A União Europeia de Radiodifusão explicou que o bloqueio de conteúdo no YouTube, em países como os Estados Unidos da América, não tem a ver com o acordo com a LogoTV.


A UER explicou ao ESCUnited que o bloqueio de conteúdo do YouTube em alguns países não está associado aos acordos de transmissão assinados com a emissora desse país. É o caso da LogoTV, dos Estados Unidos da América. 

Em países como os Estados Unidos, Brasil e Canadá, não é possível ver qualquer vídeo da Eurovisão 2016 e 2017 no canal oficial do concurso. A UER afirma que isto se deve a regulamentos e direitos de transmissão e que está a trabalhar para encontrar uma solução para o problema.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCUnited / Imagem: Eurovision.tv

15 comentário(s):

  1. Espero que encontrem uma solução rápido. É péssimo não poder assistir ao conteúdo do Eurovision de formas legais aqui no Brasil. Temos que ficar recorrendo a VPN ou outros artifícios.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Eu consegui assistir esse ano, sem usar o VPN, e no site da ERT da Grécia. Tomara que a UER faça algo rápido, pois muitos brasileiros foram nas plateias últimas edições (especialmente em Kiev) e com a vitória portuguesa o que vai ter de brasileiros a ver o ESC em Lisboa na internet será algo muito grande.

      Eliminar
    2. Anónimo10:31

      Talvez a TV brasileira transmitir o evento seria tb uma boa solução, não?

      Eliminar
  2. Anónimo00:15

    Então, mas é a EBU que gere os direitos de transmissão.... Parece-me que eles têm algum proveito com esta medida, visto que são eles proprios que podem resolver o problema...

    ResponderEliminar
  3. Eles que perdem com esse bloqueio, milhares de pessoas que poderiam conhecer o Eurovision por vídeos do canal, a vitória do Sobral foi divulgada em vários lugares porém nós não podemos ver por conta desse bloqueio. O eurovision perde a chance de ser visto por milhares

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:47

    A SOLUÇÃO É SIMPLES MUDAM O IP PARA UM PAIS EUROPEU E VOILÁ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:11

      Isso é crime sabia?

      Eliminar
    2. Anónimo04:46

      desde quando é que usar vpns é crime??? percebes zero de informatica... perdeste uma oportunidade para te calar.

      Eliminar
  5. Anónimo00:50

    Quero que o Brasil seja um país convidado a participar este ano <3 Faz todo o sentido que sejam convidados cá em Portugal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:10

      Porque o Brasil? Acho que há outros países na europa para entrar primeiro.... E ha meia dúzia de fãs do esc no brasil...

      Eliminar
    2. Acho justo o Brasil entrar. O ESC passou na TV (não me lembro a emissora) em meados de 80 pra cá e hj tem muitos fãs que acompanham na internet e com vários sites eurovisivos. Se a Australia e Israel entraram, por que não o Brasil?

      Eliminar
    3. Anónimo02:49

      Quais, por exemplo?

      Eliminar
    4. Anónimo12:01

      O Brasil? ou, como diria a Neusa Creusa: o Brásiu? Oxente!

      Eliminar
    5. Anónimo12:10

      Pois eu não acho! Mais logo entra todo o mundo e aí adeus países europeus vencedores. Mais logo entra a China e a Indonésia também! Eles que organizem um festival com os países da América do Sul...

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top