O evento solidário "Juntos Por Todos" angariou um total de 330.650,00 € de receita de bilheteira. Receitas revertem integralmente para a recuperação de habitações permanentes e fomento de emprego na região


Ao longo da emissão televisiva em directo na RTP, SIC e TVI, a linha solidária 760 200 200 recebeu 1.413.912 chamadas com o valor unitário de 0,60 cêntimos, correspondentes a um valor final contabilizado de 848.347,20 € (sem IVA). Na emissão internacional realizada pelos respetivos canais, foram disponibilizadas linhas para vários países, tal como França, Suíça e Luxemburgo, tendo sido contabilizadas 12.757 chamadas e angariados 11.050,52 € (sem IVA). Os donativos recolhidos diretamente do público estão a ser transferidos para a União das Misericórdias Portuguesas, num total de 1.190.047,72 €. Em comunicado emitido pela Sons em Trânsito, informa-se que a diferença do valor final agora apurado, comparativamente ao comunicado no encerramento do evento, deve-se à contabilização dos pagamentos dos bilhetes donativo.

Conforme comunicado pelo Ministro das Finanças, o IVA relativo a iniciativas sem fins lucrativos de arrecadação de fundos para apoio às vítimas dos incêndios, nos quais se enquadra "Juntos Por Todos", será integralmente canalizado para atividades de proteção civil ou de solidariedade social de apoio àquelas vítimas. A UMP (União das Misericórdias Portuguesas) reuniu ontem com os presidentes de Câmara das três autarquias mais afectadas, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos e Castanheira de Pêra, celebrando na próxima segunda feira um acordo com o Estado para divisão das habitações a intervencionar por cada entidade, de forma a que os trabalhos se iniciem imediatamente com o objetivo de reparar o máximo número de habitações antes do início das chuvas de outono.



"A UMP está a trabalhar em conjunto com a Fundação Calouste Gulbenkian, a Segurança Social, a Autoridade Nacional de Proteção Civil, diversas entidades privadas, e as Câmaras Municipais e Misericórdias de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Góis, Pampilhosa da Serra, Sertã e Penela para que seja possível ajudar as populações afetadas pelos incêndios florestais o mais rapidamente possível e sem a duplicação de apoios", lê-se no comunicado. Para tal, "foi criado o Grupo de Trabalho e Emergência da UMP, que após ter feito o levantamento das necessidades mais prementes da população, definiu e comunicou o modelo de intervenção e de apoio às populações. Todos os recursos angariados (financeiros e outros) nas diversas iniciativas de solidariedade social promovidas pela ou para a UMP, entre os quais as verbas angariadas pelo evento "Juntos Por Todos", estão a ser canalizados prioritariamente para o apoio à recuperação de imóveis de habitação permanente das famílias e criação de condições para o fomento de emprego que contribuam, a médio prazo, para evitar a desertificação das localidades afetadas e para o desenvolvimento regional e local".
Para que todos possam acompanhar com rigor e transparência este processo, está a ser desenvolvida uma plataforma digital de consulta pública de todos os donativos angariados e que em breve será disponibilizada pela UMP.

Recorde-se que "Juntos Por Todos", que decorreu a 27 de junho, no Meo Arena, em Lisboa, foi uma iniciativa civil, que contou com o trabalho voluntário de mais de 800 profissionais, co-produzida pela Sons em Trânsito, Nação Valente, MEO Arena, Blueticket, RTP, SIC e TVI, e artistas participantes: AGIR, Amor Electro, Ana Moura, Aurea, Beatbombers, Camané, Carlos do Carmo, Carminho, D.A.M.A, David Fonseca, Diogo Piçarra, Gisela João, Hélder Moutinho, João Gil, Jorge Palma, Luísa Sobral, Luís Represas, Matias Damásio, Miguel Araújo, Paulo Gonzo, Pedro Abrunhosa, Raquel Tavares, Rita Redshoes, Rui Veloso, Salvador Sobral e Sérgio Godinho. O evento contou ainda com o Alto Comissariado da Fundação Calouste Gulbenkian e o contributo das editoras Sony Music Portugal, Universal Music Portugal, Valentim de Carvalho e Warner Music Portugal na sua divulgação artística.

 "Juntos Por Todos" esgotou em 3 dias, para uma plateia de 14.000 pessoas e a emissão em direto foi vista por mais de cinco milhões e meio de espectadores, só em Portugal Continental, a que se somaram as audiências no mundo inteiro, on air e online, graças à associação entre as três operadoras nacionais de televisão, RTP, SIC e TVI, assim como entre as rádios nacionais, cuja emissão conjunta foi seguida por uma audiência estimada em mais de um milhão de pessoas.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SONS EM TRÂNSITO / Imagem: TVI e SONS EM TRANSITO

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top