Julia Samoylova já reagiu à decisão da Rússia de se retirar do Eurovision Song Contest 2017.


Julia Samoylova esteve no centro de todas as atenções nas últimas semanas. Depois de ter sido anunciada como a representante russa no Festival Eurovisão da Canção de 2017, a cantora começou a ser investigada pelos serviços secretos ucranianos e acabou por ser banida do país. Tudo porque deu um concerto na Crimeia, não pedindo autorização aos ucranianos para o fazer. A Rússia acabou por decidir retirar-se do concurso.

Julia Samoylova falou agora sobre o assunto. Numa entrevista ao Channel One, da Rússia, afirmou que "o apoio tem sido incrível. Não é só da Rússia - é de todo o mundo. No Japão, desenharam-me com uma heroína de anime". A cantora continuou dizendo que "é perturbador porque era o meu sonho, mas acredito na esperança. Acredito que irei à Eurovisão novamente. Quero que o meu exemplo inspire as pessoas, que as inspire a não se conformarem com qualquer situação, vivam uma vida em cheio e persigam os vossos sonhos". "Teria viajado para Kiev, mesmo sob ameaça de prisão", afirmou.

Yuri Aksyuta, chefe da delegação russa, também já comentou o desfecho deste processo. Pode ler as suas declarações AQUI.

Já a NTU, emissora pública ucraniana, lançou um comunicado onde é possível ler que "apesar de respeitarmos o desejo da UER de assegurar a participação dos 43 representantes anunciados, bem como respeitar o espírito tradicional do concurso, o lado ucraniano propôs repetitivamente à Federação Russa enviar um representante que não tenha violado as leis da Ucrânia. Contudo, os russos decidiram não mudar a sua decisão. (...) A decisão do Channel One de não transmitir a Eurovisão 2017 prova que apesar de declararem respeito pelos valores fundamentais da Eurovisão, o seu objetivo desde o início não foi a competição, mas a criação de uma atmosfera de informação negativa à volta das preparações para o concurso". 


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: wiwibloggs / Imagem: Google / Vìdeo: eurovision.tv

1 comentário(s):

  1. Anónimo21:10

    ¿Quién se cree Ucrania que es para decir a Rusia a quién tiene que mandar? ¿Qué pasa ahora que los rusos tienen que modificar sus leyes para hacer una preselección en la que los ucranianos no se sientan ofendidos?

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top