Representante de Espanha no Festival Eurovisão 1994, Alejandro Abad admitiu que usou um pseudónimo para participar no certame em 2001 como compositor: "Carreguei uma cruz na RTVE durante sete anos".

O programa da Telecinco 'Mad in Spain' recebeu, recentemente, um lote de comentadores para debater a carreira dos antigos concorrentes da Operación Triunfo, numa altura em que o formato está de regresso à televisão espanhola. Contudo, Alejandro Abad, representante de Espanha no Festival Eurovisão 1994 e compositor da entrada de 2001, aproveitou o debate e revelou alguns detalhes sobre as suas participações eurovisivas.

"Eu cantei na Eurovisão em 1994 e estava errado quando preparei a candidatura. Estava errado mas durante sete anos preparei-me porque carreguei uma cruz na RTVE" afirmou o cantor, admitindo que exigiu ser o compositor da canção que levou ao certame. Contudo, apesar do fraco resultado (18.º entre 25 países), Alejandro tentou, por diversas ocasiões, regressar ao certame.

No entanto, o regresso apenas aconteceu em 2001, quando compôs 'Dile que la quiero", tema com que David Civera venceu o Eurocanción e adquiriu o passaporte para Copenhaga. Porém, o regresso apenas foi possível devido a uma estratégia agora revelada: Alejandro Abad submeteu o tema para a seletiva na RTVE com um pseudónimo, visto "não ser bem-vindo na entidade pública", revelou o próprio, orgulhando-se de ser o responsável pela melhor marca do país nos últimos 21 anos (6.º lugar em 2001) e manifestando interesse em regressar ao concurso: "a Eurovisão é muito mais do que uma atuação de três minutos".

De realçar que Alejandro Abad tem sido uma das vozes mais críticas das últimas participações de Espanha no certame. Após o último lugar de Manel Navarro em Kiev, o cantor defendeu que "não podemos enviar pessoas inexperientes que cometem este tipo de erros", em clara alusão ao famoso gallo, sendo que, mais recentemente, admitiu que o cantor não foi o culpado do resultado: "mesmo sem gallo, o resultado teria sido muito semelhante. Há que haver uma grande reflexão".

Escolhido internamente pela RTVE, Alejandro Abad representou Espanha no Festival Eurovisão 1994 com "Ella no es ella", terminando na 18.ª posição com apenas 17 pontos. Sete anos depois, o cantor regressou ao certame enquanto compositor de "Dile que la quiero", tema que conquistou a 6.ª posição em 2001, com 76 pontos (7 deles oriundos de Portugal), sendo a melhor marca do país desde 1995. Recorde, de seguida, as duas participações:



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: FormulaTV / Imagem: Google /Vídeo: Youtube

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top