A OGAE Portugal convida Carlos Alberto Moniz para uma tertúlia agendada para 14 de janeiro, pelas 15 horas, na Junta de Freguesia do Lumiar, em Lisboa. 
 

No seguimento da iniciativa conjunta da OGAE Portugal e da Junta de Freguesia do Lumiar, a iniciativa “Festival volta a casa” convida para a sua segunda tertúlia Carlos Alberto Moniz, que irá brindar o público com uma tarde de memórias do Festival RTP da Canção e dos seus bastidores. O evento, aberto ao público em geral, terá lugar no Salão Nobre da Junta de freguesia do Lumiar, dia 14 de Janeiro pelas 15 horas .

Carlos Alberto Moniz é açoriano e é um dos participantes em maior número de edições do Festival da Canção no currículum. Para além disso, é pai de Lúcia Moniz, detentora da melhor classificação de Portugal na Eurovisão - 6º lugar em 1996 com a canção “O meu coração não tem cor”. Carlos Alberto Moniz participou em diversas edições: No ano de 1971 esteve no grupo Efe 5 com o tema "Rosa, Roseira". Em 1979 integrou o duo Carlos Alberto Moniz e Maria do Amparo (sua mulher à época) nas canções "A Outra Banda" e "Camponês dos Campos de Água" e em 1981 em "Olá, rapariga olá". Integrou também o grupo S.A.R.L. nos festivais de 1979, 1980 e 1982, respetivamente com as canções "Uma canção comercial", "Self-made-man" e "Quero ser feliz agora". Em 1986 interpretou, a solo, "Canção para José da Lata". O ano passado, a Sociedade Portuguesa de Autores distinguiu-o, como pode recordar AQUI.

Para além de intérprete, participou em diversas edições como como compositor, letrista ou maestro. Recorde a sua participação na Eurovisão como maestro da canção "Sempre, há sempre alguém" interpretada por Nucha em Zagreb:



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: OGAE PORTUGAL, ESCPORTUGAL / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top