Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues assinalaram, esta manhã, os 60 anos de carreira de Simone de Oliveira com uma transmissão especial do programa 'Queridas Manhãs'. FF, Wanda Stuart, Nuno Feist, Lúcia Moniz e Hernâni Carvalho foram alguns dos convidados.

A assinalar 60 anos de carreira, Simone de Oliveira foi, esta manhã, homenageada no programa matinal da SIC, 'Queridas Manhãs'. João Paulo Rodrigues e Júlia Pinheiro foram os anfitriões da transmissão dedicada à cantora de Desfolhada, canção que abriu o programa interpretado por FF e acompanhado ao piano por Nuno Feist, um dos compositores participantes na última edição do Festival da Canção.


Descrita como "uma senhora que é um verdadeiro furacão e inspiração", Simone começou por recordar a história da canção com que representou Portugal no Festival Eurovisão 1969, esclarecendo a "raiva" que imprimiu na mítica atuação no Teatro São Luíz. "Um exemplo para todas as mulheres mas também para todos os homens", Simone recordou outros momentos da sua vida, "de coisas muito boas mas também muito más", lamentando que a sua mãe não a tenha visto a cantar novamente, depois dos problemas com a voz no período de 1970 a 1973.

Nuno Feist garante que "não há mais nada a dizer sobre a Simone", afirmando que a mesma é "a nossa lenda viva! A Nossa Senhora da Música", enquanto que FF agradeceu todas as oportunidades que a cantora lhe tem oferecido, "É uma gratidão gigante e eterna poder conviver e privar com a Simone. Faz me evoluir como artista mas também me dá um enriquecimento pessoal enorme". Marisa Liz, vocalista dos Amor Electro, deixou uma mensagem, enquanto Hérnani Carvalho e António Mendonça entraram na conversa, recordando alguns episódios em comum e mostrando algumas recordações da vida de Simone.


Simone de Oliveira partilhou o palco com João Paulo Rodrigues com 'Sol de Inverno', canção descrita pela apresentador como "uma das melhores canções alguma vez feitas em Portugal", tendo posteriormente interpretado '7 letras' com FF. Maria de Belém, antiga candidata à Presidência da República, e Assunção Cristas, dirigente do CDS-PP, deixaram algumas mensagens à cantora, algo que a deixou bastante surpreendida devido ao "consenso político": "eu não consigo entender o que fiz... apenas fiz o que entendia ser a minha verdade. Tomei atitudes dos diabos mas não me arrependo de nada".


Wanda Stuart recordou os tempos de infância, em que o gosto por Simone de Oliveira a fez ser apelidada de "estranha": "Ela é a grande referência da canção nacional (...) Os meus colegas achavam-me estranha por ter gostos musicais mais sofisticados (...) Se há gente com 'G' grande é a Simone". Por sua vez, Luísa Castelo Branco também recordou tempos passados, em que a cantora era descrita como 'boémia': "Diziam que ela era destruidora de lares. Para tudo o que diziam dela, a Simone só tinha uma posição: deitada. (...) Depois do 25 de Abril ainda disseram que era fascista. Agora reconhecem-na como a pessoa que é, mas andou anos e anos em contra corrente".

Maria João Abreu e Lúcia Moniz também marcaram presença na transmissão, com a representante de Portugal no Festival Eurovisão de 1996 a lembrar a primeira vez que cantou com Simone de Oliveira, bem como a sua participação na gala comemorativa dos 50 anos de carreira: "Fui Simone por uns cinco minutos. Mas quando vesti aquele vestido senti um peso enorme em cima". 

Contudo, o momento mais marcante do programa ficou reservado para o fim: Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa, deixou uma mensagem à cantora, lamentando não poder estar presente. "Temos muito a agradecer à Simone. São 60 anos ao serviço do país e 60 anos onde sempre nos acompanhou" afirmou, "Marcou as nossas vidas na qualidade do desempenho artístico mas também como Mulher e Cidadã".

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem/Vídeo: SIC

2 comentário(s):

  1. Ricardo Alves17:07

    O Nuno Feist falou muito bem: "Não há mais nada a dizer sobre a Simone"
    Ou seja, mais uma homenagem que não traz nada de novo. Há mais artistas com A grande em Portugal, com todo o respeito pela Simone

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:11

      Mas a Simone será sempre a Sra. D. Simone! Isso não se discute!

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top