Dez anos depois da sua vitória no Festival Eurovisão, Marija Šerifović teceu duras críticas à emissora RTS sobre a sua visão do concurso. A RTS e Tijana Bogićević já reagiram às críticas da vencedora do certame de 2007.

A 12 de maio de 2007, a Sérvia conquistou o ponto alto da sua história no Festival Eurovisão: Marija Šerifović e 'Molitva' venceram o concurso, naquela que foi a primeira participação do país enquanto nação independente. Contudo, 10 anos depois, o país balcã está longe do esplendor do passado, algo agravado pela eliminação de Tijana Bogićević na semifinal em Kiev.

Marija Šerifović, vencedora do Festival Eurovisão 2007, não se conformou com os resultados e apontou o dedo à postura da emissora estatal da Sérvia para com o certame: "A Sérvia não terá resultados até que a RTS deixe de ver o Festival Eurovisão como uma mera viagem e passeio".


Depois das declarações, a emissora RTS emitiu um comunicado em defesa do seu trabalho e da participação de Tijana Bogićević, tecendo culpas à organização do concurso: "Nunca lidámos com qualquer projeto como uma viagem, sendo que sempre damos o nosso melhor. A Tijana teve uma excelente atuação na semifinal e o seu desempenho recebeu largos elogios, tal como o nosso diretor Ivan Pasorovic. Contudo, este ano, existiram imensas dificuldades técnicas e de produção nas semifinais, que prejudicaram o nosso trabalho".

Também Tijana Bogićević reagiu às críticas, sendo notório o arrependimento em ter ingressado no projeto: "Estou triste por não ser capaz de ter conquistado os três pontos de diferença que tive da cantora dinamarquesa. Não me considero uma perdedora... Foi uma experiência especial, mas não sei se repetiria novamente. Mas uma coisa é certa: fiz o meu melhor" confessou, recusando nomear culpados pelo seu desaire, "Tinha a intenção de dar o meu melhor consoante a minha capacidade e assim foi. O resto não é para mim. Sou incapaz de explicar as razões que nos afastaram da Final. Não quero acusar ninguém... Alguns podem não ter gostado da música e outros da forma de eu cantar. É uma verdadeira batalha de gostos, então temos de escolher com muito cuidado quem e o que enviar para o Festival Eurovisão".

Tijana Bogićević foi escolhida internamente para representar a Sérvia no Festival Eurovisão 2017 com o tema "In Too Deep". Depois de ter conquistado o 10.º lugar no júri e o 11.º lugar no televoto, a candidatura da Sérvia terminou a semifinal na 11.ª posição com 98 pontos, a três pontos do apuramento. Recorde, de seguida, a atuação:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurofestivalnews / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

18 comentário(s):

  1. Anónimo17:29

    Concordo em tudo , uma vergonha a servia que antes apostava em musicas muito boas atualmente ser mais um país que aposta em ingles , tiveram 2 anos a passar à rasca mas Ainda bem que ficaram pela semi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:26

      cala te não sabes o que estas a dizer. A vitória da servia em 2007 foi sobretudo política por causa da independência se fosse hoje achas que ganhava? foi muito comentado isso na altura. Elas pareciam que estavam a ter um bébé de tanto gritarem.

      Eliminar
  2. Anónimo17:40

    E em 2007 a emissora era a mesma e ganhou o esc

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18:17

    "Molitva" era (e continua a ser!) tão boa, tão poderosa! A Sérvia está a precisar regressar à qualidade de outros tempos!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo18:34

    A Tijana teve uma excelente atuação na semifinal e o seu desempenho recebeu largos elogios
    Piada do dia..
    Muito bem Maria Serifor

    ResponderEliminar
  5. Anónimo19:18

    Ela que esteja calada e bem caladinha pois a sua Vitória foi fruto Dr uma votaçao em bloco de vizinhos.

    ResponderEliminar
  6. A sérbia ganhou em 2007 porque os paises de leste juntaram se em grupo para ela ganhar. Nesse ano devia ter ganho a Ucrânia. Mas este ano gostei da sérbia merecia passar muito mais que Romênias ou dinamarcas a gritar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:36

      Vá ver os países que pontuaram mais a Ucrânia nesse ano e veja se também os ucranianos não beneficiaram do voto de Leste.

      Mas verdade seja dita, os vizinhos ex-jugoslavos e a diáspora sérvia juntaram-se porque a canção é realmente boa. Daquelas que emocionam sem que seja necessário entender a língua.

      Eliminar
  7. Não se esqueçam que a sérbia em 2015 levou uma música forte. Mas só ficou em 10 lugar na final. Em 2016 a música era bonita mas não correu bem na votação final.

    ResponderEliminar
  8. Eu gostei da atuação de Tijana, quase o país foi para a final. Porém, concordo com Marija. A apresentação de Tijana precisava mais de vida, de um stage melhor.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo21:15

    Esta canção é mais bela aos meus ouvidos do que a da dinamarquesa que teve o apoio todo da Austrália só por ela ter vivido na Austrália, aliás sem falar sequer o dinamarquês. Há méritos muito estranhos nesta vida, de facto. A canção dinamarquesa é intragável, a da Sérvia é mais agradável.

    ResponderEliminar
  10. Talvez a Sérbia poderia mudar a forma como escolhem os seus representantes, em vez de ser uma escolha interna, poderiam fazer uma selecção nacional e convidar músicos e compositores do país para apresentarem propostas, como foi no caso português este ano.
    Seria uma boa forma de dar a conhecer a música que se produz no país, sendo que este ano a Sérbia simplesmente "encomendou" uma canção à "Symphonics International" (autores das canções da Macedónia e Bulgária, tendo as três músicas em comum o compositor Borislav Milanov) e depois procurou uma vocalista para fazer uma boa interpretação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:56

      Sérvia 🇷🇸 *

      Eliminar
    2. Anónimo23:19

      Sérbia ou Sérbiana?

      Eliminar
    3. Anónimo12:31

      Republika Srbska!

      Eliminar
  11. Não entendo estas lamúrias todas das organizões dos países, como se tivessem que passar sempre os mesmos e a classificação fosse também sempre igual. Todos se esforçam e pensam que fizeram o seu melhor mas não se devem iludir, antes pensar que apesar do intenso trabalho irão sempre ser sujeitos a avaliações em que eles não podem ou não devem intervir, pelo menos até ao ponto onde haja seriedade.

    ResponderEliminar
  12. que interesse têm voçês em comentar tudo isso? quem é adepto do esc não se importa com isso. o que interessa é ver o espetáculo e disfrutá-lo se as músicas ajudarem claro. como este ano as músicas foram bem reles temos de esperar por 2018 ou ver aquilo que nos interessa de anos anteriores.

    ResponderEliminar
  13. Tenho saudades de ouvir servio talvez para o ano volte.
    As musicas da Servia tinham uma identidade propria o que ja nao acontece algum tempo

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top