Frank-Dieter Freiling, chefe do grupo de referência da EBU/UER falou, numa entrevista, sobre os BIG5, a participação da Austrália e futuros participantes do Eurovision Song Contest.


Foi em entrevista ao Der Tagesspiegel, jornal alemão, que Frank-Dieter Freiling falou sobre alguns dos tópicos mais discutidos no universo da Eurovisão. Sobre os BIG5, países que se qualificam diretamente para a grande final da Eurovisão todos os anos, Freiling afirmou que "a sua origem está relacionada com o facto de ser necessário refinanciar o concurso. Os 5 maiores países ocidentais europeus são desproporcionalmente os maiores participantes no televoto e no respetivo pagamento pelas operadoras de telecomunicações nacionais. Certamente, este aspeto terá de ser revisto uma e outra vez sobre a sua duração e justificação mas, neste momento, esta regra faz sentido, também do ponto de vista dos outros participantes, que a apoiam".

A Eurovisão 2017 não deverá trazer nenhuma grande novidade, depois da introdução do novo sistema de votação em 2016. Sobre a participação da Austrália no concurso europeu, Frank-Dieter Freiling defendeu a sua participação dizendo que "a Austrália tem enriquecido artisticamente a Eurovisão. A grande qualidade dos intérpretes australianos tem servido como um incentivo para os outros países continuarem o seu desenvolvimento artístico. É também claro o quanto a Austrália partilha das visões da Eurovisão e o quão estão interessados no evento. O que já demos no passado como justificação aplica-se novamente. Durante décadas, a Austrália viu as performances eurovisivas pela manhã e, apesar de estar localizada do outro lado do mundo, vê-se como parte da história e cultura europeia através dos diversos grupos étnicos australianos".

Em relação a um possível alargamento dos possíveis participantes no Festival da Eurovisão, o chefe do grupo de referência da UER disse haver vários países interessados mas, que nenhum deles se juntará ao concurso sem mostrar que realmente se importa com ele e que partilha dos valores de diversidade e inclusão, tão característicos da Eurovisão.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem: google

6 comentário(s):

  1. Anónimo22:12

    Quanto aos tópicos aqui abordados:

    - Sou completamente contra o apuramento direto para a final dos chamados Big 5, visto que isso representa uma grande vantagem perante os restantes países. A desculpa de que "são os maiores financiadores e representam um maior número de votos" é ridícula! A Suécia, por exemplo, é talvez o país que maior participação tem do seu público e não faz parte dos Big 5... e não me venham dizer que os italianos ou espanhóis votam mais que os noruegueses e suecos... É descabido! Quanto às finanças, obriguem os países mais ricos a pagar mais e os pobres a pagar menos, isto é, a taxa fixa anual que cada emissora paga à EBU, sem contar com as despesas de participação, porque isso fica a cargo de cada um.

    - Quanto à participação de países extra-europeus, acho que mais tarde ou mais cedo o concurso teria de se abrir aos restantes continentes. Se são europeus ou não, estou-me a borrifar, somos todos seres humanos pertencentes a este mundo e quanto mais culturas se misturarem, melhor, desde que haja respeito entre todos e pelos ideais do concurso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo perfeitamente :)

      Eliminar
    2. fique descansado que quando eu for para o lugar do Jon Ola Sand, irei retirar o BIG5, mas vai continuar a haver países a passarem diretamente á final, que são o TOP5 do ano anterior, que merecem mais do que a maioria do BIG5

      Eliminar
    3. Anónimo10:31

      Que conversa da treta essa dos "seres humanos". Este sempre foi um concurso para esta regiao do planeta (Europa e vizinhos). Porque e' que tudo o que europeu tem que ser para TODOS? Idiotices globalistas.

      Eliminar
    4. Anónimo00:38

      Não concordo com big 5 nem com Austrália na eurovisão...

      Eliminar
    5. Anónimo22:58

      Já somos dois, anónimo das 00:38

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top