Raquel del Rosário, vocalista dos El Sueño de Morfeo (ESDM), recordou a passagem do grupo pelo Festival Eurovisão, desmentindo que o concurso tenha sido a razão pelo final da formação: "Hoje não aceitaria o convite para a Eurovisão".

Depois do sucesso da participação de Pastora Soler em Baku, a emissora espanhola RTVE repetiu o processo de seleção para o ano seguinte: os El Sueño de Morfeo, um dos grupos pop mais conhecidos no país, foram escolhidos internamente para o certame em Malmö, sendo o tema escolhido numa final nacional. Contudo, 'Contigo hasta el final' não foi além do penúltimo lugar no certame, sendo que, semanas depois, o grupo (aparentemente) chegou ao fim.

"Eu não gosto de falar nos El Sueño de Morfeo no passado. Todos assumiram a dissolução do grupo após quatro anos de interregno. Juan, David e eu ainda somos uma equipa. Não sei se vamos começar a trabalhar mais tarde, mais cedo... ou até nunca. Mas a porta não está fechada. Uma coisa que aprendemos é que as coisas não podem ser forçadas: tudo tem o seu tempo" afirmou Raquel del Rosario, vocalista do grupo, em entrevista ao LaProvincia.

Questionada sobre se a participação em Malmö poderá ter despoletado a separação do grupo, a cantora garante que as prioridades mudaram devido a outros assuntos: "Depois da Eurovisão, retomámos os planos para gravar um novo álbum... Mas fiquei grávida do meu primeiro filho e as prioridades mudaram completamente" esclareceu. 

"A RTVE fez uma aposta diferente... que não resultou" afirmou, lamentando as críticas de que foram alvo: "Todos têm direito a uma opinião. No entanto, muitos optaram por se expressar anonimamente nas redes sociais, prejudicando e ridicularizando o nosso trabalho. Essa parte entristeceu-me...". Contudo, Raquel del Rosario admite que a prestação ficou aquém das expectativas: "Não há receita mágica na Eurovisão. A proposta pode agradar ou não... o que é bastante imprevisível. Além disso, a atuação não foi boa e os nervos fizeram-me passar bastante mal. Mas tudo o que acontece por uma razão e já fiz a leitura da experiência" confessou, revelando que não voltaria a aceitar o convite: "Hoje não aceitaria o convite para a Eurovisão. A competição não faz o meu estilo...".

Recorde, de seguida, a participação dos El Sueño de Morfeo com "Contigo hasta el final" no Festival Eurovisão onde terminaram em 25.º lugar (e penúltimo) com apenas 8 pontos, oriundos de Albânia e Itália:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: LaProvincia / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

5 comentário(s):

  1. Anónimo20:38

    Os meus parabéns aos El Sueño de Morfeo: Iníco brutal (gaita Galega no palco central e vocais de Rosário, arrepiantes!), mensagem forte assim como um instrumental jovem, potente e convicto, cenografia mágica (com os "balões de luz" a planearem no céu). Das melhores prestações do ano no palco do ESC! Vergonhosa a atitude da Europa para convosco! Grato pela coragem de terem aceito o convite a participar no ESC e terem dado esta jóia à Europa! Muitas Felicidades!! Namasté.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo01:11

    Ja eu adorei e é das minhas favoritas de Espanha... Injustiça...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20:51

    O videoclip oficial desta música também está cinco estrelas: https://www.youtube.com/watch?v=WQCvukXs35Y

    ResponderEliminar
  4. Anónimo21:11

    A versão em Inglês: https://www.youtube.com/watch?v=8RAiozGDqRo

    ResponderEliminar
  5. Anónimo22:44

    Não gostei da canção. Tem um início que promete muito e depois perde-se. A voz dela não cativa,a música torna-se banal, tirando os elementos étnicos..... Entrevista tonta.... já sabia que o ESC é uma competição, que a exposição mediática é imensa e tem que estar preparada para as críticas..... Em suma, cantou mal e a canção não agradou

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top