O representante da Eslovénia no Festival Eurovisão de 2005 e de 2017, Omar Naber, utilizou as redes sociais para criticar a posição dos meios de comunicação do país sobre as produções nacionais: "Cada vez se ouve falar menos do trabalho dos cantores e músicos eslovenos".

Cansado de ser questionado sobre o "que fez para além do Festival Eurovisão", o cantor esloveno Omar Naber utilizou as redes sociais para criticar a posição dos meios de comunicação do país para com a música produzida na Eslovénia. "Eu estou a fazer o melhor que posso e que sei: já gravei cinco discos e o sexto está a caminho" escreveu o cantor, em resposta a uma série de perguntas que respondeu, lamentando que "a imprensa eslovena não seja tão fã dos criadores eslovenos como devia...".



O cantor vai mais longe e garante que esse 'boicote' faz com que "cada vez se ouve falar menos do trabalho dos cantores e músicos eslovenos". Contudo, Omar garante que continuará a trabalhar arduamente no país, "às vezes é díficil, mas vale a pena", e que cantar é "a maior alegria do mundo e o que dá sentido à minha vida.".

Recorde, de seguida, as duas participações de Omar Naber no Festival Eurovisão:



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Facebook / Imagem/Vídeo: eurovision.tv

2 comentário(s):

  1. Anónimo19:34

    Vê-se mesmo que são as duas de 2005...

    ResponderEliminar
  2. Anónimo07:47

    Em Portugal a realidade é mesma, ao contrário de Espanha, por exemplo. Grande coragem, Omar! (h) (h)

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top