Francesco Gabbani, representante de Itália no Festival Eurovisão 2017, foi um dos artistas presentes no Radio Italia Live Il Concert, concerto comemorativo dos 35 anos da Radio Italia. Várias dezenas de milhar de pessoas acompanharam o espetáculo ao vivo em Palermo.

Conhecido como o maior evento gratuito de música italiana, o Radio Italia Live Il Concert decorreu, a noite passada, em Palermo, depois do sucesso do concerto em Milão, no passado dia 18 de junho. Com transmissão direta em diversos canais e rádios italianas, o concerto foi apresentado por Luca Bizzarri e Paolo Kessisoglu e contou com a Orquestra Filarmónica Italiana conduzida por Bruno Santori.

Alessio Bernabei, Gigi D’Alessio, Lorenzo Fragola, J-Ax e Fedez, Nek, Francesco Renga, Fabio Rovazzi e Gianni Morandi, Samuel, Le Vibrazioni, Marianne Mirage, Eros Ramazzotti, Sergio Sylvestre e Bob Sinclar foram alguns dos cantores presentes no concerto, que foi acompanhado ao vivo por milhares de pessoas. Nina Zilli, representante italiana no Festival Eurovisão 2012, também marcou presença, divulgando o seu novo trabalho, mas um dos momentos da noite aconteceu aquando da atuação de Francesco Gabbani, sexto classificado no Festival Eurovisão 2017.

"Amen", canção com que venceu o Festival de Sanremo 2016 na categoria Nuove Proposte, deu o mote para a sua atuação, tendo também interpretado "Tra le granite e le granate". Contudo, foi a interpretação de "Occidentali's Karma", em uníssono com as dezenas de milhar de espectadores, que fez furor no público e nas redes sociais. 


Vencedor do Festival de Sanremo 2017, Francesco Gabbani representou Itália em Kiev com "Occidentali's Karma". Apesar de ser o grande favorito à vitória, o cantor ficou na 6.ª posição na Grande Final com 334 pontos (6.º no televoto com 208 pontos e 7.º no júri com 126 pontos), tendo recebido apenas 4 pontos do televoto português. Recorde a atuação de seguida:


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte e Imagem: RadioItalia / Vídeo: ESCPortugal

8 comentário(s):

  1. Anónimo01:43

    esta musica ao contrario da portuguesa, quanto mais se ouve, mais cansa... é o tal pop que quanto mais se ouve, mais se pensa, siga a marcha, venha a proxima...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:35

      Nisso concordo com o Salvador. Amar pelos dois até já enjoa, musica mainstream para agradar às massas, o fast food vintage que está agora na moda...

      Eliminar
    2. Anónimo23:24

      Em 1958 a Itália ficou em 3° lugar com nel blu dipinto di blu mais conhecida por volare, uma das canções Italianas mais emblemáticas e conhecidas. Ninguém recorda quem ganhou a eurovisao nesse ano... as 140 milhões de visualizações de OK e o sucesso que continua a ter em todas as apresentações ao vivo mostram que é uma dessas canções icónicas que será lembrada por muitos anos. E embora o Gabbani seja muito mais do que uma canção nunca criticou aqueles que o conhecem apenas por fazer bailar o macaco. É uma canção e um sucesso que representa mais de 15 anos de trabalho como músico enquanto completo desconhecido, nunca teve amigos no júri nem padrinhos na elite cultural, e se quer revelar-se para lá de um hit, continua a faze-lo com humildade concerto após concerto perante aqueles que só lhe conhecem uma canção. No concerto dedica um poema ao público e agradece-lhe a possibilidade de estar a viver do seu sonho, que é fazer música e escrever canções.

      Eliminar
    3. Anónimo05:37

      Nao é necessario arrasar Salvador para defender o Francesco Gabbani, eles apreciam-se entre si

      Eliminar
    4. Anónimo16:06

      Não sei como simplesmente fazer um apontamento de factos concretos sobre o Gabbani e sem sensacionalismo possa arrasar o Salvador. O comportamento de cada um fala por si mesmo...

      Eliminar
    5. Algumas das canções mais emblemáticas e inesquecíveis da música portuguesa, se não a sua maioria são canções pop. O jazz nunca fez parte da nossa tradição cultural.

      Eliminar
  2. Anónimo17:29

    Adoro esta canção! Adoro a energia do Francesco em palco! Vi o concerto de ontem em livestreaming na Rai2 e só posso dizer que foi fantástico! Um músico como poucos, verdadeiro e comovente mesmo para quem só assiste pelo ecrã. Mal posso esperar pelos concertos em Outubro em Espanha.

    ResponderEliminar
  3. Olha aí está uma boa notícia que desconhecia,estarei em Espanha para ver a minha actual referência na musica, desde Eternamente Ora, Amen, per una volta,immenso até Tra le Granite e le Granate...muito bom...Namaste

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top