A Suécia escolhe, esta noite, os primeiros finalistas do Melodifestivalen 2017. Sete candidatos disputam as duas vagas para a Grande Final, enquanto que dois apurar-se-ão para o Andran Chansen.

Baseado no sucesso dos Olhares sobre o Festival Eurovisão, iniciativa criada em 2009, o ESCPortugal estreia, hoje, a primeira variante da nova edição do Olhares sobre as finais nacionais: a primeira semifinal do Melodifestivalen 2017 será analisada pelos comentadores, sendo que todos os comentários e votações foram baseados nos trechos revelados na quinta-feira (como pode ver AQUI).

A votação da competição estará a cargo exclusivamente do público, sendo que existirão duas rondas: na primeira ronda apurar-se-ão os cinco candidatos mais votados; na segunda ronda (sendo que as votações serão acumulativas), os dois candidatos mais votados conseguirão o apuramento para a Grande Final, enquanto que o terceiro e quarto classificados apurar-se-ão para o Andran Chansen.

Conheça, de seguida, as previsões do painel de comentadores:

Ana Miguel aposta em Nano e "Hold On"
Dos sete pedacinhos de música que ouvi, o único que me cativou foi o último tema 'Hold On', de Nano. Muito actual, ritmo interessante e com ótima energia, embora um pouco semelhante ao que a Suécia tem levado nos últimos anos.  No geral, parece-me que houve algumas falhas na qualidade e ligação entre as músicas, sem grandes destaques e nada memorável.  Estou curiosa com o que pode acontecer em palco: podem haver boas surpresas.


Filipe Batista aposta em Adrijana e "Amare"
Os sete primeiros candidatos a representar a Suécia em Kiev apresentam-se hoje em Gotemburgo. Boris René, Dinah Nah, Charlotte Perrelli e Ace Wilder partilham não só a condição de repetentes mas também o facto de apresentarem, na minha opinião, as propostas mais desapontantes desta eliminatória. Boris e Dinah continuam fiéis aos seus estilos, mas falta-lhes frescura, Charlotte regressa com uma música sem sabor e que passa facilmente despercebida, e Ace Wilder faz aquela que me parece ser a sua derradeira tentativa, mas infelizmente, com a pior das suas três propostas. Sobram os estreantes. Nano tem a canção mais forte da Semifinal e será certamente um dos vencedores da noite, e Adrjana ganha destacada o “prémio” da mais original. Os De Vet Du têm a tal canção engraçada e despretensiosa que aparece sempre todos os anos para consumo interno. É difícil prever o seu futuro na competição. No geral, é uma Semifinal fraca e previsível. Não está aqui o vencedor deste ano.

Hélder Simões aposta em Nano e "Hold On"
Nem parece uma semifinal do Melodifestivalen com músicas sem ser de alta qualidade... A Suécia habituou-nos a melhor e espero que as próximas galas sejam bastante melhores. Nano é o que mais se destaca pela originalidade, enquanto que Ace Wilder e Dinah Nah são as minhas segundas opções. Contudo, de forma geral, foi muito desapontante.


Hugo Sepúlveda aposta em Adrijana e "Amare"
A primeira semi-final do Melodifestivalen não me parece nada demais... ainda assim acho que várias têm hipóteses de vingar: Ace Wilder, que segue com algum favoritismo, e Nano, que até pode ser uma boa música, mas tem uma sonoridade já muito vulgar. O excerto que mais interesse me suscita ouvir por completo é «Amare» de Adrijana. Pode até ser o típico hip-hop sueco, mas penso que é algo diferente e que não estamos habituados a ouvir na eurovisivão. Tem uma “vibe” muito boa e não é em inglês, o que para mim é sempre um ponto a favor.


João Carvalho aposta em Nano e "Hold On"
Ouvidos que estão os snippets da primeira semifinal do Melodifestivalen 2017, pode-se dizer que estava à espera de melhor uma vez que para mim só se destacou uma música: a "Hold On" do Nano. Uma voz forte, um coro que marca a diferença, um instrumental mexido, moderno e comercial são os ingredientes.

João Diogo aposta em Nano e "Hold On"
Esta é talvez uma das semifinais mais fracas do Melodifestivalen de que me lembro. Das 7 músicas a concurso, e falando tendo apenas ouvido um minuto de cada, gosto apenas de uma: “Hold On”. Nano tem a melhor música da semifinal, que se destaca por não ser algo tipicamente sueco. De resto, as músicas da Ace Wilder, Charlote Perrelli e Dinah Nah ouvem-se mas não acrescentam nada de novo.


Luís Nepomuceno aposta em Boris René e "Her Kiss"
Nesta 1.ª semifinal de Melodifestivalen, a minha escolha recai sobre Boris René e 'Her Kiss': uma canção tipicamente sueca, típica de Melodifestivalen, que destaco pela positiva nesta semifinal pelo seu ritmo contagiante, por todo o background e até mesmo (pelo que deu para entender pelos 30 segundos disponibilizados) pela coreografia. Já o ano passado fiquei fã de 'Put Your Love On Me'. Este ano, Boris René volta a não desiludir e estará certamente na final de Estocolmo.



Nuno Carrilho aposta em Charlotte Perrelli e "Mitt liv"
Baseado apenas nos 30 segundos divulgados pela emissora sueca, houve apenas uma candidatura que não me desiludiu: Charlotte Perrelli e «Mitt liv». Com um estilo totalmente diferente daquele de que nos habituou, a cantora afirmou precocemente quais eram os principais objetivos deste ano e decerto que serão conquistados. Sobre o apuramento, duvido que tal aconteça, mas vamos esperar pelas atuações na integra. 

Patrícia Gargaté aposta em Nano e "Hold On"
Sem dúvida, a surpresa da semi-final. Um tema moderno, bonito e com tudo para dar certo... bem, quase tudo. Aqueles 30 segundos de ensaio deixaram um pouco a desejar no que diz respeito a apresentação em palco e isso notou-se nos comentários dos eurofãs. Pessoalmente, penso que a apresentação em palco é simples mas não me incomoda nada, não deixa de ser a minha favorita da semi-final. As comparações a Rag'n'Bone Man também são inevitáveis, mas nada que faça lembrar uma cópia ou algo do género. Em suma, está TOP, já entrou para o top das minhas favoritas da edição!

Pedro Lopes aposta em Ace Wilder e "Wild Child"
Para esta primeira semifinal sueca, aposto numa vitória de Ace Wilder, não só pela boa música que a mesma apresenta dentro do estilo que já é a sua imagem de marca, mas também pela popularidade que Ace já conquistou desde a sua participação em 2014. No entanto, destaco também pela positiva, e que poderá ser uma surpresa, a proposta de Nano!


Ricardo Leal aposta em Ace Wilder e "Wild Child"
Está de volta o Grande Melodifestivalen! Na minha opinião, Ace Wilder com «Wild Child» e Dinah Nah com «One More Night» devem ser as apuradas para a Grande Final, visto que apresentam as melhores canções da semifinal. Boris René e Charlotte Perrelli, na minha opinião, apurar-se-ão para o Andran Chansen, apesar da vencedor do ESC ter surpreendido com uma canção muito calma, algo que não agradou a todos os eurofãs.

Aceda, de seguida, aos resultados das votações dos 11 comentadores:

1.º Nano - "Hold On" - 65 pontos
2.º Ace Wilder - "Wild Child" - 59 pontos
3.º Dinah Nah - "One More Night" - 52 pontos
4.º Boris René - "Her Kiss" - 43 pontos
5.º Adrijana - "Amare" - 41 pontos
6.º Charlotte Perrelli - "Mitt liv" - 32 pontos
7.º De Vet Du - "Road Trip" - 16 pontos

Quer fazer parte do painel de comentadores das próximas edições do Olhares sobre as finais nacionais? Envie-nos os seus comentários (poderá enviar para todas as finais nacionais) AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem: ESCPORTUGAL

1 comentário(s):

Temas em Destaque

 
Top