A primeira entrevista de Luísa e Salvador Sobral após a vitória no Festival Eurovisão 2017 foi o programa mais visto da RTP1 durante o dia de ontem, com cerca de 818 mil espectadores em média.

Conduzida por Vítor Gonçalves, a entrevista a Luísa e Salvador Sobral transmitida pela RTP1 foi o programa mais visto do dia e fez a estação pública subir, em flecha, as audiências no período. Habitualmente, o primeiro canal da estação costuma rondar os 10% no horário nobre, sendo que, ontem, com a transmissão da 1.ª entrevista pós-vitória, a RTP1 conquistou 8,5 de rating e 18,1% de quota média de mercado, tendo uma média de 818 mil espectadores.

Às 21h33 a conversa com Vítor Gonçalves rendeu ainda um pico de 10,2/21,7% para a estação pública. Contudo, apesar de ter sido o programa mais visto do dia da RTP1, a entrevista perdeu, no período, para as transmissões de 'Ouro Verde' (14 de rating e 28,7% de share), na TVI, e 'Amor Maior' (13,4 de rating e 27,4% de share), na SIC. 

Tendo em conta todos os programas do dia nos canais generalistas, a entrevista a Luísa e Salvador Sobral foi o sexto programa mais visto do dia.

Recorde AQUI a entrevista.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte: Zapping / Imagem; RTP

7 comentário(s):

  1. Anónimo21:46

    Epá! 18.1% é muito porcento!

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:47

    Não gosto da foto deste artigo... Dá um ar muito abruxalhado.... O que é totalmente errado. Há fotos melhores dos nossos vencedores

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:47

    obvio...

    ResponderEliminar
  4. Mais uma vez a Bulgária desceu de nível. Estes comentários desse rapaz contra Portugal devia proibir a Bulgária de participar. E crime questionar uma vitoria de uma nação. A Ucrânia tinha razão quando falou mal da Bulgária.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. José10:52

      Algo exagerado. O rapazito tem direito a pensar e dizer o que quiser, eu por acaso não gostei muito da música dele (era a minha 12ª na final), mas gosto é pessoal e subjectivo, claro que ele tendo terminado em 2º deve ter sido um sabor mais amargo. Pelo menos ele não teve declarações patéticas como o da Croácia.

      Eliminar
    2. Anónimo13:30

      Lolol é crime a Bulgária falar mal de Portugal. Não é crime a Ucrânia falar mal da Bulgária. É mesmo só rir...

      Eliminar
    3. Anónimo14:01

      É crime questionar a vitória de uma nação?! E qual a pena para esse crime? O rapaz disse que gostava da canção portuguesa, mas que achava a dele melhor. Terá ofendido quem? E o facto de ter expresso a sua opinião leva a que o país que representa fique proibido de participar?! Por acaso nunca houve intérpretes portugueses a ter dito que não concordavam com a canção ganhadora no ano em que participaram? Houve sim: Doce, Maria Guinot, Adelaide Ferreira, Da Vinci, Dina são só alguns exemplos. Não foram acusados de crime, nem Portugal impedido de participar no ano seguinte. Mas agora no séc. XXI, e sobretudo depois da vitória, somos mais rigorosos e temos o poder de ditar leis...

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top