O Conselho Metropolitano do Porto, que na sexta-feira passada não se conseguiu reunir por uma polémica falta de quórum, vai debater esta quarta-feira, entre outros assuntos, a candidatura do Grande Porto à realização do Eurovision Song Contest 2018.


Na passada sexta-feira, 26 de maio, o Conselho Metropolitano do Porto não conseguiu viabilizar a ordem de trabalhos por falta de quórum. Numa sala onde faltavam mais de metade dos 17 presidentes de Câmara (que podem ser substituídos pelos seus vices), o presidente deste órgão e da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira classificou de "lamentável" a ausência da maioria dos autarcas, tanto mais que estava prevista a discussão sobre a candidatura da Área Metropolitana do Porto à realização do Festival Eurovisão da Canção de 2018, tendo o Europarque, situado na Feira, e o Multiusos de Gondomar como possíveis candidatos ao evento.

Na ocasião, Emídio Sousa anunciou que iria escrever ao Governo, "na qualidade de presidente do conselho metropolitano, a dar conta dessa vontade, depois de telefonar aos ausentes, para ver se concordam com a iniciativa".

Meia dúzia de dias antes, o presidente da Câmara da Feira e do Conselho Metropolitano tinha defendido que o Europarque deve ser considerado no processo de escolha do local para a realização do festival. "A Área Metropolitana do Porto, tendo um equipamento de excelência como o Europarque, localizado em Santa Maria da Feira, poderia vir a receber o festival da Eurovisão. Penso que com uma verba, talvez, inferior a 10 milhões de euros, seria possível realizar o evento", afirmou Emídio Sousa, em declarações à Lusa.

Por sua vez, o presidente da RTP já veio publicamente garantir que a estação pública vai "analisar de cabeça aberta todas as possibilidades" para realizar o evento, garantindo que a escolha vai recair em "opções seguras".

Foi hoje entretanto anunciado que o Conselho Metropolitano do Porto se reúne amanhã, 31 de maio, com o tema "Festival da Eurovisão na AMP" a surgir na nona posição da ordem de trabalhos.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Jornal de Negócios / Imagem: Eurovision.tv

8 comentário(s):

  1. Soube no passado Domingo que a MEO Arena foi pré-reservada pela RTP para os meses de Abril e Maio de 2018 :)) . Ontem foi o lançamento oficial do evento cristão "Festival da Esperança", iniciativa da Fundação Billy Graham, planeado para o mês de Abril de 2018, e informaram na minha igreja que não poderia decorrer na MEO Arena por causa da organização do ESC 2018.
    Considero que será uma pura perda de tempo (e de recursos) estar a abrir um concurso público - a menos que tal seja uma exigência da EBU/UER... - quando todos sabem que actualmente o único local em Portugal com condições para receber o evento é a MEO Arena e a zona envolvente. Existem infraestruturas adequadas, acessibilidades óptimas (metro, estação ferroviária e proximidade do aeroporto internacional - que, com certeza, receberá mais voos de um maior número de cidades europeias do que o do Porto), capacidade hoteleira e proximidade de inúmeros destinos turísticos (e até o próprio local - Parque das Nações - o é)... o que é que querem mais?! Lisboa 2018, alguém tem dúvidas [este comentário não pretende minimizar o Norte nem o seu generoso e simpático povo; trata-se, tão-somente, de uma análise objectiva dos factos]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não "ontem" e sim "sábado" [foi copy-paste de parte de comentário colocado anteriormente e esqueci-me de corrigir esse ponto]

      Eliminar
    2. Anónimo20:59

      Isto é verdade ou uma tentativa de promover o "Festival da esperança"? Fiquei na dúvida!

      Eliminar
    3. Caro Anónimo 20:59, não estou aqui para promover o que quer que seja, somente para trocar impressões sobre o mundo do ESC em geral (segundo o propósito deste site). Relatei conforme me foi transmitido e somente invoquei o "Festival da Esperança" para fundamentar/corroborar a minha afirmação. Saudações eurovisivas!

      Eliminar
    4. Anónimo00:06

      entao que fassam o "Festival da Esperança" no metropolitano do Porto

      Eliminar
    5. Anónimo23:12

      Eu tambem sei que o MEO Arena+FIL+Pavilhao portugal estão escolhidos e reservados desde o 1º minuto...

      Tudo o resto é perda de tempo.

      Eliminar
  2. Obrigado, Nuno. É claro que deve ser Lisboa! Eu também não sou lisboeta, mas não faz sequer sentido pensar em organizar o festival noutro local! É bem provável tratar se de uma obrigação a abertura de concurso público.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo00:11

    kredo! a Luisa na foto acima parece estar roxa para ir fazer um xixizinho lol

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top