A televisão pública ucraniana, responsável pela organização do Eurovision Song Contest 2017, já reagiu oficialmente ao banimento de Julia Samoylova.


A NTU, televisão pública ucraniana, já reagiu oficialmente ao banimento de Julia Samoylova do Festival da Eurovisão. Julia foi a escolhida da Rússia para representar o país no concurso europeu, mas as autoridades ucranianas decidiram proibir a entrada da cantora no seu território (AQUI). Tudo porque Julia Samoylova terá dado um concerto na Crimeia, quando a península já estava ocupada pelos russos.

No comunicado da NTU é possível ler que "a televisão pública ucraniana, como organizadora do Festival da Eurovisão de 2017, está e continuará a implementar as decisões do governo ucraniano, incluindo a decisão da SBU [serviços secretos], de proibir a entrada na Ucrânia da cidadã da Federação Russa, Julia Samoylova. Contudo, anunciamos que as preparações para o Festival da Eurovisão de 2017 continuam em modo intensivo".

A UER também já reagiu oficialmente a este assunto (AQUI), tal como a emissora russa (AQUI).


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: esctoday / Imagem e Vídeo: eurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top