A emissora cipriota CyBC revelou os custos da participação de George Michaelides no Festival Eurovisão Júnior 2016: a taxa de participação do país custou 30 mil euros.

Forçada a fazer cortes significaticos no seu orçamento, a emissora cipriota revelou alguns detalhes sobre os gastos feitos com o pagamento de taxas e compra de programas nos últimos meses, onde se inclui a participação no Festival Eurovisão Júnior. 

Segundo o Presidente do Conselho da CyBC o orçamento adicional que será debatido é de 522 mil euros e inclui os seguintes aspetos: disposições de saúde e pensões (117 371 euros); cobertura do Rally de Chipre (60 000 euros); taxa de transmissão da Liga dos Campeões (135 000 euros); cobertura de notícias (30 000 euros); taxa de participação no Festival Eurovisão Júnior 2016 (30 000 euros).

Os restantes gastos com a comitiva cipriota em Malta não foram incluídos no orçamento adicional, sendo espectável que os mesmos tenham sido cobrados por patrocinadores. De realçar que a emissora cipriota revelou recentemente que o orçamento de Hovig para a próxima edição do Festival Eurovisão se situa nos 100 000 euros (AQUI).

Estreante em 2003, Chipre participou por oito ocasiões no Junior Eurovision Song Contest, ficando de fora em 2005 devido ao plágio da sua participação e entre 2010 e 2013. A ilha mediterrânica sediou a competição em 2008 em Limassol no Spyros Kyprianou Athletic Centre. George Michaelides e o tema Dance Floor foram os representantes do país em Malta, tendo terminado o concurso na 16.ª (e penúltima) posição com apenas 27 pontos, tornando-se a pior classificação de seempre de Chipre no evento. Recorde a participação de seguida:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem/Vídeo: junioreurovision.tv

0 comentário(s):

Enviar um comentário

Temas em Destaque

 
Top