Salvador Sobral, representante de Portugal no Festival Eurovisão 2017, esteve, esta tarde, no programa da RTP1, 'Agora Nós'.

José Pedro Vasconcelos recebeu, esta tarde, no programa 'Agora Nós' a dupla vencedora do Festival da Canção: Salvador e Luísa Sobral. Depois de terem marcado presença na Rádio Comercial durante a manhã (AQUI), os irmãos estiveram no programa da RTP1 durante a tarde.

Luísa, a compositora do tema, destacou inicialmente o "o bom ambiente entre os compositores" no concurso, revelando que Salvador foi a sua escolha óbvia: "Pensei no meu irmão antes de fazer a canção. Ela foi feita a pensar nele e de uma forma que fosse verdadeira para ambos e que fizesse sentido nas nossas carreiras".

Por sua vez, Salvador Sobral frisou o papel da sua mãe na vitória do concurso, confessando que o Festival da Canção será "um marco da minha vida artística. Sei que as coisas passam rápido e que rapidamente as pessoas se esquecem. Mas já serviu para solidificar a minha carreira e as pessoas conhecerem o meu trabalho" realçando o aumento das vendas do seu disco e dos concertos esgotados.

Sobre a participação em Kiev, à qual José Pedro Vasconcelos aplicou a frase «sítio frio com música quente», Luísa Sobral admitiu que ainda não começaram a preparar a prestação, tendo em conta os seus planos: "O que funcionou a simplicidade, a forma genuína dele a cantar... Não quisemos ninguém em palco, nenhum bailarino: apenas a canção nua e crua. É o que queremos fazer: manter as coisas simples" afirmou, confessando ter uma "ideia para fazer chegar a letra a todos, mas sem tirar o foco ao Salvador". Questionado sobre a sua fragilidade, Salvador Sobral admite que "ela tem ajudado na sua carreira há alguns anos", confessando que a mesma "já faz parte de quem eu sou".


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem: RTP / Vídeo: RTP

15 comentário(s):

  1. Anónimo23:08

    Desta vez este muito bem em tudo: postura, interpretação e até no trompete. São um caso à parte! Ele e a mana.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:11

    Isto devia passar para os sites eurovisivos. É um exclente cartão de visita. E vamos ver se alguém (devia ser a RTP) filma em condições esta canção num dos concertos dele, para divulgar. Já vi no Youtube um vídeo amador do concerto em Sintra que é uma maravilha, mas sem qualidade técnica nenhuma.

    ResponderEliminar
  3. Diogo Magalhães23:20

    Eu peço desculpa, mas eu vi a entrevista, olho para eles e não consigo ver o mínimo de entusiasmo por terem vencido e por desta feita, representarem o país. Não consigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não vejo isso neles, alias logo na final eu notei isso e disse que ele nem levava isso a serio e que nem parecia que o objetivo era ganhar e ir representar o país. Acho que estão mais contentes pqe isso é um marco tanto na carreira de um como do outro, principalmente do Salvador, até já esgota os concertos e isso... Acho que esta mais feliz porque agora deu a conhecer mais o seu trabalho e ser bom para a sua carreira, do que propriamente ir representar o seu país e trazer um bom resultado

      Eliminar
    2. Anónimo08:29

      Pois, eu também vi, e eles disseram que não iam colocar mais ninguém em palco... um piano de cauda (preenchido com velas acendidas)com bailarinos a dançar contemporâneo era muito bom. Parece que estão a dormir em relação à isto...

      Eliminar
    3. Que grande pirosada anónimo, ainda bem que os Sobrais têm bom gosto

      Eliminar
    4. EU concordo a 100% com eles (Luísa e Salvador). A simplicidade da música foi o que funcionou. E sinceramente, acho que é isso que vai funcionar em Kiev. Não estava nada entusiasmado com a participação deles no FC, mas confesso que me deram uma valente de uma chapada de luva branca. E confesso que até não me importei! :D heheheheheheheh....

      Eliminar
    5. Anónimo10:38

      Conordo com uns e outros, em parte:
      1) A postura de cantor de jazz do Salvador é excelente e atrai votos pela inovação, mas há momentos na final (não na semifinal) em que ele parece displicente. Deve dosear e corrigir;
      2) O magnetismo e o intimismo da canção EXIGEM um foco permanente nele, na sua expressão... Nada mais interessa, esqueçam. A RTP desta vez filmou dentro dos manuais. A Luísa diz que tem uma ideia para fazer passar a letra, a mensagem... A ver vamos, mas bailarinos não por favor!

      Eliminar
    6. Anónimo10:40

      Eu por acaso acho que essa simplicidade e despreocupação até joga a favor da nossa proposta. O Salvador canta bem e se calhar ir com o peso" da bandeira" é o que tem feito com que muitos falhem no ESC.

      Tipo não acredito que ele queira fazer má figura, apenas também não vai para lá como se o mundo acabasse caso não ganhe a Eurovisão.

      Além de que essa conversa de : "Ah é o melhor momento da minha vida, e tenho Portugal nos meus ombros" para mim é um discurso tão visto que não é natural, é quase robótico e quiçá um pouco ensaiado e falso.

      Por fim acho que não é preciso bailarinos nem coros, nem percebo quem quer isso. A música funciona e é eficaz tal como está e não precisa de qualquer arranjo de orquestração como de apresentação no palco.

      Eliminar
  4. Anónimo08:30

    Portugal já passou para 5º lugar nas apostas. Fomos ultrapassamos pela Bulgária

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo10:42

      Estar no TOP10 já chama suficientemente à atenção. A Bulgária recebeu um apoio massivo dos búlgaros em 24 horas, é normal, tb aconteceu com Portugal. No entanto se for ao histórico das apostas, Portugal e Itália têm mais apostas populares. Só depois da semifinal é que vamos ver o arranjo quase definitivo dos resultados finais. As apostas aí movem-se muito rapidamente (ou não) em função das atuações.

      Eliminar
    2. Anónimo10:43

      É verdade. E consigo perceber o porquê, é uma balada pop muito eficaz e que mais facilmente consegue congregar o gosto do grande público e dos juris do que a nossa.

      Pelo menos à partida consigo entender essa análise dos apostadores. Contudo tudo poderá mudar no minuto em que ouvirmos a música da Bulgária ao vivo, porque é daquelas que depende e muito se o rapaz consegue dar uma grande actuação ao vivo. Se ele falhar por nervos ou não ter grande preparação é daqueles casos que acabará por desiludir no grande palco.

      Eliminar
    3. Anónimo11:12

      A música da Bulgária também é muito boa apesar de gostar muito da nossa. Mas sabendo que a Suécia está à nossa frente com aquela porcaria de Música!! BAHHH. E a da Bélgica! Gosto muito mas não percebo como ainda não foi desclassificada por uma descarado plágio!!!

      Eliminar
  5. Anónimo13:01

    Anónimo das 10.42 finalmente alguém explica de forma séria o sistema das apostas e o modo como os boost funcionam. E concordo exactamente com a tua visão, talvez ainda tenhamos uma subida no Sábado caso a música da Arménia seja boa, mas salvo esse caso com todas as músicas conhecidas não deverão existir muitas mexidas nos rankings até à semana do ESC.

    Dai eu não dramatizar o facto de não termos o video no Canal da ESC a subir de modo gigante nas visualizações. Se formos a ver o nosso vídeo( e ainda bem) é a actuação do Salvador, ou seja muitos são direccionados para os videos da SF e da final Nacional que em conjunto têm bastante visualizações.

    Em suma desde que a pessoas cheguem à musica é o que importa, nao interessa se é pelo video do canal do ESC se no final do dia a música chegar às pessoas e resultar em votação. Quantidade de visualizações nao é proporcional a votos na SF, ou pelo menos não é certo que o seja.

    ResponderEliminar
  6. Concordo com esta análise. Em relação às visualizações no youtube - e não sei se mais alguém tem reparado nisto: de há 2 dias a esta parte que passam várias horas em que as visualizações estão bloqueadas. 6/7 horas em que os likes aparecem, novos comentários são escritos... e o número de views permanece inalterado. Não percebo porquê.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top