Pedro da Silva Martins é um dos rostos do grupo Deolinda, que tem levado a música pop de cariz tradicional para os palcos de todo o país e para as tabelas de vendas. Em entrevista ao ESCPORTUGAL, o compositor falou-nos do seu projeto para o Festival da Canção 2017.


Pedro da Silva Martins é autor e compositor de canções de vários artistas, destacando-se o grupo Deolinda, do qual também é um dos membros ativos. Também assina canções popularizadas nas vozes de Ana Moura, Cristina Branco, Anabela, Mariza, Rita Redshoes ou Hélder Moutinho. O convite para participar no festival da canção já tinha surgido noutras edições, mas este ano reuniram-se as condições para que esta participação se concretizasse. “Já havia comentado com alguns dos autores convidados que seria muito interessante se um dia todos participássemos. A agenda da Deolinda e de outros projetos em que me envolvo obrigaram-me sempre a adiar a minha participação, apesar da vontade. Este ano calhou bem”. Ficou, portanto, “feliz”, quando chegou o convite da RTP para a edição de 2017. “Ainda para mais”, completou, “quando soube que estaria muito bem acompanhado por outros autores que muito considero e admiro”.

O objetivo para esta edição não é ambicioso, mas “realista”. “Espero sobretudo que se celebre a música portuguesa”, sublinhou. “Não participo pela competição nem pela vitória”, confessa, “mas pelo prazer de mostrar, juntamente com os outros autores, o bom momento que atravessa a canção feita em Portugal”. Sem querer adiantar o estilo de canção que compôs e cuja maqueta entregou na semana passada à RTP, apenas afirma tratar-se de “algo forte e positivo”. Quisemos saber mais sobre o intérprete, ou os intérpretes, da sua canção. Pedro da Silva Martins não pôde abrir muito o jogo. “Já escolhi! Penso que será uma boa surpresa! (risos)”

Este ano, a RTP abriu a porta a canções escritas em qualquer língua. Quisemos saber se o nosso interlocutor é adepto desta ideia ou se vai preferir manter a língua portuguesa. Pedro da Silva Martins foi peremptório: “Há excelentes autores portugueses a fazer música noutras línguas. Acho muito positiva a ideia. A minha canção será em português, de Portugal”. Revelando que, para além de ser o compositor, também irá assinar a letra, Pedro Martins fez questão de realçar que a canção foi escrita propositadamente para o Festival da Canção. “Foi tudo composto de raiz. Depois do convite, deitei mãos à obra”.

As nossas conversas com os compositores do Festival abrangem também a Eurovisão. “Tenho andado afastado do festival da Eurovisão”, lamenta. “Não por desinteresse, mas por falta de tempo. Apesar de sentir que o Festival perdeu um pouco da acutilância de outrora. Não vence a canção propriamente dita, mas sim o conceito ou alguma peculiaridade do intérprete. Faz também parte do “jogo”, mas eu prefiro a música pela música, sem grandes “truques””. Pedimos que destacasse duas canções, uma do festival português e outra da Eurovisão. “As que gosto são muitas e variadas, mas como pede uma de cada, escolho “E depois do Adeus” e talvez o “Waterloo” dos ABBA, pelo sucesso incrível que foi e continua a ser”.


Para terminar, pedimos a Pedro da Silva Martins que escolhesse uma canção, do seu percurso musical, e explicasse porquê. “Talvez destaque o “Parva que Sou” dos Deolinda pelo impacto que teve em mim e no país em 2011. É um momento único de empatia do público com uma canção, algo extra-musical difícil de descrever em palavras”.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL, PEDRO DA SILVA MARTINS / Imagem: PEDRO DA SILVA MARTINS/ Vídeo: YOUTUBE

42 comentário(s):

  1. Anónimo16:37

    Preocupa-me o facto de até agora ninguém ter dito que participa para ganhar. Querem todos celebrar a música portuguesa, mas esquecem-se que a canção que levam ao FC pode representar-nos perante a Europa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:08

      É o mal do costume. Enquanto não se assumir a vontade de apresentar um produto de qualidade e que convença o mais comum espectador vamos andar sempre nisto. Para isso realizavam o FC (ou quantos quisessem) sem o intuito de escolher a nossa representante para o ESC. Mas se o realizam com para esse efeito, então que adequem o produto ao objetivo real.

      Eliminar
    2. Anónimo21:35

      Ainda não perceberam que não há formulas para ganhar o ESC... mais vale fazer um bom festival e depois logo se verá.

      Eliminar
    3. Paulo Jorge22:36

      Este sabe o que faz! Esperem pela música!

      Eliminar
  2. Anónimo16:51

    Escolha do intérprete/s será surpresa... serão os Deolinda?

    ResponderEliminar
  3. O que sabemos:
    Pedro Saraiva - Mulher; inglês
    Toli Machado - Homem; inglês
    Joao Coimbra - Homem; inglês
    David Santos - Mulher; português
    Calina Piedade - Mulher (a própria); português
    Nuno Figueiredo - ? ; português
    João Só - ? ; português.
    Pedro Martins - ? ; português.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só mesmo um desconhecido para escrever "Calina" quando deveria escrever Celina! Aliás, infelizmente parece ser hábito toda a gente comentar em anónimo! Eu dou sempre a cara! ;)

      Eliminar
    2. Anónimo19:52

      Deixa lá, Pedro Silva, foi uma CALINAda do "Desconhecido" ;)

      Eliminar
    3. Anónimo19:55

      18:33 "Comentar em anónimo"?! "Em anónimo"? Não será "como anónimo" ou até "como anónima", já que escreve "toda a gente"?

      Eliminar
  4. Anónimo17:41

    A/O intérprete surpresa será a prima Ana Bacalhau, que quer experimentar uma carreira como solista? Este modo Celebração que alguns autores querem no FC espero que seja também uma surpresa agradável. Estou curioso o que vai sair cá do Pedro. Já agora, o "Parva Que Sou" tornou-se, infelizmente, em uma daqueles músicas intemporais. Boa Sorte, Pedro!!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo17:54

    surpresa...Ana Moura??

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo18:40

      Nunca na vida xD

      Eliminar
    2. Anónimo18:58

      Adorava, mas tenho as minhas duvidas.

      Eliminar
    3. Anónimo21:37

      Isso sim! Adorava.

      Eliminar
  6. Cláudio Silva17:59

    Eu não percebo porque é que esta gente aceita participar no festival, se não têm intenções de ganhar... O Festival da Canção é, e sempre foi, uma competição. Se não querem ganhar, não participem. É por estas e outras que eu sou contra o convite a compositores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:29

      Em primeiro lugar, só alguém que corrompa o Sistema é que sabe de antemão que vai ganhar! Não estou a ver o Problema, que alguns por aqui fazem questão de levantar, de fazer do FC uma Celebração da Música Portuguesa (feita ou não em língua portuguesa). No meu dicionário, "Celebração" não é sinónimo de desleixo, desambiação, lixo. Esta Nova Geração de Compositores, para quem ainda não sabe, pensam foram da caixa (e muitos aqui gostam dos trabalhos de alguns, mesmo assim... Ou, aliás, por eles serem assim)! Bem, compositores/compositoras assim houve também noutros tempos, mas os responsáveis do Mercado de então - estes sim, desprezíveis, - não estavam para pensar e não lhes correu bem essa espécie de "Futurismo". Veja-se, a título de exemplo, o caso de algumas canções interessantes de Portugal nos ESCs de 65, 67, 69, 74, 75, 81, 92, 97, 01 e 03, cuja "receita" não obteve bons resultados por motivos exteriores à respectiva canção-interpretação. Estou confiante que esta malta nova vai surpreender pela positiva! E atenção, contra mim falo, a Qualidade é algo de relativo, ok? Haja Esperança! "Até ao lavar dos cestos é vindima"! :-)

      Eliminar
    2. Anónimo22:02

      Belo comentário. :-)No meu dicionário, "Celebração" não é sinónimo de desleixo, desambiação, lixo. (h)

      Eliminar
    3. Tania23:01

      Cláudio, não consegues conter a emoção? Não sofras por anticipação! Espera, ouve e depois falas! Ainda te dá uma coisinha má! O Pedro é neste momento se não o melhor, um dos melhores compositores actuais! Não nos deixará ficar mal!

      Eliminar
    4. Tania, menos... Muito menos, ok? Mas alguém aqui está a sofrer ou algo parecido? Quando não há argumentos para defender uma ideia, parte-se para os comentários tristes, não é? Passar bem.

      Eliminar
  7. Anónimo18:16

    #semambiçao #maisdomesmo

    ResponderEliminar
  8. Rui Ramos18:39

    Gosto muito de Desfado... espero que seja nessa linha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:05

      Não foi o Pedro Martins q compôs o Desfado :)

      Eliminar
    2. Anónimo21:56

      Foi o Pedro, sim: https://www.youtube.com/watch?v=tClgAZp0hYw :)

      Eliminar
    3. Anónimo22:13

      DESFADO. (Letra e Música de Pedro Da Silva Martins)

      Eliminar
    4. Paulo Jorge22:33

      Foi sim! Letra e música!

      Eliminar
  9. Anónimo18:45

    Uma coisa é querer ganhar a todo o custo... outra é desejar uma competição saudável. O que a rtp parece desejar.... dar credibilidade e acabar com as cenas degradantes dos últimos anos.... se vai conseguir? Ainda duvido.

    Estas entrevistas tem deixado bem claro que estes nomes só estão a concurso por causa deste grupo em específico.

    Tantas e tantas vezes uma música para ganhar o FC não é uma grande música.

    Fazer uma música sem pensar muito ou nada na eurovisão pode resultar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:51

      "Estas entrevistas tem deixado bem claro que estes nomes só estão a concurso por causa deste grupo em específico. "

      que grupo em específico??

      Eliminar
    2. Anónimo23:12

      grupo de compositores. Uns só aceitaram porque estavam lá outros nomes que lhes deram confiança para avançar.

      Eliminar
  10. Anónimo20:38

    Estou com a ligeira sensação de que serão os Deolinda...

    ResponderEliminar
  11. Anónimo20:50

    Parece que é geral o objectivo é celebrar a musica portugesa e participar na eurovision em portugues. Ninguem tem tempo para ver a eurovision ???(anual) e falam sempre do passado...

    ResponderEliminar
  12. Anónimo20:58

    Não tenho expectativas nenhumas sobre este festival. Vai ser nulo musicalmente. Só se vai sair da cepa torta no dia em que o concurso for aberto e de repente aparecerem lá suecos a cantar em inglês, porque conhecem algum fã que os convencerá a concorrerem! Antes disso, nickles! Tirar todos os cavalinhos da chuva!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:51

      ui sim sim...

      Eliminar
    2. Anónimo22:50

      Se Portugal algum dia for por esse caminho, podes ter a certeza de que nunca ganhará a Eurovisão! Temos de levar algo diferente dos outros, algo feito por nós, seja em português ou inglês! Temos grandes compositores no nosso país, sendo que os que a RTP convidou também fazem parte desse lote.

      Agora, se trouxermos a "armada sueca" para fazer uma música...Aí, esquece, mais vale não participar mais...Em 2016 a Eurovisão teve a participação de compositores suecos em 12 países:

      - Azerbaijão (17º lugar)
      - Bulgária (4º lugar)
      - Chipre (21º lugar)
      - República Checa (25º lugar)
      - Geórgia (20º lugar)
      - Lituânia (9º lugar)
      - Malta (12º lugar)
      - Moldávia (17º lugar SF1)
      - Noruega (13º lugar SF2)
      - Rússia (3º lugar)
      - Suécia (5º lugar)
      - Reino Unido (24º lugar)

      Posto isto, podes verificar que apenas 4 músicas em 12 ficaram no top 10 (33%). Só para concluir que ter uma música "made in Sweden" não é sinónimo de sucesso...ah e nenhuma delas ganhou...

      Eliminar
    3. Então quer dizer que um 3º, 4º, 5º e 9º lugares não é sucesso?!

      Eliminar
    4. Anónimo10:32

      Nesses casos sim, mas na grande maioria não...O que eu quero dizer é que se levares uma música de suecos à Eurovisão, não é garantido que tenhas sucesso, aliás, na maioria das situações passa-se o contrário...

      Eliminar
    5. Anónimo21:33

      Com estes compositores (ou a maioria..), dizer que o festival será "nulo musicalmente", é desconhecer por completo o que é música....god :|

      Eliminar
  13. Amélia Raposinho21:58

    A julgar por todos os comentários acima, todos mesmo, este FC 2017 vai acabar por ser a mesma peixeirada do costume...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Você também só sabe dizer isso?

      Eliminar
  14. Tania23:07

    Eis um autor de nível mundial! Tanto com os Deolinda, o desfado que compôs para a Ana Moura, as canções do Zambujo e da Mariza. O Pedro já demonstrou que não precisa de grandes concursos para ser um vencedor! Percebo o que ele quer dizer!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pedro pode não precisar de grandes concursos para ser um vencedor, mas Portugal precisa de uma grande música para vencer a Eurovisão.

      Eliminar
  15. Rui Ramos02:29

    Gosto muito dos Deolinda. Espero nao me desiludir

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:15

      Os deolinda já me desiludiram há muito e não foi pelo Pedro!

      Eliminar

Temas em Destaque

 
Top