A União Europeia de Radiodifusão explicou que o bloqueio de conteúdo no YouTube, em países como os Estados Unidos da América, não tem a ver com o acordo com a LogoTV.


A UER explicou ao ESCUnited que o bloqueio de conteúdo do YouTube em alguns países não está associado aos acordos de transmissão assinados com a emissora desse país. É o caso da LogoTV, dos Estados Unidos da América. 

Em países como os Estados Unidos, Brasil e Canadá, não é possível ver qualquer vídeo da Eurovisão 2016 e 2017 no canal oficial do concurso. A UER afirma que isto se deve a regulamentos e direitos de transmissão e que está a trabalhar para encontrar uma solução para o problema.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCUnited / Imagem: Eurovision.tv

16 comentário(s):

  1. Espero que encontrem uma solução rápido. É péssimo não poder assistir ao conteúdo do Eurovision de formas legais aqui no Brasil. Temos que ficar recorrendo a VPN ou outros artifícios.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Eu consegui assistir esse ano, sem usar o VPN, e no site da ERT da Grécia. Tomara que a UER faça algo rápido, pois muitos brasileiros foram nas plateias últimas edições (especialmente em Kiev) e com a vitória portuguesa o que vai ter de brasileiros a ver o ESC em Lisboa na internet será algo muito grande.

      Eliminar
    2. Anónimo10:31

      Talvez a TV brasileira transmitir o evento seria tb uma boa solução, não?

      Eliminar
  2. Anónimo00:15

    Então, mas é a EBU que gere os direitos de transmissão.... Parece-me que eles têm algum proveito com esta medida, visto que são eles proprios que podem resolver o problema...

    ResponderEliminar
  3. Eles que perdem com esse bloqueio, milhares de pessoas que poderiam conhecer o Eurovision por vídeos do canal, a vitória do Sobral foi divulgada em vários lugares porém nós não podemos ver por conta desse bloqueio. O eurovision perde a chance de ser visto por milhares

    ResponderEliminar
  4. Anónimo00:47

    A SOLUÇÃO É SIMPLES MUDAM O IP PARA UM PAIS EUROPEU E VOILÁ

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:11

      Isso é crime sabia?

      Eliminar
    2. Anónimo04:46

      desde quando é que usar vpns é crime??? percebes zero de informatica... perdeste uma oportunidade para te calar.

      Eliminar
  5. Anónimo00:50

    Quero que o Brasil seja um país convidado a participar este ano <3 Faz todo o sentido que sejam convidados cá em Portugal!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo01:10

      Porque o Brasil? Acho que há outros países na europa para entrar primeiro.... E ha meia dúzia de fãs do esc no brasil...

      Eliminar
    2. Acho justo o Brasil entrar. O ESC passou na TV (não me lembro a emissora) em meados de 80 pra cá e hj tem muitos fãs que acompanham na internet e com vários sites eurovisivos. Se a Australia e Israel entraram, por que não o Brasil?

      Eliminar
    3. Anónimo02:49

      Quais, por exemplo?

      Eliminar
    4. Anónimo12:01

      O Brasil? ou, como diria a Neusa Creusa: o Brásiu? Oxente!

      Eliminar
    5. Anónimo12:10

      Pois eu não acho! Mais logo entra todo o mundo e aí adeus países europeus vencedores. Mais logo entra a China e a Indonésia também! Eles que organizem um festival com os países da América do Sul...

      Eliminar
  6. Quero eurovision liberado no Brasil. Nem baixar os videos não posso mais.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top