António Costa, secretário-geral do Partido Socialista e primeiro-ministro de Portugal, foi o convidado de Daniel Oliveira no programa 'Alta Definição', tendo recordado como viveu a vitória de Salvador Sobral: "Eu já tinha desistido de ver... era uma coisa negra".

No passado sábado, 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, Daniel Oliveira entrevistou António Costa, primeiro-ministro português, no programa 'Alta Definição', gravado nos jardins da sua Residência Oficial em Lisboa.

Daniel Oliveira, um dos apresentadores do Festival da Canção 2006, questionou o convidado sobre se "achava positivo que hoje em dia, um jovem de 15 anos, ache normal que ganhemos tudo o que temos para ganha". Por seu lado, António Costa garantiu que "não tem a certeza que têm essa ideia", mas comparou com a ideia da sua geração: "é mais saudável assim do que na minha geração em que achávamos que perderíamos sempre tudo".

"A minha geração vibrou de forma extraordinária com a vitória na Eurovisão porque o Festival Eurovisão sempre representou aquela fatalidade nacional" afirmou, lembrando que "nunca tínhamos canções fantásticas como tínhamos no passado e as votações eram humilhantes... era das coisas mais mesquinhantes". As alegrias no Futebol e no Atletismo apareceram, mas a Eurovisão continuava a ser uma fatalidade, segundo o político, até ao passado 13 de maio: "A vitória foi algo redentora. Eu já tinha desistido de ver... era uma coisa negra. (...) Mas festejei. Praticamente sozinho, porque estava sozinho em casa. Comecei a ver nas votações e achei fantástica aquela força em torno da nossa representação".

Aceda AQUI ao programa na íntegra.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: SIC

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top