A emissora estatal de Montenegro revelou que a participação no Festival Eurovisão 2017 custou 115 mil euros: "Não gastamos dinheiro no Festival Eurovisão. Ganhamos dinheiro porque fazemos grande promoção ao nosso país".

Sabrija Vulić, chefe de delegação da emissora estatal de Montenegro, revelou, num programa matinal da RTCG, que a participação no Festival Eurovisão 2017 custou cerca de 115 mil euros aos cofres da estação. Contudo, a taxa de participação paga diretamente à União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER), que é de 26 mil euros, está incluída nesse valor.

Confrontada com a eliminação da candidatura montenegrina pelo segundo ano consecutivo nas semifinais, a chefe de delegação explicou que a participação no concurso continua a ser importante para a emissora estatal: "Este é um concurso de música mas o ponto importante é a promoção do nosso país" afirmou, tendo reiterado que não existe perdas de dinheiro com o concurso, "Não gastamos dinheiro no Festival Eurovisão. Ganhamos dinheiro porque fazemos grande promoção ao nosso país".

Escolhido internamente pela emissora RTCG, o cantor Slavko representou Montenegro no Festival Eurovisão 2017 com "Space". Contudo, a candidatura terminou em 16.º lugar com 56 pontos, falhando o apuramento para a Grande Final do concurso. Recorde, de seguida, a atuação:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem e Vídeo: eurovision.tv

6 comentário(s):

  1. Anónimo15:30

    Discurso e perdedor..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que quis escrever "discurso de perdedor"?
      Será que tem em consideração que Montenegro é de facto um país ainda desconhecido para mt gente? E que de facto 112mil euros para uma estação de televisão daquelas é de facto muito?

      Eliminar
    2. Em termos de promoção de Montenegro, o Slavko apesar de ter ficado na semifinal não passou despercebido como outros países.
      Confesso que fiquei curioso sobre o que é Montenegro e fui ler a página da wikipedia (sabem que Montenegro usa como moeda o euro apesar de não fazer parte da UE?), se mais pessoas fizeram o mesmo pelo menos é um começo em termos de promoção

      Eliminar
    3. É um país sem grd viabilidade digo eu...alias a antiga jugoslavia toda junta num sistema diferente daquele comunismo de gaveta é que era. Juntos seriam mais fortes.

      Eliminar
  2. Anónimo17:07

    E Portugal, sem qualquer promoção, venceu a competição...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:25

      Andamos todos de nariz empinado agora? Francamente

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top