Tozé Brito, Celina da Piedade, Nelson Carvalho, Inês Meneses e Ramón Galarza compuseram o júri de Portugal no Festival Eurovisão 2017. Saiba quais foram os favoritos de cada candidato na semifinal e na Grande Final.

Na primeira semifinal, o júri português esteve em acordo em quatro dos finalistas da edição (Suécia, Austrália, Finlândia e Moldávia). Azerbaijão e Grécia não conseguiram convencer Celina da Piedade e a Polónia ficou de fora das preferências de Inês Meneses. Por outro lado, a jurada do Festival da Canção foi a única a colocar a Bélgica dentro do lote de pontuados do júri nacional, sendo que Arménia e Chipre também não reuniram a preferência dos cinco jurados. 

A candidatura da República Checa recolheu a pontuação máxima do júri nacional, sendo a favorita de três dos jurados, seguida da Moldávia e do Azerbaijão, com o último a receber a pontuação máxima dos restantes jurados. Finlândia (7) e Geórgia (3) foram pontuados, apesar de terem falhado o apuramento, ao contrário da Bélgica e Chipre, países que ficaram de fora da votação do júri nacional mas conseguiram o apuramento.


Na Grande Final, o Azerbaijão foi o país mais votado pelo júri nacional, tendo repetido a pontuação máxima recebida por Tozé Brito e Nelson Carvalho na semifinal. Seguiu-se a Áustria e a Bélgica, país que na semifinal ficou fora das preferências dos jurados nacionais. Inês Meneses e Celina da Piedade atribuíram a pontuação máxima à Moldávia, país que ficou na 5.ª posição do júri, enquanto que Ramón Galarza deu a pontuação mais elevada à Croácia, país que terminou na 22.ª posição do júri nacional. Chipre, país que na semifinal também não havia sido pontuado, recolheu 1 ponto do júri nacional, bem como a Holanda (3), Austrália (5), Noruega (2), Suécia (7) e França (4).


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovision.tv / Imagem: ESCPortugal

14 comentário(s):

  1. Anónimo21:49

    Os votos do Ramón Galarza na final estão de pernas para o ar, são o oposto dos votos dele na semi :S

    ResponderEliminar
  2. Anónimo21:54

    Esta Celina ... não pontuar a Finlândia ? O país que tinha a melhor voz a concurso ? Realmente ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela pontuou a Finlândia , meteu em 6

      Eliminar
  3. Anónimo21:59

    O Ramon deve dar as pontuações ao calhas, só pode! Moldávia, Arménia, Azerbaijão, todos com pontuações tão díspares entre a semifinal e a final...muda tanto assim a opinião de um dia para o outro?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:12

      Ele enganou-se na final e votou ao contrário, claramente

      Eliminar
    2. Anónimo22:20

      Nestas coisas não há nem pode haver esse tipo de desculpas, dada a responsabilidade que tem e sendo ele supostamente, um critico musical. São coisas que saltam logo à vista e que nao acontecem se a pessoas estiver realmente focada no que está a fazer...

      Eliminar
    3. Anónimo22:51

      É compreensível ele ter mudado de pinião acerca de alguma das músicas: ele baseou-se em atuações diferentes para osvotos de galas diferentes.

      Eliminar
    4. Anónimo22:16

      "É compreensível ele ter mudado de pinião acerca de alguma das músicas: ele baseou-se em atuações diferentes para osvotos de galas diferentes."

      Bem dezido. (h)

      Eliminar
  4. Anónimo23:07

    A Celina gosta é de festa no palco lol

    ResponderEliminar
  5. Gostava de ver a Inês Menezes a dançar a música da Moldávia... ou a colocá-la como sugestão na Radio Radar

    ... parece ter havido uma estratégia mais ou menos clara de não beneficiar os favoritos... dá-me pena, preferia que se ganhasse de forma justa, porque não iria alterar em nada a vitória de Portugal...

    ResponderEliminar
  6. Anónimo01:09

    Montenegro?? oi???

    ResponderEliminar
  7. Anónimo01:12

    eu vi logo que a celina ia dar uma boa pontuaçao a bielorussia, tem tudo a ver com ela.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo08:43

    É mais que o óbvio o voto estratégico de forma a anular as principais concorrentes de Portugal. Todos os países o fazem, e este ano a Itália foi a mais prejudicada com isso.

    ResponderEliminar
  9. Anónimo15:17

    As pontuações estão uma parvalheira! Votam às cegas, sem nexo...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top