. Outros países pertencentes aos Big5, como Alemanha, Reino Unido e França, também estão a sofrer nos últimos anos alguns maus resultados, apesar de todos os esforços realizados".

O presidente da RTVE vai mais longe e garante que é necessário uma mudança de rumo nos resultados: "É uma prioridade estabelecer os mecanismos necessários para que se obtenha uma boa posição no Festival Eurovisão (...) mas os resultados são determinados por uma série de variáveis que nenhuma delegação pode controlar, logo o nosso objetivo é conseguir uma atuação de qualidade", afirmou, defendendo que, em caso de necessidade, "a emissora irá reforçar a equipa interna dedicada ao projeto com um ajuda externa profissional".

Porém, apesar de ter respondido à maioria das questões apresentadas, José Sánchez recusou avançar com os custos da participação espanhola na última edição do Festival Eurovisão, relembrando que tal só poderá acontecer quando o processo no Tribunal Supremo, interposto em 2015, for encerrado. No entanto, o presidente da instituição avançou que o alojamento das 22 pessoas que compuseram a delegação espanhola em Kiev durante 10 dias custou 43 350 euros.

Sobre o reembolso do televoto espanhol, efetuado por chamadas e SMS, o presidente da RTVE garantiu que ainda não recebeu o valor da RTVE, revelando que os dados provisórios apontam para 55 163 chamadas, mais 13 mil do que na edição passada, edição em que a RTVE recebeu 16 783 francos suíços (cerca de 14 mil e 700 euros).

Estreante em 1961, Espanha conta com 57 participações no Festival Eurovisão, tendo sido o primeiro país a conquistar duas vitórias consecutivas (1968 e 1969). Além das duas vitórias, o país conta também com 4 segundos lugares e 1 terceiro posto, bem como 21 posições no top10 do certame, a última delas em 2014. Manel Navarro representou Espanha no Festival Eurovisão 2017 com a canção "Do It For Your Lover", conquistando a pior classificação da história do país: na Grande Final, o cantor obteve a 26.ª (e última) classificação com apenas 5 pontos, todos oriundos do televoto de Portugal. Recorde, de seguida, a atuação:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EL ECONOMISTA / Imagem: RTVE / Vídeo: YOUTUBE

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top