Luísa Sobral, compositora vencedora do Festival Eurovisão 2017, deixou um apelo nas redes sociais sobre a situação na Venezuela: "Não podemos ficar de braços cruzados".

A cantora e compositora Luísa Sobral, vencedora da última edição do Festival Eurovisão, utilizou as redes sociais para deixar um apelo sobre a Venezuela. O país, que se depara com uma grande instabilidade social nos últimos meses, tem estado em destaque em todo o mundo devido às eleições marcadas pelo Presidente Nicolas Maduro para a Assembleia Constituinte: na prática, a Assembleia irá substituir um Legislativo eleito em dezembro do ano passado onde a oposição ocupa a maioria dos assentos.

"Que mundo é este em que vivemos onde pessoas como este homem ainda conseguem ser líderes? Onde se finge democracia mas se mata quem luta por ela. Por favor, não podemos ficar de braços cruzados a ver este homem destruir um país." escreveu a cantora nas redes sociais, num post que conta com mais de 1 milhar de reações e centenas de partilhas e comentários.




Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Luísa Sobral / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

9 comentário(s):

  1. Anónimo19:35

    Não podemos ficar de braços cruzados... vamos antes mostrar o nosso apoio nas redes sociais que assim pelo menos aliviamos a nossa consciência e podemos continuar a vidinha de sempre... yeahhhh!! aplausos!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:05

      Criticar os outros anonimamente na internet é de facto mais produtivo. Que sugere que a Luísa faça então?

      Eliminar
    2. Suspeito que esse anónimo azedo seja o mesmo que publica vários comentários do género neste site... enfim!

      Eliminar
    3. Anónimo21:45

      Não se trata de angariar algo para ajudar mas sim a liberdade de um povo que sofre e o que fazer realmente? Debater este assunto e chegar a alguma conclusão, somos impotentes neste assunto!? Como os acontecimentos da Síria só os podemos acolher, nisso somos bons...quando está no nosso alcance.

      Eliminar
    4. Anónimo23:08

      "não podemos ficar de braços cruzados" porque não lhe pergunta directamente a ela o que na prática ela quer dizer?

      Eliminar
    5. Anónimo21:31

      J.O. eu também suspeito que deve ser esse anónimo azedo. Deve ser deve. Só ele para fazer comentários "azedos", não é mesmo?

      Eliminar
  2. Anónimo23:17

    Parabéns a Luísa por tal atitude, qualquer ato de solidariedade é válido, mas infelizmente enquanto este homem tiver o apoio de poderosos (Russia e China) isso levará um grande tempo.

    ResponderEliminar
  3. Ricardo Alves01:00

    Grande Luisa. Acho bem que "use" a sua popularidade para alertar para estes flagelos do mundo. Ainda ha pouco tempo esteve em Africa a alertar para as crianças orfãs

    ResponderEliminar
  4. Concordo. Enquanto estes homens estão no poder: Maduro, Putin, Trump, Obama, Michel Temer, o mundo nunca será diferente. Mas segundo a biblia, o mundo só vai piorar sempre.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top