Portugal parou para ver e ouvir a canção vencedora do Festival RTP da Canção, algo que já não acontecia há muito. Salvador Sobral está a conquistar o coração dos portugueses com o seu "Amar pelos dois". Conseguirá também conquistar o dos europeus? 

Desde que participou na primeira semifinal do Festival da Canção que poucos serão os portugueses que não ouviram falar de Salvador Sobral. Os grandes intérpretes conseguem partilhar emoções em palco e até os seus adversários diretos - os outros concorrentes do Festival da Canção - não hesitaram nunca em afirmar que "a canção do Salvador" era a sua canção favorita. Ouvimos isso de vários cantores e músicos, mas nunca com um sentimento pejorativo ou de mínima inveja que fosse. Sentimos amor nas palavras de todos.


Domingo foi dia da celebração final. "Amar pelos dois" foi a canção vencedora do Festival da Canção e é, agora, a representante de Portugal na Eurovisão. Desde o início dos anos 90 que o país não parava para ver o Festival. Podemos dizer que em 2017 Portugal parou para ouvir o Salvador.!

Nem todas as opiniões são unânimes, mas isso não importa:  "Não é de agora a alegria que tenho de ouvir a música de Salvador Sobral. Mas chegou a altura de partilhar esse prazer e esperar que ele atinja o público internacional que merece", escreveu Miguel Esteves Cardoso, num artigo assinado no jornal Público. "A voz dele é límpida e aérea. Tem uma musicalidade irrequieta que se atreve a cantar por cima do canto. Canta como se toda a música dependesse dele. Cada canção é um tudo ou nada", continuou o mesmo autor. Penso que será a primeira vez em anos que escreve a propósito do representante na Eurovisão.

O mesmo jornal, num artigo assinado por Liliana Borges, recorda que "não teve um espectáculo de luzes impressionante, dispensou grandes efeitos e subiu ao palco sem bailarinos e com uma balada". Mas também reconhece que "a escolha de Salvador Sobral para representar Portugal na Eurovisão (...) está a dividir os fãs do Festival da Canção. Há muitos que duvidam do impacto que um tema que foge ao lado mais festivaleiro do concurso televisivo pode ter em Kiev. Não só. Da indumentária ao comprimento do cabelo e aos gestos que acompanharam a interpretação, são os comentários negativos sobre a prestação no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no passado domingo". No entanto, "as casas que aceitam apostas para a Eurovisão e apresentam já probabilidades de vitória de cada concorrente dão ao cantor português números que podem surpreender os mais cépticos, quando comparados com 2015, o ano mais recente em que houve portugueses a concorrer". No momento em que escrevemos este artigo, "Amar pelos dois" está em 6.º lugar de entre as 43 participações.

A revista Sábado quis conhecer quem está por trás deste fenómeno. Num extenso artigo assinado por Diogo Barreto, faz-se uma viagem pelo percurso musical do Salvador. 'E que canção foi esta que conquistou o júri?', pergunta o jornalista. "Salvador caracterizou-a como uma canção em que a "harmonia e a melodia remetem um pouco para o cancioneiro americano e ao mesmo tempo para a bossa-nova". Sobre a canção e a sua participação no festival ao lado do irmão, a compositora disse: "Eu nunca pensei interpretar esta canção porque quando a escrevi já a escrevi a pensar na voz do meu irmão. Pensei logo que gostava muito de ver o meu irmão a interpretar uma canção minha, porque acho que ele é um cantor extraordinário e porque me dava imenso gozo vê-lo no Festival da Canção e que acabasse por ser uma coisa de família. Acho giro estarmos os dois nisto".

Outros músicos quiseram partilhar este momento. Miguel Araújo foi um deles e fe-lo no facebook: "Sirva de lição a todos nós que andamos a agoirar que a música era a melhor mas que o povo não a iria eleger, como quem se desmarca desse mesmo povo com arrogância e sobranceria. O povo somos nós (eu votei!) e nós gostamos de músicas boas".

Diversos sites e blogues estrangeiros têm também partilhado bons comentários a respeito da canção do Salvador. O jornal francês 20 Minutes, na sua versão online, escreve em título: "Portugal faz o se regresso à Eurovisão com uma soberba canção melancólica", augurando boas hipóteses de vitória. 





Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: PUBLICO, SÁBADO, FACEBOOK, 20 MINUTES /Imagem: RTP / Vídeo: YOUTUBE

50 comentário(s):

  1. Anónimo23:14

    Muito lindo

    ResponderEliminar
  2. Anónimo23:22

    Uma coisa é certa: há décadas que o Festival da Canção não era notícia e muito menos motivo para artigos de opinião... Sinto que estamos a viver um ponto de viragem... Sinto que o País quer o Festival e também vejo a RTP com mais empenho... Sinais obvios de que há uma nova estratégia são a qualidade da produção da final e sobretudo o significado do convite e da presença no coliseu de altos representantes da SIC e da TVI... Vejo sinais de que se pensa mais no festival da Canção de Portugal do que no festival da RTP... E melhor ainda, noto varios jornais de referência dos grupos media capital (TVI) e Impresa (SIC) a darem destaque ao Festival da Canção, incluindo primeiras páginas...

    ResponderEliminar
  3. No oddscheker, foi a maior aposta do dia (apenas atrás dos jogos do Bayern e Arsenal).

    http://escunited.com/2017/03/07/portugal-odds-slashed-on-first-eurovision-victory/

    Não me lembro de uma reacção imediata tão boa a uma música nossa. A vitória é difícil, mas porra! Neste momento, consigo sonhar com um top 5.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:51

      a oddschecker acabou de confirmar que 66% das apostas vêm de Portugal.

      Eliminar
    2. Rui F13:17

      Obrigado. Fiquei absolutamente sem palavras.

      Eliminar
  4. Anónimo23:41

    Esta música faz me chorar pela sinceridade e pela interpretação do Salvador acho que não é preciso entender português para sentir cada palavra deste pedaço de arte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:30

      A mim faz me chorar pela triste figura, e pela noção de arte. É pior que pimba. O rei vai nú e estes fervorosos e delirantes apoiantes vão ver que : levará uma corrida na primeira rodada ...

      Eliminar
    2. Anónimo11:25

      Para mim uma desilusão. Aliás, não gostei nem de uma canção....assim Portugal continua a não chegar a um lugar razoável. Que miséria!!!!

      Eliminar
  5. Anónimo23:41

    Sim, mas Anónimo das 23h32, a presença dos altos dignitários das outras estações deveu-se essencialmente aos 60 anos da RTP. Além do q apenas 700 mil pessoas viram o festival, pelo q dizer q o país parou para ver é manifestamente exagerado. Mas pode ser um bom sinal para o futuro... nunca se sabe...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:23

      Que sejam os 60 anos da RTP mas o espetáculo foi a final o FC...
      Quanto a audiências é preciso reconquistar o público... Um bom trabalho de produção e uma canção marcante ajudam... e um bom resultado no ESC nem se fala...
      É de fato um exagero dizer que o País parou... mas acredito que vai parar este ano na hora da eurovisao... Se passarmos à final será uma espécie de repetição do euro.

      Eliminar
    2. Ricardo Alves08:18

      O festival não se faz só no momento em que é transmitido. Se lerem o artigo percebem

      Eliminar
    3. Anónimo17:08

      Pois o país prefere ver reality show, isso mostra bem a nossa cultura

      Eliminar
  6. Anónimo00:21

    "Ouvimos isso de vários cantores e músicos, mas nunca com um sentimento pejorativo ou de mínima inveja que fosse. Sentimos amor nas palavras de todos."
    Tão lindo! Obrigada escportugal

    ResponderEliminar
  7. Rui Ramos00:23

    Hoje em dia o festival faz-se muito nas redes sociais. A audiencias televiisvas nao sao o mais importante. E olhando para isso, eu vejo que Portugal esta a parar para ouvir esta canção

    ResponderEliminar
  8. Anónimo01:09

    As audiências do FC foram fracas, mas com este sucesso que o Salvador está a ter e conhecendo os comentários vindos de fora, nomeadamente das casas de apostas, eu prevejo que o número de espectadores dispare na Eurovisão, então se Portugal passar à final, nem se fala...

    Espero que este seja o nosso ano, já andámos há 53 anos à procura de uma vitória e, se não for possível, pelo menos um top 10... Nós merecemos, pois já sofremos tantas desilusões ao longo dos anos... Não me lembro de ver tantas reações positivas a uma participação nossa! Nem mesmo com a Vânia Fernandes em 2008...

    Eu estes dias estive a pensar um pouco e cheguei a uma situação curiosa:

    - Em 2004 a Ucrânia venceu a Eurovisão e a Grécia venceu o Europeu na final frente ao anfitrião, Portugal, por 1-0
    - A Grécia venceu a Eurovisão 2005, na Ucrânia
    - Em 2016 a Ucrânia venceu a Eurovisão e Portugal venceu o Europeu na final frente ao anfitrião, França, por 1-0
    - Estão a ver onde quero chegar? Quem sabe...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo15:38

      Também já pensei nisso...

      Eliminar
    2. Anónimo21:49

      LOL

      Eliminar
  9. Portugal rendido ao Salvador? Que exagero!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo06:34

      Só é exagero porque há pessoas como tu que preferiam as mesmas cançonetas de sempre, que nunca resultaram! Podemos ter zero pontos mas este ano isso não envergonhará Portugal!

      Eliminar
    2. Anónimo11:51

      6:34 fala por ti. Eu sinto-me envergonhado.

      Eliminar
    3. É claro que é um exagero. Basta ler os comentários que vão fazendo por aí. desde o anedótico, ao gozo e à critica mais ou menos radical e exagerada há de tudo, por isso chamar a isto rendição, desculpem lá...
      E quanto a trazer 0 pontos não há problema? Só se for para si. 0 zeros será um vergonha, sim senhor, mas será apenas mais uma a juntar a outras no ESC

      Eliminar
    4. Anónimo17:48

      Prefiro zero com qualidade do que ganhar com pimba!

      Eliminar
    5. Anónimo18:06

      17:48 Pelo menos pimba faz parte da cultura portuguesa, ao contrario de bossa nova e cancioneiro americano. Se te incomoda muda de nacionalidade.

      Eliminar
    6. Anónimo21:16

      17:48 claro que pimba é fraca musica, mas isto é bosta music !

      Eliminar
  10. Anónimo02:11

    alguém me explica como portugal está em 7 para ganhar na final e depois na semifinal nem nos 10 primeiros está para se apurar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ricardo Alves08:19

      Os haters têm palas. Não vêem isso

      Eliminar
    2. Anónimo09:55

      Explica-se por estes indicadores serem altamente fiáveis...lol

      Eliminar
    3. Anónimo11:53

      A semifinal ainda não tem as apostas bem definidas, é aguardar por todas as músicas serem reveladas. De qualquer forma estar em 7º lugar entre 43 países e num universo de apenas 19 não estar sequer nos 10 primeiros, é matematicamente impossível!

      Eliminar
  11. Anónimo09:55

    Creio que o sistema ainda não aceita apostas para as semifinais, vai dando um posicionamento baseado em alguma previsão interna, baseada em estatistica.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo11:52

    No oddschecker confirmaram que 66% das apostas são de portugueses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:16

      Isso é normal no arranque. Acontece com TODOS os paises quando acreditam no seu candidato. Mas depois a opiniao publica internacional decide. Estamos a dia 8 e a tendencia é positiva. Bom sinal.... 44% das apostas da parte de estrangeiros... Muito bom sinal!

      Eliminar
    2. Anónimo14:46

      Que o seja. Mas nos outros anos não existiu esta dita"inflação" da cotação, e duvido que caso ela se mantenha até Maio seja única e exclusivamente por via de portugueses.

      Eu respeito quem não goste da proposta portuguesa, mas não é um pouco triste também este trabalho da dita comunidade ESC em portugal de denegrir a nossa participação mesmo no facebook oficial?

      A Eurovisão devia ser sobre respeitar as diferenças e as diferentes opiniões, e diferentes estilos de música. Mas no final o que temos são comunidades que aceitam o diferente desde que o diferente seja tudo dentro do mesmo género de música. Isso não é diversidade.

      No fundo dá-me vontade de rir a força da Itália este ano, porque a letra goza com esta sociedade de informação onde é fácil encontrar intelectuais com opinião sobre tudo e que sobretudo possuem intolerância a um debate saudável. Tal como a letra questiono se isso é evolução.

      Eliminar
    3. Anónimo15:02

      11:52 tambem vi. hahahah

      Eliminar
    4. Anónimo15:06

      34%, corrijo.

      Eliminar
    5. Anónimo15:13

      14:16 Quando a maior parte das apostas vêm de Portugal, isso é mau sinal. Estamos a dia 8, essa informaçao dos 66% é recente. E ainda nem ouvimos os outros países. Vamos ver em Maio.

      Eliminar
    6. Anónimo15:46

      14:16 34%

      Eliminar
    7. Anónimo15:53

      Anónimo das 14.16- Concordo contigo. Um pouco como vamos ver na segunda com as apostas na Suécia, é perfeitamente normal, dai no meu comentário que se esta situação se mantiver durante o pré-ESC será sustentada e não só por portugueses.

      Além das odds a nossa actuação( versão da RTP) é das que mais visualizações tem e continua a crescer o que é outro sinal positivo. Porque se compararmos com outras a reacção à Grécia e à Austrália em visualizações não é tão forte. E se vencer a Wiktoria como tudo indica, a Suécia também vai sofrer desse sentimento de desilusão.

      Ser muito diferente tanto é a nossa vantagem como desvantagem, e vamos polarizar opiniões. Mas os fãs internacionais cansados do mesmo estilo de pop dance e power balads vão ser dos que mais vão aderir à nossa música e à Bélgica já agora.

      Eliminar
    8. Anónimo16:45

      34%, corrijo.

      Eliminar
    9. Anónimo18:04

      Está tudo com muitas expectativas..espero que se Portugal nao passar não culpem o ESC ou arranjem desculpas, como as politiquices. Fui à pagina do ESC no facebook e a maior parte das opinioes dos estrangeiros eram criticas. Havia la uns poucos tugas a elogiar a cançao e a escrever em ingles. E demorou um bocado para ter muitos likes. Mas pronto, brevemente vamos descobrir se realmente gostaram ou nao.

      Eliminar
  13. Anónimo15:10

    as apostas têm vindo maioritariamente de portugueses.

    "...with 66% of these bets coming from portugal."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:15

      (Isso já foi dito e está a ser comentado acima.)

      Eliminar
    2. Anónimo18:08

      17:15 e? Vai comentar lá então.

      Eliminar
    3. Anónimo20:37

      realmente ao ponto a que isto chegou !! as pessoas não são parvas e vão perceber ...

      Eliminar
  14. Anónimo18:10

    Espero que para o ano não façam o festival outra vez naquele estudio. Será que algum dia vamos ver a RTP usar fumo de palco e jogar um pouco mais com as luzes, com mais criatividade. ..
    Embora nao ache que tem qualquer hipotese em Kiev, desejo boa sorte ao Salvador.

    ResponderEliminar
  15. Anónimo18:54

    Acho que o pessoal está com expectativas muito altas...apoiem-no mas mantenham os pés assentes na terra. Ah e a serio que vêm como credíveis os comentarios em ingles no youtube? qualquer um pode criar uma conta, escrever em ingles e dizer que é da noruega...ja apanhei uns quantos tugas a dizer que eram estrangeiros e que adoraram a musica e depois noutro video tinham comentarios em portugues. Força Salvador.

    ResponderEliminar
  16. Anónimo18:55

    POR FAVOR SALVADOR NÃO MUDES NADA. Alguém deu a ideia de ele colocar legendas em ingles na apresentaçao, que acham???

    ResponderEliminar
  17. Madalena23:25

    Que artigo tão bom e que bonita esta lição que os outros concorrentes do Festival da Canção dão "aos seus fãs", que continuam, enfim...

    ResponderEliminar
  18. Ao ler alguns dos comentários nem sei o que pensar... há pessoas que estão desejosas que Portugal se afunde, só pelo prazer de depois dizer: "Eu bem vos avisei!".
    Este ano decidimos experimentar algo diferente; se não gostam, estão no vosso direito, mas abstenham-se de fazer campanha pelo contra. Este "deitar abaixo" constante é cansativo... Aprendam a aceitar a derrota dos candidatos que apoiavam com dignidade. Eles próprios já deram o exemplo de "fairplay"...
    Uma coisa é certa: há muito que não me lembrava de tanto "buzz" em torno do representante de Portugal no ESC (talvez só em 2008, com a merecidíssima vitória de Vânia Fernandes e da sua "Senhora do Mar")

    ResponderEliminar
  19. Anónimo00:44

    Um cover da música Amar Pelos Dois
    https://www.youtube.com/watch?v=JiDlt7iw40s

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top