Destino a todos os interessados no fenómeno da Eurovisão, Nuno Galopim, um dos consultores da RTP para o Festival da Canção 2017, é o responsável pela formação «Eurovisão: Uma Viagem Televisiva».

"De que se fala quando se fala do Festival da Eurovisão? De música, claro. (...) Fala-se depois de televisão. De showbiz. Fala-se de identidades. E também do mundo político que no fundo atravessa as épocas e os países concorrentes. O que podemos nós aprender com a música, os modelos de pensar a televisão, a comunicação e a história política e social da Europa com estas já mais de seis décadas do Festival da Eurovisão?": é assim descrita a formação «Eurovisão: Uma viagem televisiva», assegurada por Nuno Galopim, um dos consultores da RTP para o Festival da Canção 2017.

Destinada a "Todos os interessados no fenómeno da Eurovisão, seja na qualidade de ex ou potenciais participantes, seja na qualidade de espectadores e amantes do espectáculo", a formação tem a duração de 15 horas, estando agendada para 18, 19, 25 e 26 de maio e 1 de junho, tendo lugar nas instalação da empresa Palavras Ditas, em Lisboa, com um preço de 120 euros.

Saiba AQUI mais pormenores sobre a formação.

Tozé Brito, representante de Portugal no ESC1978 e membro do júri do FC2017, Carla Bugalho, chefe de delegação da RTP, Augusto Madureira, compositor e jornalista, Gonçalo Madail, diretor da RTP Memória, e Lumena Raposo, jornalista especializada em política internacional, estão confirmados na formação, sendo prevista a participação de alguns músicos.

Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte/Imagem: PalavrasDitas

12 comentário(s):

  1. Anónimo12:53

    Ena que interessante... dá equivalência a Mestrado?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:55

      Acho que é a pós-doc (que Mestrado já não vale nada) 8-)

      Eliminar
  2. Anónimo12:55

    De facto, o Festival este ano mudou... é uma forma de alguns ganharem dinheiro... 120€ x 20 formandos... 2400€ para este comentador?? Não, obrigado! Os fans da Eurovisão sabem mais da Eurovisão do que ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lis Assiada13:40

      Não é só para o comentador. Aluguer da sala, das mesas e cadeiras, a luz, a capinha e o bloco, a esferográfica, a senhora que limpa a sala no fim, os convidados. Acho poucochinho.

      Eliminar
    2. Anónimo14:08

      Acho é que não vai ter nenhuns interessados e não se vai realizar... Aposto...

      Eliminar
  3. Anónimo12:56

    Vai ensinar também porque é que o Ramon Galarza disse a comentar a Eurovisão que o "Há um mar que nos separa" ia comer de cebolada a canção da Estónia "Goodbye to yesterday"? xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:57

      A segunda canção é de léguas melhor que a primeira, quer em música, letra e interpretação!

      Eliminar
  4. Anónimo13:33

    Formação pertinente. Mas o Tozé Brito, o Gonçalo Madaíl e a luneta percebem zero de Eurovisão. O próprio formador nunca lá esteve.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo13:34

    A Carla Bugalho que foi chefe de delegação apenas em 2015, com um péssimo resultado, vai ensinar sobre Eurovisão? Tá bem tá! lol

    ResponderEliminar
  6. Anónimo13:38

    Excelente. Se eu estivesse em Lisboa iria

    ResponderEliminar
  7. Anita Boavida14:52

    Ai queredo, 120 euros?!?! Nao que eu precise, pois percebo e bem de Eurovisao, já sou fazona desde 1983 quando a Nicole ganhou, mas se tivesse 120 euros casavame lolol

    ResponderEliminar
  8. Rui Fernandes16:45

    Muito me surpreendeu esta proposta que achei cara. Isto sem querer tirar o mérito ao Nuno Galopim, que me parece um expert e alguém que se está a dedicar este ano como há muito tempo desejávammos, mas acho muito cara esta formação.

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top