José Cid fez elogios a Salvador Sobral e ao tema vencedor do Festival da Canção e contou as suas histórias da Eurovisão. Tudo apimentado com alguma polémica.


José Cid deu uma entrevista ao website NIT, onde falou do tema vencedor do Festival da Canção 2017 e das suas passagens pela Eurovisão. O cantor prepara os seus concertos na Aula Magna, a 1 de maio, e na Casa da Música, a 6 de maio, para tocar 10.000 Anos Depois Entre Vénus e Marte, considerado pela revista Billboard um dos cem melhores álbuns de rock progressivo do mundo.

O cantor português revelou que viu o Festival da Canção deste ano e achou fantástico: "Vi, achei fantástico. Acho que o conceito de Festival da Eurovisão com os ritmos que se usavam na minha época, já não se usam. Esta canção [Amar Pelos Dois] vem exatamente contra o conceito de festival. Achei fantástica a interpretação do Salvador Sobral, com uma contenção vocal e uma alma extraordinária — esperemos é que a irmã não vá cantar com ele".

Sobre as suas participações na Eurovisão, José Cid afirmou que "participei muitos anos no Festival da Canção e por seis vezes fiquei em segundo lugar. Quando ganhou o Paulo de Carvalho, com Depois do Adeus, eu levei No Dia em que o Rei Fez Anos. Depois vieram as Doce, ganharam com uma música que ficou em último lugar na Eurovisão mas pronto, eram as Doce, eram giras, mais do que as Spice Girls, eu fiquei em segundo com O Meu Piano. Seguiu-se o Carlos Paião, ganhou com Playback e eu em segundo lugar outra vez com Morrer de Amor Por Ti. Naquele ano em que aquela menina das botas ganhou, como é que ela se chamava… a Dora. Fiquei em segundo com uma canção menor, Cai Neve em Nova Iorque. Foi uma mafiosisse incrível comparar esta canção com a que ganhou, é como comparar o Benfica com o Sacavenense. (...) No ano em que ganhou a Anabela, eu estava a produzir um álbum do Paulo Bragança, estávamos a passar o inverno no norte e estava a ser chato. Não tínhamos trabalho, não tínhamos espetáculos, o que é que íamos fazer? Ele disse na brincadeira: “E se fossemos cantar ao Festival da Canção?” Eu comecei a rir à gargalhada mas para quem não tinha mais nada para fazer… Fomos. Levámos O Poeta, o Pintor e o Músico".

Em 1980, quando venceu o Festival da Canção com Um Grande Amor, Cid disse que "Arnaldo Trindade, que era meu diretor e muito amigo do Sá Carneiro, liga-me e diz: “Zé, avance, porque este ano temos ordens específicas do Sá Carneiro para a televisão para você ganhar o Festival.” Eu disse: “Ai é? Por acaso há uma música que eu, já esperando uma coisa dessas, guardei. É uma porcaria de uma música que não presta para nada mas que é altamente festivaleira e é essa que eu vou levar.” “Entre porque ganha”, disse ele. E levei uma música que era assim “addio, adieu, auf wiedersehen, goodbye”. Esta música foi favorita na Eurovisão, entre 400 jornalistas na Holanda, 376 votaram-na como canção favorita, mas era impossível, Portugal não estava preparado para receber um evento daqueles. Não tinha orquestra, tinha de vir de Espanha. Tínhamos ótimos músicos mas não havia uma orquestra formada. Não tinha auditório, o único bom era da Gulbenkian mas também era demasiado pequeno. Acima de tudo, a televisão não tinha dinheiro e quem ganha a Eurovisão tem de organizar no ano a seguir. Os outros países sabiam que não podiam votar em Portugal porque não iria ser possível. E pronto, fiquei em sétimo lugar, foi uma boa classificação". O cantor disse ainda que Johnny Logan lhe confessou que a sua música era a favorita dele.

Pode ler a entrevista completa AQUI.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: NIT / Imagem: Rádio Renascença / Vídeo: RTP

8 comentário(s):

  1. Anónimo23:05

    Concordo com tudo

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:05

    Concordo com tudo

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:14

    O homem está todo queimado. Quando as Doces ganharam quem ficou em segundo ficou a candida branca flor. E as Doce não ficaram em última na eurovisao. Numa coisa tem razão sempre teve poucos votos dos distritos comunas que davam muitos votos aos samurais e Osórios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:00

      Candida Branca Flor ❤ A justa representante de 82

      Eliminar
    2. Anónimo10:16

      Ele está a fazer confusão com os Gemini, que, de qualquer modo, também não ficaram em último no ESC. Quanto a "os outros países sabiam que não podiam votar em Portugal", então por que é que ficou em sétimo? Será que os outros países desobedeceram a uma ordem vinda sabe-se lá donde? O senhor gosta de polémicas, mas agora já chegou ao ponto de mentir para alimentar uma... polemicazita. "Adieu"!

      Eliminar
  4. Anónimo00:15

    1 de Abril lol, nao caio nessa!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo01:51

    Como é que ele se esqueceu aqui de referir que chamou de vaca à Dana Internacional em 1998 ... fico espantado olhando para a lista quase infindável de comentários que so apresentam como objetivo "não tenho mais nada que fazer, deixa-me incomodar as pessoas com a minha clássica falta de educação". Há formas de dizer que não se gosta de alguem que são bem mais adultas e adequadas ... o silêncio como forma de não perder tempo com o que não se gosta ... é uma delas.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo01:54

    Incrível ... até da própria canção com que ganhou em 1980, este homem só fala mal ... mais valia ter chamado nomes ao Johnny Logan por ter dito que a canção era a sua favorita, já que a dita cuja é uma porcaria. Quando as pessoas usam os festivais e a Eurovisão para denegrir a reputação musical dos mesmos ... acontece isto.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top