Após os primeiros ensaios de hoje, Portugal e Suécia cimentaram as suas posições como grande favoritos da 1.ª semifinal do Eurovision Song Contest 2017.


Portugal e Suécia viram as suas probabilidades de vencer o Festival Eurovisão da Canção aumentar depois dos primeiros ensaios de hoje. Portugal apresenta-se agora com probabilidades de 10 para 1 em algumas casas de apostas, mesmo sem Salvador Sobral ter pisado o palco eurovisivo. O nosso país continua como o 4.º grande favorito para vencer. À frente de Amar Pelos Dois está I Can't Go On, canção sueca, que parece ter também convencido os apostadores.

No sentido contrário segue a Bélgica. O primeiro ensaio de Blanche foi fortemente criticado e acabou mesmo com 0 pontos na votação da imprensa em Kiev. O país caiu para o 7.º lugar nos favoritos para vencer a competição. As probabilidades da Austrália, Bélgica, Azerbaijão, Geórgia, Albânia e Montenegro não sofreram alterações significativas. Em relação à vitória na semifinal, a Suécia surge em 1.º lugar seguida por Portugal. 

Pode recordar tudo o que se passou nos ensaios de hoje AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: Oddschecker / Imagem: eurovision.tv


16 comentário(s):

  1. Anónimo00:46

    Muito sinceramente acho que vencemos a semifinal, o júri pelo menos está quase garantido e o televoto deve chegar também

    ResponderEliminar
  2. Ai nunca pensei ver Portugal assim, obrigado mesmo yeees!! 😀

    ResponderEliminar
  3. Anónimo01:03

    Como é que podem dizer que o Júri está quase garantido? Há imensa gente de vários Juris que adoram música de plástico.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo01:08

    Como é possível dois estilos musicais completamente opostos liderarem as preferências. Esta gente anda toda doidona :d

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:59

      o que é que uma coisa tem a ver com a outra?

      Eliminar
    2. Madalena20:36

      Acho que faz todo o sentido, são duas situações em que existe competência e elementos que se destacam de alguma maneira, por um lado uma música completamente diferente do costume neste tipo de competição, mas muito bonita e com uma interpretação marcante o que faz com que resulte e atraia atenções, por outro, uma proposta típica de Festival da Eurovisão, mas também pensada ao pormenor, em termos de encenação, coreográficos etc., para dar o melhor pedaço de entretenimento/espectáculo possível durante três minutos (são três minutos, não são?), ambas as propostas, nos seus estilos diferentes, conseguem o melhor.

      Eliminar
    3. Anónimo21:14

      TUDO!

      Eliminar
  5. Anónimo01:57

    Honestamente, acho que Portugal vai ter a sua melhor pontuação de sempre (só mostra à RTP aquilo que já deviam ter percebido há mil anos: compensa chamarem VERDADEIROS profissionais de música, pessoas que fazem da música a sua vida e não pessoas que só compõem música uma vez por ano para o FC).
    NO ENTANTO, acho que em termos de vencedores vai haver surpresas. E eu acho que a surpresa vai ser o Azerbaijão. É uma canção cativante que desde o início me deixou fã. Com a apresentação em palco, que parece fenomenal, acho que a Eurovisão vai voltar a Baku em 2018! E para o ano a Arménia participa e isto vai melhorar imenso as relações entre estes dois países.

    Uma coisa curiosa: Portugal actua ao pé do Azerbaijão. Ora, se forem investigar, reparam que já imensas vezes Portugal actuou colado (ou a uma canção de distância) ao vencedor - vão à Wikipédia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:56

      Meu deus que comparação descabida.....

      Eliminar
    2. Anónimo01:14

      "compensa chamarem VERDADEIROS profissionais de música, pessoas que fazem da música a sua vida", como, por exemplo o Miguel Gameiro, o Emanuel, o António Vitorino de Almeida que conseguiram a melhor classificação de sempre para Portugal, ou todos os compositores do Festival da Canção de 2015 que obtiveram sucessos nacionais com as respectivas canções do Festival da Canção? Vão censurar este comentário outra vez? Se sim, porquê?

      Eliminar
    3. Anónimo11:51

      Elementar, meu caro (01:14): Se usares palavrões como o que comentou às 18:19 e os escreveres com letras grandes, não te censuram.

      Eliminar
  6. Anónimo02:14

    Eu so espero que nao levemos um balde de agua fria, as minhas expectativas continuam baixas.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo05:50

    Ainda ninguém reparou que o instrumental está diferente? reparem no final da música. Acho estranho não existirem comentários sobre isso :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:48

      Se ouvires a versão estúdio, aquele piano final sempre lá esteve. No FdC não se conseguiu ouvir devido às palmas.

      Eliminar
  8. Não acredito naquele festival. Aquilo está completamente viciado. É e sempre foi um festival de paises, onde os "amigos" votam uns nos outros mesmo que a canção do país amigo seja uma MERDA. E a merda é que prevalece. Este ano, para quem enda iludido achando que Portugal é um dos favoritos, vais ser o ano da desilusão. Quanto à música que nos representa acho que é mesmo muito boa, sem dúvida. Mas Portugal já levou grandes canções e é importante que se sublinhe este facto. Fico com a sensação que se está a passar a idéia errada e injusta que esta é a melhor representação de sempre. NÃO É DE TODO, NA MINHA MODESTA OPINIÃO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:00

      Sem dúvida! A votação de Portugal à Espanha em 2008 prova-o bem - e nem é preciso escreverem-se palavrões com maiúsculas...

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top