Onze anos depois de conquistar a inédita vitória da Finlândia no Festival Eurovisão, Mr Lordi, vocalista do grupo Lordi, admite estar "cansado" de falar do concurso: "Eu orgulho-me de ter participado (...) Mas parece que temos «Eurovisão» tatuado na testa!".

Juntos desde 1992, o grupo Lordi conquistou, em 2006, a primeira (e única) vitória da Finlândia no Festival Eurovisão, país que, à data, detinha o título de país com maior número de participações e sem nenhuma vitória. Contudo, onze anos depois, Mr Lordi, o misterioso vocalista do grupo, garante estar "cansado" de falar do concurso.

"Há uns tempos atrás ficava muito, mas mesmo muito, furioso quando me perguntavam sobre a maldita Eurovisão. Hoje já evito falar nisso... Veja bem, na verdade, temos imenso orgulhoso em ter participado no concurso e de o mesmo ser uma parte importante na história da banda. Aliás, devemos o nosso sucesso ao Festival! Sem a projeção que tivemos, as coisas teriam sido diferentes e jamais seriamos o que somos hoje." afirmou o cantor a um jornal finlandês, lamentando que o público apenas os aborde para falar da competição: "Eu não me arrependo. Realmente nunca me arrependi de ter participação. Não há nada a dizer de mal da Eurovisão. O problema é que as pessoas apenas falam disso e nada mais: o facto de termos atuado no Festival da Eurovisão. É como se fosse uma tatuagem. E as tatuagens são difíceis de serem apagadas. Parece que temos «Eurovisão» tatuado na testa".

O grupo Lordi representou a Finlândia no Festival Eurovisão 2016 com a canção "Hard Rock Hallelujah", conquistando a primeira vitória no concurso para o país com um total de 292 pontos. Recorde a vitória de seguida:


 Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: whiplash.net / Imagem: Lordi /Vídeo: eurovision.tv

7 comentário(s):

  1. Anónimo23:02

    "Aliás, devemos o nosso sucesso ao Festival! Sem a projeção que tivemos, as coisas teriam sido diferentes e jamais seriamos o que somos hoje."

    Aqui está a humildade necessária e a boa conduta que qualquer, qualquer mesmo, vencedor do ESC deve ter, em vez de despresar o concurso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo03:00

      Mas o Salvador já agradeceu tudo o que Festival trouxe...mas voce não deve ter lido.

      Deve ter estado muitos dias hibernado com a possível vitória porrtuguesa depois de criticar o salvador depois do Festival da Canção.

      Os haters e os Velhos do Restelo tem de dizer mal para se sentirem importantes.

      Eliminar
    2. Anónimo13:05

      Lolololol mas alguém falou no Salvador? A carapuça serve a quem a enfia lolololol

      Eliminar
    3. Anónimo13:18

      @3:00 Concordo. Já chega de falar nos discursos finais do ESC 2017. Vamos por a nossa atençao em Lisboa 2018.
      Os velhos do restelo mais as comadres ofendidas por da cá aquela palha têm que seguir em frente.

      Eliminar
  2. Anónimo00:03

    Nada a ver com o artigo, desculpem, mas olhem esta bonita cançoneta do Manel Navarro que nada tem a ver com o horror que levou à eurovisao. Com isto era capaz de não ter ficado em último... Digo eu. https://www.youtube.com/watch?v=vGGox_TF_Hw

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo09:18

      Coragem, Manel!! Goza a prenda dos teus colegas de 2008, o "Do It"!! https://www.youtube.com/watch?v=stbWNZI0Hk8

      Eliminar
    2. Anónimo10:22

      Pfff Venha o diabo e escolha!

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top